ebook ftp
22 pág.

ebook ftp


DisciplinaRedes de Computadores20.575 materiais259.101 seguidores
Pré-visualização5 páginas
\u2022 Avaliação ao final do curso.
\u2022 O participante fará várias avaliações referente ao conteúdo do curso. Para a aprovação e
obtenção do certificado o participante deverá obter nota final maior ou igual a 6.0 de acordo
com a fórmula abaixo:
\u2022 Nota Final = ((ML x 7) + (AF x 3)) / 10 = Média aritmética das lições
\u2022 AF = Avaliações
12
CDTC Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento Brasil/DF
2.8 Bibliografia
\u2022 http://en.wikipedia.org/wiki/Ftp
\u2022 http://www.niee.ufrgs.br/cursos/ambientes/ftp/
13
Capítulo 3
Introdução
3.1 Introdução
FTP (abreviação para File Transfer Protocol - Protocolo de Transferência de Arquivos) é uma
das mais antigas formas de interação na Internet. Com ele, você pode enviar e receber arquivos
para, ou de, computadores que se caracterizam como servidores remotos.
O protocolo FTP (File Transfer Protocol) foi criado em 1971 sendo um dos protocolos mais O FTP
suporta tanto um uso interativo quanto uma conexão em lote. Quando ocorre um uso interativo
será necessário que o cliente forneça comandos para o servidor FTP para que a transferência de
arquivos ocorra corretamente. Esses comandos podem ser usados para saber a qual computador
remoto se conectar, identi?car-se, descobrir quais arquivos podem ser acessados e decidir quais
arquivos serão transferidos.
O FTP pode ser de dois tipos: passivo ou ativo. No modo ativo, o FTP abre uma conexão para
que o cliente possa transmitir os dados e escolher a porta em que deseja se conectar. Já no
modo passivo, o FTP não abrirá uma nova conexão e as portas utilizadas para a transmissão se-
rão escolhidas aleatoriamente pelo servidor. Os servidores FTP podem se comunicar com outros
computadores que estejam como clientes FTP.
Algumas características deste protocolo são:todos os dados trafegados na Internet antigamente.
Este protocolo é tão difundido que é muito difícil encontrar atualmente um computador que não
consiga acessar arquivos via FTP.
Atualmente o tráfego devido ao FTP não é mais o mesmo, mas ele ainda continua tendo um papel
importante na rede Mundial. A sua decaída deveu-se a diversos fatores sendo que um dos mais
evidente foi o surgimento de novos softwares que compartilham arquivos, podendo ser citado
como exemplo o BitTorrent.
14
Capítulo 4
Características do FTP
4.1 Características
O FTP permite a transferência de arquivos em ambas as direções (download e upload) de
computadores locais (clientes FTP) para computadores remotos conhecidos como servidores
FTP. Essa transferência pode ocorrer inclusive entre clientes e servidores FTP de diferentes sis-
temas operacionais.
O protocolo FTP inclui também mecanismos para que os arquivos tenham propriedades e restri-
ções de acesso. As restrições de acesso são estabelecidas pelo servidor FTP de acordo com o
login do usuário, sendo que, geralmente, são estabelecidas contas publicas para facilitar o acesso
de usuários não cadastrados.
O FTP suporta tanto um uso interativo quanto uma conexão em lote. Quando ocorre um uso
interativo será necessário que o cliente forneça comandos para o servidor FTP para que a trans-
ferência de arquivos ocorra corretamente. Esses comandos podem ser usados para saber a qual
computador remoto se conectar, identi?car-se, descobrir quais arquivos podem ser acessados e
decidir quais arquivos serão transferidos.
O FTP pode ser de dois tipos: passivo ou ativo. No modo ativo, o FTP abre uma conexão para
que o cliente possa transmitir os dados e escolher a porta em que deseja se conectar. Já no
modo passivo, o FTP não abrirá uma nova conexão e as portas utilizadas para a transmissão se-
rão escolhidas aleatoriamente pelo servidor. Os servidores FTP podem se comunicar com outros
computadores que estejam como clientes FTP.
