Manual de Auditoria Financeira Edicao2015
232 pág.

Manual de Auditoria Financeira Edicao2015


DisciplinaContabilidade de Custos17.399 materiais469.207 seguidores
Pré-visualização50 páginas
deles; 
b) natureza, época e extensão do envolvimento da equipe 
encarregada do trabalho do grupo no trabalho executado 
pelos auditores de componentes nos componentes 
significativos, incluindo, quando aplicável, a revisão pela 
equipe encarregada do trabalho do grupo das partes 
relevantes da documentação de auditoria e das conclusões 
nelas baseadas; 
c) comunicações escritas entre a equipe encarregada do 
trabalho do grupo e os auditores de componente a 
respeito das exigências feitas por ela. 
 
 
Riscos significativos 
Outros assuntos 
relevantes 
Partes relacionadas 
Constatações gerais 
e conclusões 
123 
 
IV. PADRÕES DE EXECUÇÃO: RESPOSTAS AOS RISCOS 
AVALIADOS 
453. Este capítulo aborda as atividades da fase de execução de 
uma auditoria financeira, que consistem basicamente na 
implementação de respostas apropriadas aos riscos avaliados 
de distorção relevante, de modo a obter evidência de 
auditoria suficiente e apropriada, abrangendo: a aplicação de 
respostas gerais (tópico 4.1) e específicas, estas mediante a 
aplicação dos procedimentos adicionais de auditoria 
planejados para por meio de testes de controle e testes 
substantivos (tópico 4.2); e a avaliação das distorções 
identificadas e das evidências obtidas (tópico 4.3) para extrair 
conclusões. O tópico 4.4 fornece orientações gerais para a 
documentação da fase de execução da auditoria. 
454. As normas brasileiras e internacionais de auditoria, que 
formam a base deste capítulo, além de outras citadas 
diretamente no corpo do texto, são as seguintes: 
\uf0a7 ISSAI 200 \u2013 Princípios de Auditoria Financeira. 
\uf0a7 ISSAI 1330; ISA/NBC TA 330 \u2013 Respostas do auditor 
aos riscos avaliados. 
\uf0a7 ISSAI 1240; ISA/NBC TA 240 \u2013 responsabilidade do 
auditor em relação à fraude, no contexto da auditoria de 
demonstrações financeiras. 
\uf0a7 ISSAI 1250; ISA/NBC TA 250 \u2013 Considerações de leis e 
regulamentos na auditoria de demonstrações financeiras. 
\uf0a7 ISSAI 1450; ISA/NBC TA 450 \u2013 Avaliação de distorções 
identificadas durante a auditoria. 
\uf0a7 ISSAI 1500; ISA/NBC TA 500 \u2013 Evidência de auditoria. 
\uf0a7 ISSAI 1505; ISA/NBC TA 505 \u2013 Confirmações externas. 
\uf0a7 ISSAI 1510; ISA/NBC TA 510 \u2013 Trabalhos iniciais \u2013 
saldos iniciais. 
\uf0a7 ISSAI 1520; ISA/NBC TA 520 \u2013 Procedimentos 
analíticos. 
\uf0a7 ISSAI 1540; ISA/NBC TA 540 \u2013 Auditoria de 
estimativas contábeis, inclusive do valor justo, e 
divulgações relacionadas. 
\uf0a7 ISSAI 1550; ISA/NBC TA 550 \u2013 Partes relacionadas. 
\uf0a7 ISSAI 1560; ISA/NBC TA 560 \u2013 Eventos subsequentes. 
\uf0a7 ISSAI 1570; ISA/NBC TA 570 \u2013 Continuidade 
operacional. 
Panorama do 
capítulo 
Normas de auditoria 
relacionadas 
124 
 
