Aulas Conforto II
495 pág.

Aulas Conforto II

Disciplina:Conforto Ambiental e Eficiência Energética II25 materiais824 seguidores
Pré-visualização15 páginas
1. Lâmpadas de LED

1. LÂMPADAS DE LED

1. Lâmpadas de LED

1. LÂMPADAS DE LED

• USO: para sinais de trânsito, balizadores em teatros e
escadarias, detalhes de iluminação embutida em
móveis, iluminação geral embutida em forro,
comunicação visual (fachadas, luminosos, avisos –
saída, WC, bar, ...)

1. Lâmpadas de LED

Fita de LED

 Adesiva

1. Lâmpadas de LED

Mangueira

de LED

1. Lâmpadas de LED

LED Tubular

1. Lâmpadas de LED

Power LED 7W-127V

1. Lâmpadas de LED

Dicróica de LEDs SMD, os Dicróica de LED

quais possuem tamanho

menor, maior eficiência e

maior durabilidade.

1. Lâmpadas de LED

O que é um

 LED SMD?

• LED SMD funciona da mesma forma que um

convencional a diferença é que fabricado para montagem
em superfície.

• É um díodo emissor de luz que é montado e soldado
sobre a placa de circuito.

• Úteis em espaços de reduzida dimensão.

1. Lâmpadas de LED

1. LÂMPADAS DE LED

Vantangens

• Longa durabilidade (até 100.000 horas);

• Alta eficiência luminosa;

• Os leds estão disponíveis nas cores Vermelho, Laranja,
Amarelo, Verde, Azul e Branco;

• Dimensões reduzidas e formatos variados;

• Alta resistência a choques e vibrações;

• Sem radiação ultravioleta e infravermelha;

• Baixo consumo de energia – eficiência entre 15 e
30lm/W;

• Pequena dissipação de calor.

1. Lâmpadas de LED

1. APLICAÇÕES DAS LÂMPADAS DE LED

Dexia Tower,

Bruxelas –

Bélgica

1. Lâmpadas de LED

1. APLICAÇÕES DAS LÂMPADAS DE LED

2. Lâmpadas de Indução

2. Lâmpadas de Indução

Baseadas nos mesmos princípios das lâmpadas de descarga,
só que agora a descarga no gás é produzida por uma
corrente induzida pelo campo magnético (sem a
existência de eletrodos).

2. Lâmpadas de Indução

2. Lâmpadas de Indução

Características

• Vida útil de até 60.000 horas.

• Produz luz instantaneamente.

• IRC de 80, aproximadamente.

• 3 diferentes tonalidades de cor de luz.

 Existem 2 sistemas distintos para produzir esta nova
ionização do gás sem eletrodos.

2. Lâmpadas de Indução

2.1 - LÂMPADAS FLUORESCENTES DE ALTA POTÊNCIA

A descarga nesta lâmpada não ocorre por sistema de
eletrodos, mas pela existência de um campo magnético.
Este campo magnético é produzido em 2 anéis de
ferrite.

Uso: Locais onde a troca de lâmpada é de difícil acesso,
como Túneis, industrias com pé-direito elevado...

2. Lâmpadas de Indução

2.2 - LÂMPADAS DE DESCARGA EM GÁS A BAIXA
PRESSÃO POR INDUÇÃO

Este tipo de lâmpada possui um recipiente de descarga com
gás a baixa pressão e um recipiente de ferrite,
responsável pelo campo magnético. Este, por sua vez,
cria uma corrente elétrica no gás.

2. Lâmpadas de Indução

2.2 - LÂMPADAS DE DESCARGA EM GÁS A BAIXA
PRESSÃO POR INDUÇÃO

 Características:

• Vida útil de 60.000 horas.

• Fluxo luminoso de até 12.000 lumens

• Acendimento instantâneo

• Luz agradável

• Uso em locais com baixo custo de manutenção como
edifícios públicos, indústrias...

2. Lâmpadas de Indução

 Túnel Jânio Quadros em SP – lâmpadas de indução.

