Apostila Joel
88 pág.

Apostila Joel


DisciplinaLei de Diretrizes e Base da Educação (ldb)156 materiais6.001 seguidores
Pré-visualização50 páginas
os alunos; desta forma, permite que eles permaneçam na escola até o final do ensino fundamental.
somativa, permitindo, assim, a classificação e a aprovação dos alunos ao final de cada série cursada.
realizada sob a forma de testes, a fim de classificar, reprovar e aprovar os alunos ao final de cada ciclo.
contínua e cumulativa da aprendizagem do aluno de forma a permitir a apreciação do desempenho do aluno em cada ciclo.
um mecanismo que mede, quantitativamente, conhecimento retido pelo aluno durante o ciclo.
Um aluno está na 6ª série do Ensino Fundamental e vem apresentando dificuldades de aprendizagem nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Ciências. Pensando em medidas mais propícias com o intuito de auxiliar no desempenho desse aluno, considere:
A equipe escolar deve fazer uma análise crítica das situações de aprendizado desse aluno, pensar como será realizada nova avaliação e organizar a sistemática de reforço.
É preciso haver uma relação de apoio e parceria entre professores e alunos, construindo novas formas de trabalho docente e utilizando a avaliação formativa, pois esta conduz a informações mais precisas sobre a aprendizagem dos alunos.
Os professores das disciplinas em que o aluno apresenta dificuldades deverão, individualmente, buscar mecanismos para realizar outra avaliação classificatória, a fim de verificar o rendimento de todos os alunos e, assim, organizar uma turma de reforço.
Cada professor, isoladamente, precisa rever suas concepções pedagógicas e propor uma nova sistemática de avaliação e reforço para esse aluno.
Os professores precisam rever suas concepções de avaliação, procurando valorizar os pequenos avanços desse aluno e, também, ampliar a compreensão sobre a relação entre o processo de ensino, aprendizagem e avaliação.
Está correto apenas o contido em:
I e V.
III e IV.
I, II e V.
II, III e IV.
II, IV e V.
Assinale a alternativa que contém a medida correta a ser assumida diante dos resultados insatisfatórios de um aluno nas avaliações de aprendizagem.
Promover, automaticamente, o aluno defasado para série seguinte, respeitando o seu ritmo de aprendizagem.
Implantar a avaliação focada na seletividade dos alunos, agrupando-os em turmas com dificuldades semelhantes.
Reconstruir o contrato tácito entre a família e a escola, explicando que avaliar o aluno sem atribuir-lhe nota é mais interessante para seu autoconceito.
Adotar a sistemática de divulgação pública dos resultados dos alunos para estimular a competição entre os alunos e, conseqüentemente, sua melhoria de desempenho.
Analisar o problema apresentado em sua base ou raízes e modificar os procedimentos didáticos para atender suas dificuldades.
De acordo com Perrenoud (2000), uma das competências do professor é administrar a progressão das aprendizagens dos alunos. Essa competência está intimamente relacionada com a:
avaliação somativa utilizada no final do ano letivo para verificar o desempenho do aluno.
avaliação somativa realizada durante o ano letivo para acompanhar todo o processo de aprendizagem do aluno.
avaliação classificatória realizada no início do ano letivo a fim de organizar os alunos em grupos por níveis de aprendizagem.
observação e avaliação dos alunos em situações de aprendizagem, de acordo com a abordagem formativa.
avaliação seletiva dos alunos em situações de aprendizagem, a fim de atender à heterogeneidade da classe.