Algumas características deste protocolo são:
\u2022 Rapidez e versatilidade;
\u2022 Baseia-se no protocolo TCP, sendo que o FTP possui uma interface para poder interagir
com esse protocolo;
\u2022 Open Standard. Facilitando a padronização entre diferentes componentes de hardwares e
softwares e permitindo o aumento do número de usuários desta tecnologia;
\u2022 Desenvolvido, originalmente, orientado a linha de comando, apesar de atualmente possuir
diversas interfaces grá?cas para este serviço.
15
CDTC Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento Brasil/DF
As conexões FTP podem ter dois tipos de interfaces :
\u2022 Por meio da linha de comando;
\u2022 Por meio de uma interface grá?ca utilizando um programa FTP, ou utilizando o navegador
web (browser).
A utilização de um navegador web é a forma mais fácil e rápida de fazer uma operação FTP,
porém apresenta algumas desvantagens, como a impossibilidade de se transferir um arquivo do
computador local para o servidor (upload) e só será permitido fazer o download de arquivos pu-
blicos.
Para resolver tais problemas criados pelo browser, utilizam-se programas especializados em rea-
lizar operações usando o Protocolo FTP, como veremos mais adiante no curso.
4.2 Objetivos
O RFC (Request for comments) é um documento que descreve os padrões para cada pro-
tocolo da Internet. O RFC discute a história, a terminologia e os objetivos do FTP. Os tópicos
seguintes foram citados como objetivos do FTP:
\u2022 Promover o compartilhamento de arquivos;
\u2022 Encorajar indiretamente o uso de servidores remotos que funcionam como backup;
\u2022 Proteger os internautas de variações em sistemas de armazenamento de arquivos entre
servidores;
\u2022 Transmitir dados con?áveis e e?cientemente.
4.3 FTP anônimo X FTP com autenticação
Existem dois tipos de conexão FTP. A primeira, e mais utilizada, é a conexão anônima, na qual
não é preciso possuir um "username"ou "password"(senha) no servidor de FTP, bastando apenas
identificar-se como "anonymous"(anônimo).
Neste caso, o que acontece é que, em geral, a árvore de diretório que se enxerga é uma sub-
árvore da árvore do sistema. Isto é muito importante, porque garante um nível de segurança
adequado, evitando que estranhos tenham acesso a todas as informações da empresa. Quando
se estabelece uma conexão de "FTP anônimo", o que acontece em geral é que a conexão é posi-
cionada no diretório raiz da árvore de diretórios. Dentre os mais comuns estão: pub, etc, outgoing
e incoming.
O segundo tipo de conexão envolve uma autenticação, e portanto, é indispensável que o usuário
possua um "username"e uma "password"que sejam reconhecidas pelo sistema, quer dizer, ter
uma conta nesse servidor. Neste caso, ao estabelecer uma conexão, o posicionamento é no di-
retório criado para a conta do usuário - diretório home, e dali ele poderá percorrer toda a árvore
do sistema, mas só escrever e ler arquivos nos quais ele possua permissão.
16
CDTC Centro de Difusão de Tecnologia e Conhecimento Brasil/DF
4.4 A origem do FTP
Assim como muitas aplicações largamente utilizadas hoje em dia, o FTP também teve a sua
origem no sistema operacional UNIX, que foi o grande precursor e responsável pelo sucesso e
desenvolvimento da Internet. Portanto, lá no início de tudo, a maioria dos comandos atualmente
consagrados, disponíveis para realizar transferência de arquivos, eram comandos que tinham que
ser utilizados em terminais com interface texto.
Contudo, com a evolução dos terminais gráficos, já há um bom tempo não é necessário se pre-
ocupar em decorar todos os comandos, que antes eram indispensáveis, para fazer um FTP. As
interfaces gráficas criam uma camada de abstração que colocam a transferência de arquivos na
ponta do dedo. Bastam alguns poucos cliques de mouse para verificar que o FTP de hoje é muito
mais agradável que o de antigamente. E o melhor é que tudo acontece sem você perceber que
nos bastidores o que realmente acontece se equivale a muitos destes comandos da interface
texto.
Mas não pense que aqueles comandos foram esquecidos. Para muitos usuários, principalmente
aqueles de universidades espalhadas ao redor do mundo, o