A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
53 pág.
Introdução à Sociologia da Violência

Pré-visualização | Página 1 de 12

1/53 
 
 
Introdução à Sociologia da Violência 
 
 
 
Índice 
 
Apresentação 02 
 
Contextualização 02 
 
Relevância 02 
 
Bibliografia 03 
 
Avaliação 06 
 
Aula 1 – Definições de violência 07 
 
Aula 2 – Tipos de violência 15 
 
Aula 3 - Percepções sobre violência 22 
 
Aula 4 - Sociologia do crime e violência no Brasil (parte1) 31 
 
Aula 5 - Sociologia do crime e violência no Brasil (parte 2) 37 
 
Aula 6 - Sociologia do crime e violência no Brasil (parte 3) 46 
 
Trabalho final 51 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2/53
 
 
Apresentação: 
A disciplina Introdução à Sociologia está sendo iniciada. E almejamos que a disciplina 
contribua para a sua formação como profissional da área de Segurança Pública ou como 
estudioso do assunto. 
O curso, inicialmente, irá apresentar a reflexão sobre violência de diferentes tradições do 
pensamento social. Começando com a contribuição do florentino Nicolau Maquiavel 
(século XVI), passando por Thomas Hobbes (século XVII), Karl Marx (século XIX) e 
terminando com Max Weber e Nobert Elias (século XX). Em um segundo momento, serão 
discutidos os tipos de violência, tanto em relação a modalidades de violência quanto 
contra quem ela é direcionada. Em seguida, serão debatidas as percepções sobre a 
violência urbana, a relação entre mídia(s) e violência e o impacto do medo no 
comportamento dos indivíduos. O curso será finalizado com a análise das contribuições 
dos pesquisadores brasileiros Sérgio Adorno, Machado da Silva, Michel Misse e Alba 
Zaluar, que, com abordagens distintas, visam dar respostas à problemática da violência 
urbana. 
Desejamos que esses estudos e pesquisas lhe deem subsídios para a sua análise dos 
problemas relacionados à violência, segurança pública, ordem social e criminalidade na 
sociedade brasileira, e, que o estimule à elaboração de reflexões e pesquisas acadêmicas 
e cientificas. 
 
Contextualização: 
A disciplina Introdução à Sociologia da Violência, primeiramente, abordará as principais 
interpretações sobre violência no pensamento social ocidental. Em um segundo 
momento, será discutido o fenômeno da “segurança urbana” no Brasil. 
 
Relevância: 
A disciplina Introdução à Sociologia da Violência oferece um conhecimento necessário à 
reflexão sobre o fenômeno da violência para o profissional e o estudioso da área de 
Segurança Pública, ao trazer para análise tanto a contribuição de tradições do 
pensamento social, quanto de pesquisadores contemporâneos que se deparam com a 
problemática da violência urbana no Brasil. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
3/53
 
 
Bibliografia: 
Bibliografia básica: 
MANENT, Pierre. História intelectual do liberalismo: dez lições. 
 
NEIBURG, Frederico. O naciocentismo das ciências sociais e as formas de conceituar a 
violência política e os processos de politização da vida social. In Waizbort (org) Dossiê 
Norbert Elias. São Paulo: Ed. Universidade de São Paulo, 2001, p. 37-62. 
 
SOARES, Luiz Eduardo; PIQUET, Leandro. Os quatro nomes da violência: um estudo 
sobre éticas populares e cultura política. In Soares et alli. Violência e política no Rio de 
Janeiro: Relume Dumará, ISER, Rio de janeiro, 1996, p.13-58. 
 
Bibliografia complementar: 
 
ADORNO, Sergio. Exclusão socioeconômica e violência urbana. In Sociologias, Porto 
Alegre, ano 4, nº 8, jul/dez 2002, p. 84-135, http://www.scielo.br/pdf/soc/n8/n8a05.pdf 
 
BEATO, Cláudio. A mídia define as prioridades da segurança pública. In RAMOS, Sílvia & 
PAIVA, Anabela. Mídia e Violência. Rio de Janeiro, IUPERJ, 2007, p.33-5. 
 
BOUDON, R.; BOURRICAUD, F. Violência. In Dicionário crítico de sociologia. 2. ed. São 
Paulo: Ática, 1982, 599-614. 
 
BOMENY, Helena; COELHO, Maria Cláudia; SENTO-SÉ, João Trajano. Violência nas 
Escolas Públicas do Rio de Janeiro: notas exploratórias sobre a autoridade docente e as 
percepções da violência. Rio de Janeiro, 2009, p.70 a 109. 
 
