568 pág.

Aulas de Tecnologia da Construção

Disciplina:Tecnologia da Construção871 materiais6.802 seguidores
Pré-visualização23 páginas
inferior a 40 cm;

- Profundidade varia de 0,40m a 1,00m;

- Observar a existência de formigueiros ou entulhos;

- Largura das valas:

 - parede de 1 tijolo = 45cm

 - parede de 1/2 tijolo = 40cm

Em terrenos inclinados, o fundo da vala é formado por degraus (figura ao

lado), sempre em nível, mantendo-se o valor "h" em no mínimo 40 cm e h1,

no máximo 50cm;

Arquitetura e Urbanismo

Abertura de Valas:

- Em terrenos inclinados usa-se Vala em degraus;

Apiloamento:

Se faz manualmente com soquete (maço) de 10 à 20kg, com o objetivo

unicamente de conseguir a uniformização do fundo da vala e não

aumentar a resistência do solo.

Arquitetura e Urbanismo

Prospecção do Solo:
Arquitetura e Urbanismo

Uma das fases importantes de um projeto de fundação compreende a
sondagem do subsolo a fim de conhecer certos parâmetros do solo
que interessam na resolução dos problemas da fundação.

Antes de se decidir pelo tipo de fundação em um terreno, é essencial que o
profissional adote os seguintes procedimentos:

a) Visitar o local da obra, detectando a eventual existência de alagados,
afloramento de rochas etc:

 b) Visitar obras em andamento nas proximidades, verificando as soluções
adotadas;

c) Fazer sondagem a trado (broca) com diâmetro 2”ou 4”, recolhendo
amostras das camadas do solo até atingir a camada resistente;

d) Mandar fazer sondagem geotécnica.

Objetivos do programa de investigação geotécnica:

Arquitetura e Urbanismo

 a) Determinação da extensão, profundidade e espessura das camadas do
subsolo até uma determinada profundidade. Descrição do solo de
cada camada, compacidade ou consistência, cor e outras
características perceptíveis;

 b) Determinação da profundidade do nível do lençol freático;

c) Informações sobre profundidade da superfície rochosa e sua

classificação, estado de alteração e variações;

 d) Dados sobre propriedades mecânicas e hidráulicas dos solos ou rochas:

compressibilidade, resistência ao cisalhamento e permeabilidade.

Na maioria dos casos os problemas de engenharia são resolvidos com base

nas informações a) e b) - SONDAGEM DE SIMPLES

RECONHECIMENTO (NBR6484/80).

FUNDAÇÕES

RADIER

SUPERFICIAIS

(Rasas ou Diretas) SAPATAS

PROFUNDAS(Indiretas) ESTACAS

BLOCOS

ARTIFICIAL

ALICERCE

CONCRETO

PRÉ-MOLDADAS

MADEIRA

AÇO

Arquitetura e Urbanismo

TUBULÕES

MOLDADAS “IN-LOCO”

STRAUSS

FRANKI

ESCAVADA

BROCA

ESTACÃO

Classificação:

Classificação:
Arquitetura e Urbanismo

 As fundações são classificadas segundo a profundidade onde ocorre a
transferência de carga do solo.

 * Fundações superficiais (rasas, diretas) (H ≤ B)

* Fundações profundas (indiretas).

Arquitetura e Urbanismo

Quanto à transmissão das cargas: Fundações Diretas.

 Fundações Indiretas.

Fundações Diretas - Aquelas em que a transmissão da carga para o

solo é feita preponderantemente pela base.
A transmissão das cargas é feita através da base do elemento estrutural da

fundação, considerando apenas o apoio da peça sobre a camada do solo,

sendo desprezada qualquer outra forma de transferência das cargas.

Arquitetura e Urbanismo

Fundações Indiretas - Aquelas em que a

transmissão da carga para o solo é feita

preponderantemente pela superfície lateral.

A transmissão das cargas e feita por efeito de

atrito lateral do elemento estrutural com o solo e

por efeito de ponta.

As fundações indiretas são sempre profundas,

devido a forma de transmissão de cargas ao solo

(atrito lateral) que exige grandes dimensões dos

elementos de fundação.

Arquitetura e Urbanismo

Quanto à profundidade da cota de apoio: Rasas.

 Profundas.