4.1. IMPLEMENTAÇÃO DAS RESPOSTAS DO AUDITOR AOS 
RISCOS AVALIADOS 
455. Os procedimentos de avaliação de risco, tal como vistos no 
Capítulo III, são planejados para identificar e avaliar riscos 
no nível de demonstrações financeiras como um todo e no 
nível de afirmações para cada classe de transações, saldos 
contábeis e divulgações específicas, formando uma base para 
o planejamento e a implementação de respostas aos riscos de 
distorção relevante avaliados como significativos. 
456. Os riscos avaliados no nível de demonstrações financeiras são 
de natureza generalizada e exigem respostas gerais de 
auditoria, conforme exemplificado no tópico 4.1.1. 
457. Já para os riscos avaliados no nível de afirmações, as respostas 
específicas consistem em executar procedimentos adicionais 
de auditoria, tais como testes de controles, procedimentos 
analíticos substantivos e testes de detalhes (IFAC, 2010), 
conforme abordado no tópico 4.1.2. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
4.1.1. Respostas gerais aos riscos no nível das demonstrações financeiras 
O auditor deve planejar e implementar respostas gerais para 
tratar dos riscos avaliados de distorção relevante no nível das 
demonstrações financeiras. 
ISSAI 1330 
ISA 330 
NBC TA 330 
458. Riscos de distorção relevante no nível de demonstrações 
financeiras referem-se a riscos relacionados de maneira 
generalizada com as demonstrações financeiras como um 
todo e podem gerar distorções relevantes no nível de 
afirmações. Esses riscos muitas vezes não podem ser tratados 
por meio da execução de procedimentos de auditoria 
específicos, mas exigem uma resposta geral. (IFAC, 2010). 
Procedimentos de 
avaliação de risco 
Respostas específicas Respostas gerais 
Permitem determinar a 
abordagem apropriada 
para a condução da 
auditoria 
Procedimentos 
adicionais de auditoria 
para tratar riscos no 
nível de afirmações 
Atitudes e ações para 
tratar riscos no nível de 
demonstrações 
financeiras 
Respostas gerais 
Respostas específicas 
Responder aos riscos 
significativos 
125 
 
459. As respostas gerais podem incluir, segundo a ISSAI 1330; 
ISA/NBC TA 330: 
a) enfatizar para a equipe de auditoria a necessidade de 
manter ceticismo profissional; 
b) designar pessoal mais experiente ou com habilidades 
especiais, ou usar especialistas; 
c) fornecer mais supervisão; 
d) incorporar elementos de imprevisibilidade na seleção dos 
procedimentos adicionais de auditoria a serem 
executados; 
e) efetuar alterações gerais na natureza, época ou extensão 
dos procedimentos de auditoria. 
Quadro 14: Exemplos de respostas gerais 
Relacionadas à imprevisibilidade (letra \u201cd\u201d acima): Relacionadas a alterações na natureza, época ou 
extensão dos procedimentos (letra \u201ce\u201d acima): 
\uf0b7 Aplicação de procedimentos substantivos sobre 
saldos contábeis e afirmações não testadas de 
outra forma em virtude de sua materialidade ou 
risco. 
 
\uf0b7 Ajuste da época em que seriam esperados os 
procedimentos de auditoria. 
 
\uf0b7 Utilização de diferentes métodos de 
amostragem. 
 
\uf0b7 Execução de procedimentos de auditoria em 
locais diferentes ou em locais sem anúncio 
prévio. 
 
\uf0b7 Realização de procedimentos substantivos no 
final do período ou em uma data intermediária; 
\uf0b7 Observação física ou inspeção de certos ativos; 
\uf0b7 Revisão de registros de inventário para identificar 
itens não usuais, valores inesperados e outros 
itens para procedimentos de acompanhamento; 
\uf0b7 Execução de trabalho adicional para avaliar a 
razoabilidade das estimativas da administração e 
os julgamentos e as premissas que as 
fundamentam; 
\uf0b7 Aumento do tamanho das amostras ou realização 
de procedimentos analíticos em um nível mais 
detalhado; 
\uf0b7 Uso de técnicas de auditoria assistidas por 
computador (TAAC) para: 
- coletar mais evidência sobre dados contidos em 
arquivos significativos de contas ou transações 
eletrônicas; 
- aplicar testes mais amplos de transações 
eletrônicas e arquivos de contas; 
- selecionar amostra de transações de arquivos 
eletrônicos chave; 
- classificar transações com características 
específicas; 
- testar uma população inteira ao invés de uma 
amostra; 
\uf0b7 Solicitação de informações adicionais em 
confirmações externas; 
\uf0b7 Modificação da natureza e extensão de 
procedimentos de auditoria para obter evidência 
de auditoria mais substantiva. 
Fonte: IFAC (2010). 
126 
 
4.1.2. Respostas específicas aos riscos no nível de afirmações 
O auditor deve planejar e executar procedimentos adicionais de 
auditoria, cuja natureza, época e extensão se baseiam e 
respondem aos riscos avaliados de distorção relevante no nível 
de afirmações. 
ISSAI 1330 
ISA 330 
NBC TA 330 
460. Riscos de distorção relevante no nível de afirmações são 
relacionados com saldos contábeis, classes de transações e 
divulgações específicos. As respostas a esses riscos, na fase de 
execução, consistem em aplicar os procedimentos adicionais 
de auditoria planejados, na forma de testes de controle e 
procedimentos substantivos (procedimentos analíticos e 
testes