Administracao - Ambiente Organizacional
30 pág.

Administracao - Ambiente Organizacional

Disciplina:Administração Contemporânea44 materiais276 seguidores
Pré-visualização2 páginas
funções?

 Onde eu deveria melhorar minha empresa?

 Por que meus clientes escolhem os concorrentes?

 Quais são as deficiências dos meus colaboradores?

 Por que os clientes não voltam depois de uma
compra?

 20

Administração: teoria e prática no contexto brasileiro — © 2008 Pearson Prentice Hall

Oportunidades

 As oportunidades são as forças externas à empresa

que influenciam positivamente sua organização,
mas que não temos controle sobre elas. As
oportunidades muitas vezes podem vir através de
algum aspecto econômico novo, como o advento da
classe média, o aumento do número de filhos dos
consumidores, a melhoria da renda e do crédito,
entre outros. Outro fator que pode influenciar o
fomento de oportunidades são as ações políticas do
governo, como a escolha de investir em
infraestrutura.

21

Administração: teoria e prática no contexto brasileiro — © 2008 Pearson Prentice Hall

Ameaças

 As ameaças são as forças externas que não sofrem

sua influência e que pesam negativamente para sua
empresa. Elas podem ser consideradas como um
desafio imposto à empresa e que pode deteriorar sua
capacidade de gerar riqueza. Devem ser
constantemente monitoradas pelos gestores.

 Para uma empresa importadora, uma forte
desvalorização da moeda pode causar um aumento
muito forte no custo de aquisição, em um cenário
onde não é possível repassar este valor ao mercado,
deteriorando assim as margens da empresa.

22

Administração: teoria e prática no contexto brasileiro — © 2008 Pearson Prentice Hall

Incerteza ambiental

23

Administração: teoria e prática no contexto brasileiro — © 2008 Pearson Prentice Hall

Administrando o ambiente organizacional

 O ambiente pode influenciar de forma diferenciada

as organizações, mas a forma de lidar com ele

também depende da postura do administrador.

 Assim, as empresas podem adotar estratégias de:

 Monitoramento do ambiente.

 Adaptação ao ambiente.

 Reação ao ambiente.

24

Administração: teoria e prática no contexto brasileiro — © 2008 Pearson Prentice Hall

Estratégias de monitoramento do ambiente

 Monitoramento do ambiente realiza-se com o objetivo

de perceber os primeiros sinais de mudanças nos fatores

que vão influenciar a empresa.

 As empresas fazem uso de redes informais, contatos

com administradores de outras organizações, relatórios e

estatísticas públicas por fontes oficiais, revistas de

negócios, bancos de dados, entre outros.

 As empresas podem também usar a inteligência

competitiva para monitorar o ambiente externo.

25

Administração: teoria e prática no contexto brasileiro — © 2008 Pearson Prentice Hall

Estratégias de adaptação ao ambiente

 Empresas que enfrentam um alto grau de incerteza

ambiental podem fazer uso de várias estratégias de

adaptação ao ambiente, a saber:

 Papéis de transposição de fronteiras.

 Parcerias interorganizacionais.

 Fusões e joint-ventures.

26

Administração: teoria e prática no contexto brasileiro — © 2008 Pearson Prentice Hall

Estratégias de reação ao ambiente

 Estratégias de reação consistem na tentativa da organização de

provocar mudanças das condições ambientais.

 Entre as principais estratégias de reação destacam-se:

 Ações de relações públicas.

 Ações de responsabilidade socioambiental.

 Ações legais.

 Ações políticas.

 Cooptação.

 Coalizões e associações.

27

Administração: teoria e prática no contexto brasileiro — © 2008 Pearson Prentice Hall

Análise de stakeholders

 Os stakeholders (ou grupos de interesse) são indivíduos ou
grupos direta ou indiretamente afetados pela ação de uma

organização.

 A análise de stakeholders é uma técnica gerencial que consiste
em:

 Identificar os stakeholders da organização.

 Determinar a importância e o impacto de cada stakeholder para

a organização.

 Determinar quais são os stakeholders críticos para a

organização.

 Desenvolver uma abordagem diferenciada para cada um dos

stakeholders de acordo com sua relevância e características

específicas. 28

Administração: teoria e prática no contexto brasileiro — © 2008 Pearson Prentice Hall

Ambiente de Negócios

Principal mudança:

“Pensar globalmente e agir localmente”

Idalberto Chiavenato (1999)

Administração: teoria e prática no contexto brasileiro — © 2008 Pearson Prentice Hall

Referências para estudo

 BATEMAN, T. S.; SNELL, S. A. Administração: novo cenário
competitivo. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2009. (Capítulos: 3 e
8);

 SOBRAL, F.; PECI, A. Administração: teoria e prática no
contexto brasileiro. Pearson Prentice Hall: São Paulo,
2008. (Capítulo 3);

30