Maria Drosila Vasconcelos - PIERRE BOURDIEU: A HERANÇA SOCIOLÓGICA Educação & 
Sociedade. Educ. Soc. vol. 23 no.78 Campinas, Apr. 2002. 
http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-73302002000200006&script=sci_arttext 
 
Luís Eduardo Soares, Barbara Musumeci e Leandro Piquet “Violência contra a mulher: as 
DEAMs e os pactos domésticos”, IN Soares, L.E. e colaboradores. Violência e Política no 
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, ISER. 1996. Relume Dumará., p. 65 a 106. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
4/53
 
 
CALDEIRA, Tereza Pires do Rio. Falando do crime e ordenando o mundo. In CALDEIRA. 
Cidades de Muros. EDUSP, São Paulo, 200-?, p. 27-56. 
 
CATÃO, Yolanda. Pesquisa de vitimização: notas metodológicas. IN Anuário do Fórum 
Brasileiro de Segurança Pública, São Paulo, Ano 2, 2008, 82-7. 
 
DA SILVA, Machado. Sociabilidade violenta: por uma interpretação da criminalidade 
contemporânea no Brasil urbano. In Sociedade e Estado, vol 19, no.1, Brasília jan/jun. 
2004 (também disponível no endereço http://www.scielo.br/pdf/se/v19n1/v19n1a04.pdf 
). 
 
KANT DE LIMA, Roberto, MISSE, Michel; MIRANDA, Ana Paula. Violência, criminalidade, 
segurança pública e justiça criminal no Brasil: uma bibliografia. In BIB, Rio de Janeiro, 
nº50, 2º semestre de 2000, p. 45-123. 
 
MISSE, Michel. Acumulação social da violência. In Malandros, marginais e vagabundos. 
IUPERJ, Rio de Janeiro, tese de doutorado, 1999, p.76-117. 
 
 
MISSE, Michel. Conclusões. In Malandros, marginais e vagabundos. IUPERJ, Rio de 
Janeiro, tese de doutorado, 1999, p. 388-97. 
 
RAMOS, Sílvia & PAIVA, Anabela. “Esqueçam o cadáver”: mudanças na cobertura de 
polícia e segurança pública. In RAMOS, Sílvia & PAIVA, Anabela. Mídia e Violência. Rio de 
Janeiro, IUPERJ, 2007, p.15-26. 
 
SOARES, Luiz Eduardo – “O inominável, nosso medo”. In Soares, L.E. Violência e Política 
no Rio de Janeiro, Relume Dumará, 1996. 
 
 
SOARES, Luiz Eduardo. Meu casaco de general: 500 dias no front da segurança pública 
do Rio de Janeiro. SP: Companhia das Letras, 2000. 
 
SOARES, Luiz Eduardo. 1996. Violência e Política no Rio de Janeiro. RJ: Relume Dumará. 
 
SOARES, Luiz Eduardo. 2000. Meu Casaco de General: 500 dias no front da segurança 
pública do Rio de Janeiro. SP: Companhia das Letras. 
 
 
 
 
 
 
 
 
5/53
 
 
SOARES, Luiz Eduardo. 2005. Cabeça de Porco, com MV Bill e Celso Athayde. RJ: 
Objetiva. 
 
SOARES, Luiz Eduardo. 2006. Segurança Tem Saída. RJ: Sextante. 
 
SOARES, Luiz Eduardo. 2006. Legalidade Libertária. RJ: Lumen-Juris. 
 
 
ZALUAR, Alba. Condomínio do diabo. Rio de Janeiro: UFRJ Editora, Ed. Revan. 
 
ZALUAR, Alba. Oito temas para debates: violência e segurança pública. 
http://www.scielo.oces.mctes.pt/pdf/spp/n38/n38a02.pdf 
 
ZALUAR, Alba. A guerra sem-fim em alguns bairros do Rio de Janeiro. In Ciência e 
Cultura. http://cienciaecultura.bvs.br/pdf/cic/v54n1/v54n1a19.pdf 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
6/53
 
 
Avaliação 
 
Em todas as disciplinas da pós-graduação online existem: 
 
Avaliação formativa 
Não valem ponto, mas são importantes para o aprofundamento e fixação do conteúdo: 
 
 Atividades de fixação: são atividades de passagem, presentes 
dentro das aulas; são testes contextualizados ao conteúdo 
explorado. 
 Exercícios de autocorreção: questões para verificação da 
aprendizagem; são essenciais, pois marcam a sua presença em 
cada aula; 
Avaliação somativa 
Formam a sua nota final nesta disciplina: 
 Temas para discussão em fórum: aprofundam e atualizam os temas 
estudados em aula, além de ser um espaço para tirar suas dúvidas. Sua 
participação vale ponto; 
 Prova em data especificada no calendário acadêmico do curso, que será 
realizada no seu Pólo; 
 Trabalho final da disciplina: O texto deve ser digitado em folha A4, letra 
arial ou times new 12, entre linhas 1,5. Desenvolver o tema em até 2 
laudas. Ao utilizar as citações diretas dos autores, não esquecer de colocar 
a referência,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.