34 pág.

Aparelho Digestivo e Respiratório

Disciplina:Avicultura329 materiais4.154 seguidores
Pré-visualização1 página
*
*

LEANDRO M. SILVA
ZOO 424 – AVICULTURA

*
*

A digestão é o conjunto das transformações, mecânicas e químicas, que os alimentos orgânicos sofrem ao longo de um sistema digestivo, para se converterem em compostos menores hidrossolúveis e absorvíveis.

*
*

Sequência no trato digestivo

Aquisição a transformação do alimento;

Absorção;

Eliminação.

Túnica muscular (movimentos peristalticos).

*
*

O sistema digestivo é constituído por :

Boca
 Esôfago
 Papo
 Pro ventrículo
Ventrículo (moela)
 Intestino
 Fígado
 Pâncreas
 Cloaca

*
*

 Diferença anatômica do sistema digestivo de aves e mamíferos:
boca
presença de um papo no esôfago
existência de um estômago muscular (moela)

*
*

O esôfago:
Possui uma região dilatada chamada de papo (o alimento ingerido será armazenado e amolecido).

O estômago das aves é dividido em: 
proventrículo  (estômago químico) => o alimento é misturado a enzimas digestivas

Moela é um órgão especializado em triturar os alimentos consumidos pelas aves. 

*
*

O intestino delgado das aves se assemelha ao dos mamíferos.

O intestino grosso desses animais é curto e termina na cloaca (também são lançados os ductos do sistema reprodutor e excretor).

As aves são animais que possuem glândulas (pâncreas, fígado), lançam suas secreções no duodeno do animal através de ductos.

*
*

Epitélio estratificado pavimentoso
Proteção (mecânica, HCl)

Glândulas mucosas
Lubrificação

Papo
Importância secundária

*
*

O estômago das aves consiste de um:

Pró-ventrículo glandular

Ventrículo muscular (moela)

*
*

Responsável pela digestão química dos alimentos (estômago químico).

As células secretoras produzem pepsinogênio e HCl, e assim, combinam a função das células principais e parietais dos mamíferos.

*
*

Consiste de duodeno, jejuno, íleo

Encontram-se presentes vilos por toda a extensão dos intestinos delgado e grosso;

Digestão e absorção
difusão
transporte ativo.

*
*

Bile
sais biliares
ácidos biliares
pigmentos
amilase

Vesícula biliar

Absorção das gorduras

*
*

As ilhotas de Langerhans são abundantes.
Grupo de células do pâncreas que produzem insulina e glucagon,
Substâncias que agem como importantes reguladores do metabolismo de açúcar

Podem-se reconhecer facilmente dois tipos de ilhotas:
Alfa (produzem glucagon)
Beta (formam insulina)

*
*

Ceco, cólon e reto

Digestão de fibra

Cloaca (estoca temporariamente resíduos da digestão e onde a água é reabsorvida e devolvida à corrente sangüínea)
Sistema digestivo
Sistema urinário
sistema reprodutivo.

*
*

*
*

Se localizam no teto e no assoalho da cavidade oral, na língua e na faringe;

Papilas Gustativas
Presentes, mas são dispersos;
Elas se associam com os ductos das glândulas salivares na base da língua e da faringe.

*
*

Compostos orgânicos complexos com alto peso molecular

Diferenciam-se pelo aporte de aa’s

Sendo que os aminoácidos essenciais variam entre espécies animais e estado fisiológico

*
*

Imunoglobulinas
Colágeno
Actina/Miosina
Albuminas
Cromatinas
Caseína
Globulares
Hemoglobina
FSH, TSH
HDL, LDL
Filamentosas
Heteroproteínas
Homoproteínas
PROTEÍNAS
Nucleoproteínas
Cromoproteína
Fosfoproteínas
Glicoproteínas
Lipoproteínas
*

*
*

Se inicia no proventrículo por ação do suco gástrico em pH ácido;

Começa a quebra da cadeia polipeptídica por ação da pepsina e do H+ presente no lúmem gástrico.

*
*

*
*

*
*

Os carboidratos são moléculas constituídas por carbono, hidrogênio e oxigênio

Considerados fonte primária de energia para o organismo (glicose)

O catabolismo destes macronutrientes permite a liberação da energia química necessária para a formação do ATP

*
*

Servem de reserva de energia no corpo (glicogênio hepático ou muscular).

Outras funções:
regulação do metabolismo de proteínas e gorduras (impedindo o desvio destes nutrientes para a produção de energia)
na manutenção da integridade funcional do tecido nervoso (cérebro, medula e nervos periféricos).

*
*

A digestão e a absorção dos lipídios é ineficiente nas primeira semanas de vida dos frangos
 a concentração da proteína ligadora de ácidos graxos e a secreção de sais biliares no intestino são baixas

A secreção de lipase é substrato dependente

A digestibilidade dos lipídios aumenta com a idade das aves

*
*

*
*

A função do sistema respiratório é trocar os gases envolvidos no processo de respiração celular
Captar oxigênio atmosférico
Liberar o CO2 produzido no organismo para o meio ambiente
Termorregulação
eliminação de calor em altas temperaturas, através da evaporação, principalmente em aves, suínos e cães
Proteção contra poeira, gases e agentes infecciosos

*
*

 Cavidade nasal, faringe, laringe, traquéia, brônquios e bronquíolos.

Cavidade Nasal
Tem a função de aquecer , filtrar e umidificar o ar que entra no sistema respiratório .
 Faringe
É uma estrutura que conduz o ar e alimentos, ar vai para a laringe e o alimento vai para o esôfago.

*
*

Laringe:
Regula volume de ar durante respiração
Corpos estranhos, durante deglutição
Local aonde ficam as cordas vocais produz sons (siringe nas aves).

Traquéia:
Pequeno tubo cartilaginoso que liga as vias aéreas superiores a inferiores.

*
*

traquéia (a),
siringe (b),
brônquios principais (c)

*
*

Brônquios
permitem passagem ar para alvéolos.

Bronquíolos
mais delgados , estão entre brônquios e alvéolos.

Por toda a mucosa respiratória, desde o nariz até os bronquíolos, existem numerosas células ciliadas (cílios móveis), e grande produção de muco.
Para a limpeza do ar que flui através das vias respiratórias.

*
*

Dos pulmões estendem-se bolsas que chamamos de sacos aéreos
se localizam na região anterior e posterior do corpo do animal, penetrando também em alguns ossos.

Servem de reservatório de ar, possibilitando à ave um fluxo contínuo de ar rico em oxigênio e diminuem o peso do animal (voo).

*
*

O gasto de energia durante o voo é muito alto, esses animais acabam liberando grande quantidade de calor (meio de refrigeração).

excesso de calor é absorvido pelo ar frio que está dentro dos sacos aéreos, e eliminado na forma de ar quente.

*
*

*
*