Uma Escola de Ensino Fundamental está trabalhando com seus professores uma nova proposta de avaliação, tomando como modelo a \u201cavaliação no centro de um octógono\u201d cujos oito pólos representam o sistema didático e de ensino. O principal aspecto de mudança apresentado nesse modelo é a adoção da avaliação
somativa: apresentar regularmente as notas obtidas pelos alunos nas avaliações oficiais.
formativa, para homogeneizar a turma, garantindo que todos tenham o mesmo percurso em sua escolarização.
diagnóstica: entregar aos pais o relatório de apreciações qualitativas sobre seu desempenho escolar.
somativa: reunir os pais para informá-los dos conceitos obtidos por seus filhos nas provas regimentais.
formativa, para diferenciar as intervenções pedagógicas do professor, atendendo às diferenças individuais dos alunos e permitindo-lhes diferentes percursos em sua escolarização.
A grande maioria das pessoas pensa na progressão continuada como sendo sinônimo de promoção automática, mas existem diferenças de mecanismos pedagógicos adotados por esse sistema.
Pensando nele, analise os seguintes itens:
o desenvolvimento de atividades de reforço e de recuperação paralelas e contínuas ao longo do processo e, se necessário, ao final de cada ciclo;
a reclassificação dos alunos;
a aceleração de estudos;
a apreciação do desempenho do aluno de maneira cumulativa;
a abolição do controle de presença dos alunos.
São mecanismos utilizados no sistema de progressão continuada apenas os expressos em
II e III.
II e IV.
IV e V.
I, II e IV.
I, II, III e IV.
Evidencia-se, nas escolas que adotam os ciclos de aprendizagem e têm trabalhado com mais autonomia, uma melhora significativa do desempenho de seus alunos, quando
os professores assumem coletivamente a responsabilidade pela progressão de seus alunos;
os professores desenvolvem pontos de vista comuns quanto à maneira de como seus alunos aprendem;
os professores dispõem de recursos e franquias geridos de maneira autônoma;
o diretor direciona todas as atividades da escola.
Está correto apenas o contido em:
III.
IV.
I e II.
II e IV.
I, II e III.
Propor situações-problema aos alunos é considerado, atualmente, prática inovadora na escola. Para adotar essa sistemática de trabalho, os professores precisam saber que
as situações de desafios devem estar ao alcance dos alunos e devem levar cada um a progredir, sendo mobilizadoras.
uma situação problema é organizada em torno de resolução de um obstáculo pela classe, obstáculo este não identificado pela classe previamente.
o estudo organiza-se em torno de uma situação de caráter hipotético que permita ao aluno um estudo mais aprofundado.
a situação deve oferecer resistência suficiente, levando o aluno a investir nela seus conhecimentos anteriores disponíveis, de modo que a situação leve a reproduzi-los.
a situação-problema deve ter um caráter problemático; a atividade deve operar em uma zona próxima, propícia ao desafio intelectual.
\u201cO ofício de professor se dá dentro de um sistema de educação formal, numa determinada instituição escolar, num coletivo de profissionais que fazem a escola, numa sociedade específica\u201d. (Rios, 2001)
A competência profissional possui 4 (quatro) dimensões: técnica, estética, ética e política. Para haver uma docência da melhor qualidade é preciso que o professor busque essas dimensões continuamente, entretanto, a competência profissional é fundada, primordialmente,
na dimensão ética, pois o trabalho só ganhará seu significado pleno se pautado nos princípios éticos com vistas a uma vida digna e solidária.
na dimensão técnica, pois refere-se à capacidade de o professor trabalhar com os conteúdos e estratégias variadas.
nas dimensões éticas e políticas, tendo em vista que elas atendem à participação coletiva na sociedade, ao exercício de direitos e deveres e ao princípio da solidariedade.
na dimensão estética, pois diz respeito à sensibilidade importante às relações interpessoais.
na dimensão política, no que diz respeito à participação na construção coletiva da sociedade.
À luz da Constituição Federal de 1988, no que se refere à organização dos sistemas de ensino, em regime de colaboração, por todas as esferas de governo, assinale a opção INCORRETA.
Os municípios atuarão em todos os níveis de ensino, mas terão prioridade o ensino pré-escolar e o ensino médio.
A União organizará o sistema federal de ensino e o dos Territórios e financiará