105.Desobediência
1 pág.

105.Desobediência


DisciplinaDireito - Livros1.288 materiais5.280 seguidores
Pré-visualização1 página
105

DESOBEDIÊNCIA

_____________________________

105.1 CONCEITO, OBJETIVIDADE JURÍDICA E SUJEITOS

DO CRIME

O tipo está no art. 330 do Código Penal: \u201cdesobedecer a ordem legal de funcionário

público\u201d. A pena: detenção, de 15 dias a seis meses, e multa.

A norma protege a Administração Pública, particularmente a autoridade das decisões

proferidas por seus agentes.

Sujeito ativo é qualquer pessoa. Sujeito passivo é o Estado e também o funcionário

público cuja ordem é desobedecida.

105.2 TIPICIDADE

105.2.1 Conduta e elementos do tipo

Desobedecer é não acatar. É não cumprir, é desatender. É não submeter-se ao

cumprimento da ordem. A conduta pode ser positiva ou negativa. Será comissiva quando o

agente faz aquilo que a ordem manda não ser feito e omissiva quando deixa de fazer o que a

ordem determina.

Só há desobediência à ordem legal de funcionário público. Ordem é o comando

imposto pelo funcionário através de um ato de seu ofício. Ordem não se confunde com

solicitação ou recomendação. Deve ser legal do ponto de vista formal e material,

emanando, necessariamente, de funcionário competente para emiti-la.

Não há fato típico quando a ordem proveio de funcionário incompetente, não revestiu

a forma legal ou não atendeu aos fundamentos legais que a autorizam.

2 \u2013 Direito Penal III \u2013 Ney Moura Teles

A ordem deve ser comunicada legalmente ao destinatário que, então, a desobedece,

realizando o tipo. Para tanto, é indispensável que ele tenha o dever legal de atender à

ordem.

Diante, portanto, de uma ordem legal em todos os sentidos realiza o tipo a pessoa que,

consciente de sua legalidade, resolve, por vontade livre, deixar de atendê-la sem qualquer

outra finalidade especial. É o dolo direto.

Se o agente não sabe que a ordem provém de funcionário público ou imagina que não

é legal ou, por fim, que não está obrigado a cumpri-la, a tipicidade será excluída por erro

de tipo que, igualmente, afasta a tipicidade do fato, por não haver modalidade culposa.

105.2.2 Consumação e tentativa

Consuma-se no momento em que o agente, ciente do mandamento, realiza a ação

proibida pela ordem ou quando deixa de realizar aquilo que ela determinava, neste caso,

após o transcurso de um tempo razoável ou findo o prazo assinalado, se existir.

A tentativa é possível apenas na forma comissiva do delito.

105.2.3 ESTATUTO DO IDOSO

A Lei nº 10.741, de 1º de outubro de 2003, definiu três tipos penais especiais em

relação ao delito do art. 330, a saber.

No art. 100, sancionados com reclusão de 6 (seis) meses a 1 (um) ano e multa:

\u201cdeixar de cumprir, retardar ou frustrar, sem justo motivo, a execução de ordem

judicial expedida na ação civil a que alude esta lei\u201d (inciso IV);

\u201crecusar, retardar ou omitir dados técnicos indispensáveis à propositura da ação

civil objeto desta lei, quando requisitados pelo Ministério Público\u201d (inciso V).

No art. 101, cuja pena cominada é detenção de 6 meses a 1 ano e multa, é incriminada

a conduta de quem \u201cdeixar de cumprir, sem justo motivo, a execução de ordem judicial

expedida nas ações em que for parte ou interveniente o idoso\u201d.

Idoso é quem tem idade igual ou superior a 60 anos.

O Estatuto do Idoso vigora decorridos noventa dias de sua publicação, ocorrida no

Desobediência - 3

DOU de 3-10-2003.

105.3 AÇÃO PENAL

A ação penal é de iniciativa pública incondicionada, competente o juizado especial

criminal, possível a suspensão condicional do processo penal.