Exemplo:

 Sapatas

 Laje Radier

 Blocos de fundação etc.

Fundações Rasas - Aquelas em que a cota de apoio está em até 2 m de

profundidade.

Cotas de apoio até 2m de

profundidade.

Exemplo:

Estacas pré-

moldadas

Arquitetura e Urbanismo

Fundações Profundas - Aquelas em que a cota de apoio está acima de 2

m de profundidade.

Cotas de apoio acima

de 2m de profundidade.

Arquitetura e Urbanismo

 ESCOLHA DO TIPO DE FUNDAÇÃO:

 Com os resultados das sondagens, a grandeza e natureza das cargas

estruturais e conhecendo as condições de estabilidade, fundações, etc... das

construções vizinhas, pode o engenheiro proceder a escolha do tipo de

fundação mais adequada, técnica e economicamente.

 O estudo é conduzido inicialmente, pela verificação da possibilidade do

emprego de fundações diretas.

 Mesmo sendo viável a adoção das fundações diretas é aconselhável
comparar o seu custo com o de uma fundação indireta.

 E finalmente, verificando a impossibilidade da execução das fundações

diretas, estuda-se o tipo de fundação profunda mais adequada.
 Quando a camada ideal for encontrada à profundidade de 5,0 à 6,0m,

podemos adotar brocas, se as cargas forem na ordem de 4 a 5 toneladas.

Em terrenos firmes a mais de 6,0m, devemos utilizar estacas ou tubulões.

Alicerces:

Arquitetura e Urbanismo

Suportam predominantemente esforços de compressão simples, provenientes

das cargas dos pilares. Os eventuais esforços de tração são absorvidos pelo
próprio material do bloco.

Podem ser de concreto ciclópico (não armado), alvenarias de tijolos comuns

ou mesmo de pedra de mão (argamassada ou não). Geralmente, usa-se

blocos quando a profundidade da camada resistente do solo está entre 0,5 e

1,0 m de profundidade.

Os alicerces, também denominados de blocos corridos, são utilizados na

construção de pequenas edificações, principalmente as residenciais ou um

prédio de até 04 pavimentos e suportam diretamente as cargas provenientes

das paredes resistentes, podendo ser de concreto ciclópico, alvenaria de tijolo

maciço ou alvenaria de pedra.

Fundações Diretas Rasas:

Arquitetura e Urbanismo

As fundações em alicerce (bloco corrido) são utilizadas para transmitir
diretamente as cargas das paredes para o solo (estrutura mural) para o
terreno firme logo abaixo, assim sendo, onde houver parede, deve haver
fundação.
A figura abaixo representa uma fundação em bloco corrido, sobre a qual
deve ser executada uma cinta de concreto armado e posteriormente a
alvenaria de bloco.

Os alicerces na generalidade dos casos são executados de forma contínua,

sob a linha de paredes de uma edificação, utilizando-se:

a) Sistema de alvenaria de tijolos maciços, em bloco simples ou escalonado;

b) Sistema de pedras argamassadas sobre lastro de concreto simples.

c) Sistema de alvenaria sobre lajes de concreto armado(sistema misto).

Alicerces:
Arquitetura e Urbanismo

impermeabilização

Alicerce em alvenaria escalonada Alicerce em laje de CA

Arquitetura e Urbanismo
 Alicerces:

lastro

impermeabilização

Alicerce de tijolos maciços

tijolos maciços

Solo resistente

c onc reto

ferragem

alvenaria

Sapata corrida

Arquitetura e Urbanismo
 Blocos: (H ≤ B)

São elementos estruturais de grande rigidez de concreto simples

dimensionados de maneira que as tensões de tração nele produzidas possam

ser resistidas pelo concreto sem necessidade de armadura, ligados por vigas

baldrames.

Bloco de alvenaria de tijolos Bloco de concreto

Suportam predominantemente esforços de compressão simples provenientes

das cargas dos pilares.

Planta: seção quadrada,

retangular, triangular ou

mesmo poligonal.

Faces: verticais,
Engenharia Civil Civil fez um comentário
  • Disponibilize esse material para estudo
    0 aprovações
    itamar J santos fez um comentário
  • boa noite Lidiane disponibilize esse material para download por favor. estou lecionando e ele me ajudaria muito. Obrigado
    1 aprovações
    Carregar mais