568 pág.

Aulas de Tecnologia da Construção

Disciplina:Tecnologia da Construção871 materiais6.802 seguidores
Pré-visualização23 páginas
e

umidade.

O produto (conjunto de componentes ou o elemento) resultante destes

serviços.

Geralmente a impermeabilização é composta de um conjunto de

camadas com funções específicas.

De cada 10 pessoas que procuram produtos para

impermeabilização . . .

Impermeabilização

Impermeabilização:

- Detalhes construtivos de fachadas;

- Rebaixamento de lençol freático;

- Uso de barreira dupla;

- Paredes e esquadrias duplas;

- Blocos vazados;

- Coberturas inclinadas com beirais;

Impermeabilização
Sistemas para impedir o contato com a água:

Impermeabilização
Sistemas para impedir o contato com a água:

Impermeabilização
Sistemas para impedir o contato com a água:

Impermeabilização
Sistemas para impedir o contato com a água:

Uso de barreira dupla;

Impermeabilização
Sistemas para impedir o contato com a água:

d) umidade provinda da construção – vazamentos, infiltrações, falta
de ventilação, falta e insolação, capilaridade dos materiais e falhas de

projeto.

Presença característica da umidade:

Impermeabilização

a) umidade do solo – lençol freático, vazamentos de tubulações
subterrâneas e umidade natural do solo;

b) umidade da atmosfera – chuva e outras intempéries e condensação;

c) umidade vinda de outras obras vizinhas – desnível com o
arruamento e outras obras, falta de drenagem superficial e proximidade

com estruturas;

Presença característica da umidade:

Impermeabilização

chuva

chuva condensação

lençol freático

superficial

falta de ventilação

e insolaçãocondensação

vazamentos

infiltrações

percolações

capilaridade

vazamentos

subterrâneos

infiltrações

Presença característica da umidade:

Impermeabilização

▪ Telhados e coberturas planas;

▪ Terraços e áreas descobertas;

▪ Calhas de escoamento das águas pluviais;

▪ Caixas d´água, piscinas e tubulações hidráulicas;

▪ Pisos molhados, como banheiros e áreas de serviço;

▪ Paredes pelas quais a água escorre e recebem chuva de vento,
jardineira e jardineira de fachadas;

▪ Esquadrias e peitoris das janelas;

▪ Soleiras de portas que abrem para fora;

▪ Água contida no terreno, que sobe por capilaridade, ou se infiltra em
subsolos, abaixo do nível freático, etc.

Onde devemos impermeabilizar:

Impermeabilização

As consequências da umidade sobre as edificações:

Impermeabilização

a) goteiras – é gotejamento direto de água advinda de chuvas,
vazamentos ou infiltrações em marquises, floreiras, terraços etc.;

Além das graves consequências em termos da saúde das pessoas, a
umidade não controlada pode ocasionar o aparecimento dos seguintes
problemas (os mais significativos) que por sua vez irão acarretar outras
patologias na edificação, muito severas, em alguns casos:

 b) manchas – é a saturação de água nos materiais sujeitos a umidade
tendo como consequência o aparecimento de manchas características e

posterior deterioração;

d) oxidação – é a reação química que ocorre nos metais sujeitos a
umidade. No aço, chama-se ferrugem e causa o aumento considerável

de volume das barras desagregando o recobrimento, expondo as

armaduras a mais ataques externos;

As consequências da umidade sobre as edificações:

Impermeabilização

c) mofo – é o desenvolvimento de fungos que irão causar deterioração
dos materiais (apodrecimento de madeiras e desagregação de

revestimentos e alvenaria);

As consequências da umidade sobre as edificações:

Impermeabilização

 g) deterioração – efeitos da ação constante da água (umidade) sobre
os materiais e estruturas, reduzindo a duração dos mesmos.

