Apostila Joel
88 pág.

Apostila Joel


DisciplinaLei de Diretrizes e Base da Educação (ldb)154 materiais5.956 seguidores
Pré-visualização50 páginas
for capaz de integrar verdadeiramente as diversas culturas que nela coexistem. 
Promover a inclusão social significa neutralizar as diferenças culturais produzindo uma cultura uniforme. 
Não cabe à educação, isoladamente, resolver o problema da exclusão social, embora a ela caiba promover processos, conhecimentos e atitudes que favoreçam a superação das discriminações na sociedade. 
A inclusão social é uma questão essencialmente dependente da elaboração de Políticas Públicas Sociais.
Mudar mentalidades, superar o preconceito e combater atitudes discriminatórias é tarefa exclusiva da escola, única responsável pela promoção da inclusão social.
É considerado um recurso valioso para garantir a participação de representantes dos diversos segmentos da escola (professores, pais, alunos e funcionários) nas definições políticas, pedagógicas e administrativas, fortalecendo a questão democrática escolar:
Conselho Escolar 
Caixa Escolar 
Associação de Pais e Mestres 
Conselho de Classe 
Clube de Classe 
 Segundo a Resolução CNE/CEB n° 4/99, que trata das Diretrizes Curriculares Nacionais da Educação Profissional, devem ser adotados como critérios para a Organização e Planejamento de Cursos: 
Atendimento às demandas nacionais e regionais estabelecidas pelo Ministério da Educação. Cumprimento das metas estabelecidas pelo Ministério de Planejamento. 
Atendimento aos perfis profissionais delineados pelo mercado; equilíbrio de oferta de vagas segundo a capacidade institucional. 
Atendimento às exigências dos cidadãos; saneamento da capacidade institucional. 
Atendimento às demandas dos cidadãos, do mercado e da sociedade; conciliação das demandas identificadas com a vocação e a capacidade institucional da escola ou da rede de ensino. 
Atendimento às demandas do setor empresarial; conciliação da vontade institucional com as necessidades dos cidadãos. 
\u201c(...) a plena realização do educando advém do saber, do conhecimento, do contato com as grandes realizações da humanidade (BEHRENS, 2005).\u201d Esta forma de conceber o processo de aprendizagem traduz uma abordagem de educação:
Libertária 
Tecnicista 
Escolanovista 
Tradicional 
Crítico-Social dos Conteúdos 
 A organização e a gestão do trabalho escolar reflete a concepção de homem e de sociedade defendida pela escola, dependendo assim da finalidade do seu projeto educativo. A gestão escolar que se fundamenta numa concepção democrático-participativa apresenta as seguintes características: 
I\u2013 Maior ênfase no planejamento e estabelecimento de normas e regulamentos, com observância irrestrita à hierarquia escolar. 
II\u2013 Recusa a normas e sistemas de controle, acentuando-se a responsabilidade coletiva. 
III\u2013Ampla participação dos representantes dos diferentes segmentos da escola nas decisões/ações administrativas/pedagógicas ali desenvolvidas. 
IV\u2013 Ação organizacional coordenada e supervisionada, valorizando o planejamento, a avaliação e as responsabilidades individuais dos membros da comunidade escolar. 
É correto o que se afirma: 
Somente na alternativa III 
Nas alternativas III e IV 
Nas alternativas II e III 
Nas alternativas II, III e IV 
Somente na alternativa II 
Para Valadares e Graça, \u201ca avaliação tem um caráter sistemático e contínuo, buscando-se na recolha, pelo professor, de dados relativos aos vários domínios de aprendizagem que evidenciam os conhecimentos e as competências adquiridas e as capacidades e atitudes desenvolvidas.\u201d Nessa perspectiva, entende-se que a avaliação é:
Um instrumento para recompensar os bons alunos e punir os desinteressados e indisciplinados. 
Um instrumento para classificar os alunos num padrão determinado. 