3. Fibra Óptica

3. Fibra Óptica

Um sistema de iluminação de Fibra Óptica é composto de:

• Fonte emissora de luz. Geralmente se utiliza de
lâmpadas de iodetos metálicos ou de gases halógenos.

• Fibras ópticas de vidro ou de plástico de elevada pureza
que transmitem os sinais luminosos.

• Na extremidade do cabo de fibra óptica é utilizado um
terminal óptico para iluminar a superfície iluminada.

3. Fibra Óptica

3. Fibra Óptica

3. Fibra Óptica

3. Fibra Óptica

3. Fibra Óptica

3. Fibra Óptica

4. Xenon

4. Xenon

Substituem o filamento por um arco elétrico que se
incandesce dentro da cápsula com gás Xenon.

 Aplicação: automotiva, iluminação cênica,
efeitos especiais.

4. Xenon

4. Xenon

AULA 07: ILUMINAÇÃO ARTIFICIAL
E MÉTODOS DE CÁLCULO

Iluminação Artificial e Métodos de Cálculo

ANTES DO PROJETO LUMINOTÉCNICO

Para uma correta iluminação artificial temos de ter
alguns fatores previamente definidos:

• Dimensões do local (c x l x a) = PLANTA BAIXA COM

LAYOUT DEFINIDO.

• Cores de piso, parede e teto = MATERIAIS DE
ACABAMENTO.

1. Método de Lumens

1. MÉTODO DOS LUMENS

 Basicamente, busca-se determinar o número de
luminárias necessárias para se produzir uma
determinada Iluminância (E) em uma área.

 Este método foi desenvolvido para o cálculo de
iluminação de ambientes internos, em função das
dificuldades do método do ponto a ponto. Ele considera
as características próprias de cada luminária e lâmpada
elétrica e, também, as cores das paredes e do teto
(índices de reflexão).

1. Método de Lumens

1. MÉTODO DOS LUMENS
A sequência de cálculo:

1.1 - Determinação do nível de iluminância para o

ambiente;
1.2 - Determinação do Fator do local;
1.3 - Escolha da luminária e lâmpadas;
1.4 - Determinação do coeficiente de utilização da

luminária;
1.5 - Determinação do coeficiente de manutenção;
1.6 - Cálculo do fluxo luminoso total (lumens);
1.7 - Cálculo do número de luminárias;
1.8 - Ajuste final do número e espaçamento das luminárias.

1. Método de Lumens

1. PASSO-A-PASSO MÉTODO DOS LUMENS

 1.1 - Escolher o nível de Iluminância (E): Lux (lm/m²).
Como? Procurando na NBR8995-1 o seu tipo de
ambiente e vendo na tabela a Iluminância necessária.

1. Método de Lumens

1. PASSO-A-PASSO MÉTODO DOS LUMENS

 1.2 - Definição do Fator do local (K):

Este índice é calculado relacionando as dimensões do local
que vai ser iluminado.

C= Comprimento do

 ambiente.

 L= Largura do ambiente.

 h= Altura do plano de

 trabalho ao teto.

1. Método de Lumens

1. PASSO-A-PASSO MÉTODO DOS LUMENS

 1.3 - Escolher lâmpadas e luminárias.

Separar a tabela com especificações da lâmpada e
luminária escolhida.

1. Método de Lumens

1. PASSO-A-PASSO MÉTODO DOS LUMENS

 1.4 - Fator de Utilização (ƞ):

Parte do fluxo emitido pelas lâmpadas é perdido nas
próprias luminárias. Assim sendo, apenas uma parte do
fluxo atinge o plano de trabalho. O coeficiente de
utilização (u) de uma luminária é, pois, a relação entre o
fluxo luminoso útil recebido pelo plano de trabalho e o
fluxo total emitido pela luminária.

Formar número com 3 dígitos para fator de utilização, onde:

1. Método de Lumens

1. PASSO-A-PASSO MÉTODO DOS LUMENS

 1.5 - Determinação do Coeficiente de Manutenção:

 Com o passar do tempo as luminárias vão se
empoeirando, resultando em diminuição do fluxo
emitido.

1. Método de Lumens

1. PASSO-A-PASSO MÉTODO DOS