aula 15 fluxograma
7 pág.

aula 15 fluxograma

Disciplina:Introdução à Engenharia1.420 materiais11.536 seguidores
Pré-visualização1 página
INTRODUÇÃO À ENGENHARIA 2013INTRODUÇÃO À ENGENHARIA 2013INTRODUÇÃO À ENGENHARIA 2013INTRODUÇÃO À ENGENHARIA 2013
AULA PRÁTICA NO 15 – FLUXOGRAMA – 05 DE AGOSTO

PROF. RODRIGO DI MONACO
AULA PRÁTICA NO 15 – FLUXOGRAMA – 05 DE AGOSTO

PROF. RODRIGO DI MONACO
AULA PRÁTICA NO 15 – FLUXOGRAMA – 05 DE AGOSTO

PROF. RODRIGO DI MONACO
AULA PRÁTICA NO 15 – FLUXOGRAMA – 05 DE AGOSTO

PROF. RODRIGO DI MONACO

NOMENOME RA TURMA

Objetivos do experimento: O objetivo da prática desta aula é demonstrar a
necessidade que existe em desmembrar os processos em alguns momentos, e
em outros conectá-los em uma planta única de processo, de forma a tornar o
processo uma realidade de gestão mais simplificada.
Conhecimentos desenvolvidos durante a aula: Conhecimento e aplicação
de fluxograma de processos; balanço mássico; cálculos em operações de
processos simples.
Habilidades necessárias: Visão holística e visão sistêmica, organização de
dados, operações com porcentagem, cálculo de densidade, análise de dados.
Atitudes esperadas: A partir da execução da atividade em aula, espera-se que
o aluno seja capaz de organizar-se de maneira adequada para fazer o desenho
do fluxograma do processo, bem como seu balanço mássico e organização e
efetivação dos cálculos. Também é alvo da prática a organização que o grupo
em relação à opção por um tipo de relatório e a sua organização.

INTRODUÇÃO:

Basicamente, um fluxograma pode ser definido como um diagrama utilizado
para representar a sequência dos processos, através de símbolos gráficos. Os
símbolos do fluxograma proporcionam uma melhor visualização do
funcionamento do processo, ajudando no seu entendimento.

Analisando de uma maneira mais abrangente, os fluxogramas são facilitadores,
que visam garantir a qualidade e aumentar a produtividade, através da
visualização dos diferentes tipos de atividades e/ou diferentes partes do
processo.

Vale notar que o fluxograma não é de serventia apenas industrial, mas na
realidade, ele é parte da gestão do processo, e nesse sentido, ele é
responsável por melhorias no processo, que engloba, por exemplo, a
compreensão de uma maneira mais eficaz do processo de trabalho, a amostra
dos passos para a realização do trabalho e até eventualmente, a criação de
uma rotina normativa de padrão de trabalho. Fluxogramas também são
utilizados como etapa de programação porque, da mesma forma que um
processo industrial, um “software” pode ser descrito como uma sucessão de
pequenos passos simples, formando um conjunto mais complexo.

A simbologia dos fluxogramas gerais é relativamente simples, e pode ser vista
na figura 1. Logo abaixo você pode ver na figura 2 um exemplo de fluxograma
básico de processo.

Figura 1: simbologia de fluxograma de processos

Figura 2: fluxograma de controle de produto

Contudo, quando falamos em termos de fluxogramas em processos industriais
a situação muda completamente. Para cada tipo de equipamento existe uma
simbologia específica, até para que cada processo de produção seja rico em
termos de detalhamento da planta. Na figura 3 podemos ver, por exemplo,
diversas simbologias utilizadas em tanques de armazenamento.

Figura 3: simbologia de fluxograma de processos industriais

Os fluxogramas industriais são tão detalhados, que além de termos e símbolos
específicos para cada área, até as linhas tem traçados significativos. Na figura
4, um exemplo de processo industrial de beneficiamento de derivados do
petróleo.