Um mecanismo de diagnóstico da situação, tendo em vista o avanço e o crescimento do aluno. 
Um instrumento para promover ou reprovar os alunos. 
O ato de aplicar provas, atribuir notas e classificar os alunos. 
 Segundo Celso Vasconcelos, a elaboração do Projeto Político-Pedagógico deve ser precedida pelas etapas de:
 Mobilização, divulgação e motivação. 
Investigação, análise e divulgação. 
Sensibilização, divulgação e mobilização. 
Sensibilização, motivação e mobilização. 
Investigação, motivação e mobilização. 
O trabalho educativo que se desenvolve na escola deve se realizar de forma integrada pelos diversos setores que compõem a estrutura escolar, embora caiba a cada um desses setores determinadas atribuições. Constitui-se responsabilidade específica da Coordenação Pedagógica:
Prestar assistência didático-pedagógica aos professores no que diz respeito ao trabalho interativo com os alunos. 
Supervisionar e responder por todas as atividades administrativas e pedagógicas da escola, bem como as de integração com os pais e a comunidade. 
Auxiliar o aluno quanto a seu autoconhecimento, à sua vida intelectual e à sua vida emocional. 
Coordenar e gerenciar todas as atividades da escola. 
Responsabilizar-se pelas atividades-meio que asseguram o atendimento dos objetivos e funções da escola. 
 A Constituição Federal de 1.988 em seu artigo 210 estabelece que:
Serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar a formação básica comum e respeito aos valores culturais e artísticos, nacionais e regionais.
Serão fixados conteúdos diferenciados em cada região para o ensino fundamental, de forma a respeitar as características regionais.
Serão fixados conteúdos específicos com carga horária diferenciada em cada Estado, preservando-se assim as características locais.
Não serão fixados conteúdos mínimos para o ensino fundamental, de maneira a assegurar a autonomia em relação à formação básica em cada região.
A criança e o adolescente têm direito à liberdade, ao respeito e à dignidade como pessoas humanas em processo de desenvolvimento e como sujeitos de direitos civis, humanos e sociais garantidos na Constituição e nas leis, sendo que o direito à liberdade compreende, entre outros, os seguintes aspectos:
I. Opinião e expressão;
II. Participar da vida familiar e comunitária, sem discriminação;
III. Buscar refúgio, auxílio e orientação.
IV. Ir, vir e estar nos logradouros públicos e espaços comunitários, ressalvadas as restrições legais.
Assinale:
As afirmativas I ,II , III e IV estão corretas.
Somente as afirmativas III e IV estão corretas.
Somente as afirmativas I e IV estão corretas.
Somente as afirmativas I, II e III estão corretas.
Os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs), em sua concepção de avaliação, colocam que ela vai além da visão tradicional, que focaliza o controle externo do aluno, para ser compreendida como parte integrante e intrínseca ao processo educacional. O professor pode realizar a avaliação por meio de:
Observação programada, controle da produção em classe, alcance de metas individuais.
Testes personalizados que permitam uma quantificação dos resultados.
Provas escritas, trabalhos científicos em grupo, auto-avaliação.
Observação sistemática, análise das produções dos alunos, atividades específicas para a avaliação.
Leia atentamente as afirmativas colocadas e identifique aquela que caracteriza a tendência Libertadora:
A aprendizagem é repetitiva e mecânica, sem se considerar as características próprias de cada idade.
Na relação professor-aluno, a autoridade do professor exige uma atitude receptiva e passiva do aluno.
Os conteúdos aparecem sob a forma de "temas geradores" e são extraídos da problematização da prática de vida dos alunos.
O material instrucional usado encontra-se sistematizado nos manuais, nos livros didáticos, nos módulos de ensino e dispositivos audiovisuais.
A Resolução CNE/CEB No. 2, de 11 de Setembro de 2001, institui Diretrizes Nacionais para a Educação Especial na Educação Básica, sendo que em seu Art. 5º. Esclarece que consideram-se educandos com necessidades educacionais especiais os que, durante