f) condensação – em certas condições de temperatura e umidade pode
ocorrer condensação, ou seja o agrupamento de moléculas de água no

resfriamento das mesmas;

e) eflorescência – é formação de sais solúveis, que se depositam nas
superfícies dos materiais, carreados do seu interior pela umidade que os

atravessa, formando manchas brancas ou em outras situações

aumentando de volume, na forma de estalactites. Estes sais estão

presentes nos tijolos, no cimento, na areia, no concreto, na argamassa

etc.;

Tipos de infiltrações – o caminho das águas na edificação:

Impermeabilização

a) Pressão Hidrostática - que ocorre devido à pressão exercida por

um determinado volume de água confinada e permeia através de

fissuras, trincas e rachaduras das estruturas e dos materiais;

Tipos de infiltrações – o caminho das águas na edificação:

Impermeabilização

b) Percolação – a água escoa por
gravidade livre da ação de pressão

hidrostática, situação muito comum

em lâminas de água sobre terraços

e coberturas;

água ou

umidade

percolada

água ou umidade

acumulada sobre o

parapeito

pressão menor que

0,1 m c.d.a

esquadria

parede de

alvenaria

Tipos de infiltrações – o caminho das águas na edificação:

Impermeabilização

c) Capilaridade - que ocorre

através dos poros dos materiais,

pela ação da chamada tensão

superficial, onde a situação mais

características é a presença de

umidade do solo que se eleva no

material, em geral 70 a 80 cm;

d) Condensação - que ocorre pelo esfriamento de vapores ou de certo

teor de umidade existente no ambiente.

Tipos de infiltrações – o caminho das águas na edificação:

Impermeabilização

água acumulada por condensação em

ambientes saturados de umidade

(banheiros – cozinhas) ou por
resfriamento (baixas temperaturas no

ambiente – ar condicionado)

passagem da

água por

capilaridade para

a parte superior

da laje

Tipos de impermeabilização:

Impermeabilização

Em qualquer situação, é bom ter em mente que a melhor solução é a

aquela prevista corretamente na fase de projeto e que as alternativas

para corrigir problemas pós-ocupação são sempre mais complicadas e

com custo mais elevado.

A escolha do sistema de impermeabilização mais adequado é função

da forma de atuação da água sobre o elemento da edificação e do

comportamento físico dos elementos sujeitos a ação da água.

Situação
Ação dos
agentes

Exemplos típicos Soluções

Percolação

lajes
terraços

coberturas
marquises
parapeitos

argamassa
impermeabilizada
mantas asfálticas

juntas

Água sob
pressão

hidrostática

caixas d’água
cisternas

reservatórios
piscinas

arg. imperm.
concreto imperm.

membranas

Atuação da
água

Umidade do
solo

muros de arrimo
paredes em subsolos

arg. imperm.
concreto imperm.
pinturas asfálticas

drenagem subt.

sujeitos à
fissuração e
trincamento

estruturas com fissuras
e trincas devidas a
dilatação/retração,
recalques, fadiga e

movimentações
estruturais

juntas
membranas

mantas
reforços

Comportamento
dos elementos
da edificação

sujeitos a
esforços
externos

fissuras e trincas
provocadas por falhas

no lançamento,
adensamento e cura do

concreto, tráfego de
veículos, obras vizinhas

etc.

juntas
membranas

mantas

Impermeabilização

Impermeabilização

Sistema de Impermeabilização genérico:

BASE
responsabilidade na definição de algumas das exigências do sistema de
impermeabilização, em função de:

- Grau de fissuração;
- Deformabilidade em função das cargas ;
- Movimentação térmica;
- Geometria.

Impermeabilização

Sistema de Impermeabilização genérico:

REGULARIZAÇÃO
Camada com funções de:

- Proporcionar uma superfície uniforme de apoio, adequada á camada
impermeável;
- Proporcionar a declividade necessária ( mínima 1%).

Impermeabilização

Sistema de Impermeabilização genérico:
Engenharia Civil Civil fez um comentário
  • Disponibilize esse material para estudo
    0 aprovações
    itamar J santos fez um comentário
  • boa noite Lidiane disponibilize esse material para download por favor. estou lecionando e ele me ajudaria muito. Obrigado
    1 aprovações
    Carregar mais