Figura 4: fluxograma de processo industrial de produção de unidade flutuante

A seguir, outro exemplo, uma planta de processo, contudo, essa de processo
elétrico.

Figura 5: fluxograma de processo elétrico

Já um balanço de massa (também chamado um balanço material) é uma
aplicação do princípio da conservação da massa (proveniente da Lei de
Lavoisier1) para a análise de sistemas físicos. A mensuração da entrada e
saída de material em um sistema e identificação de fluxos de massa, por
exemplo, são feitos com o auxílio da montagem dos processos de balanço
mássico.

Os balanços de massa são amplamente utilizados em engenharia, como por
exemplo, na operação de reatores químicos em indústrias variadas, em
modelos de dispersão de poluentes atmosféricos ou hídricos, bem como outros
modelos de sistemas físicos.

É relevante saber que os balanços de massa geralmente são acompanhados
de balanços energéticos, que cuidam de forma análoga das demandas
energéticas dos processos.

ATIVIDADE PRÁTICA: Simulação de processo de produção industrial de
suco concentrado
Para colocar em prática a teoria, nada melhor que uma simulação de caso.

A situação:

1 A Lei de Lavoisier, ou Lei de Conservação das Massas, enuncia que dentro de
um processo se parte do princípio básico entrada = saída, uma vez que um sistema
não perde e não gera massa.

Uma empresa de produção de suco concentrado do maracujá se utiliza, por

batelada2, de 200 kg de maracujá lavado.

Após ser cortado, descascado e ter sua polpa extraída, os 20 kg de casca vão

ser moídos para a produção da farinha, que é utilizado farmacologicamente ou

se destina para a indústria agrícola.

A polpa é batida de maneira pulsante e sob baixa energia, de modo que os

caroços sejam minimamente repartidos para não haver alteração no sabor.

Após esse processo, a polpa passa por uma peneira de mesh3 suficiente que

retenha os caroços. Assim, 80 kg de caroços ficam retidos na peneira.

A peneira passa por uma lavagem com agitação para retirar o resíduo dos

caroços, com 100 litros de água, restando por fim na peneira, 75 kg de

caroços, que têm o mesmo destino que as cascas.

Por fim, o suco é concentrado com a evaporação de 145 litros de água que

serão condensados e recirculados para uma nova batelada. Vale ressaltar que

será adicionado ao suco concentrado, um quilo de conservante.

A seguir, metade é envasada em recipientes de 500 ml e a outra metade

acondicionada em 300 sacos de polpa para posterior congelamento.

Este é o seu desafio:
Pede-se:

1) Montagem de um fluxograma básico do processo

2) O número de frascos necessário para cada envase por batelada

3) A porcentagem em massa da polpa líquida concentrada

4) Sabendo que no congelamento há dilatação do congelado em 10%, qual

o volume de cada saquinho congelado.

2 Existem processos em bateladas e processos contínuos, os processos em
bateladas são processos que são recarregáveis, uma determinada carga passa por um
processo e ao fim é introduzida uma nova carga, esse processo é denominado de
bateladas. O continuo são processos de forma continua, está constantemente sendo
renovado.

3 Mesh é uma medida para abertura de peneiras, muito utilizada em processos
industriais.

Dados:

porcentagem em massa4 da polpa nativa: 20%

densidade da polpa nativa: 0,95 g/cm3

densidade da mistura conservante: 1,10 g/cm3

densidade da água: 1,00 g/cm3

http://www.ceunes.ufes.br
http://pt.scribd.com/doc/51801324/11/SIMBOLOGIA-PARA-FLUXOGRAMA
http://www.blogdaqualidade.com.br/fluxograma-de-processo/
PEINADO, Jurandir; GRAEML, Alexandre Reis. Administração da produção: operações
industriais e de serviços. Curitiba: UnicenP, 2007.

4 Porcentagem em massa é o quociente entre a massa do maracujá e a massa
total do sistema.