Aulas Conforto II
495 pág.

Aulas Conforto II

Disciplina:Conforto Ambiental e Eficiência Energética II25 materiais823 seguidores
Pré-visualização15 páginas
Iluminação Natural X Iluminação Artificial

Disciplina: Conforto Ambiental e
Eficiência Energética II

Professora: Carolina Ribeiro

AULA: ILUMINAÇÃO NATURAL

A LUZ

TUDO O QUE VEMOS É LUZ REFLETIDA!

 LUZ = conceito físico = porção do espectro
eletromagnético que nos provoca a sensação

visual.

A LUZ

• A variação de luz durante o dia e durante as estações
do ano é determinada pela ROTAÇÃO DA TERRA AO
REDOR DO SOL.

A LUZ

COMO ESSA LUZ DO SOL CHEGA NA TERRA?

Clima Quente e Úmido

Para Fortaleza: Céu semi-encoberto ; Radiação Solar
intensa; Temperaturas diurnas altas; Temperaturas
noturnas médias; Médias amplitudes térmicas.

Disponibilidade de LUZ Natural

A disponibilidade de Luz Natural em
determinada área depende da:

• Localização Geográfica

• Hora do dia

• Estação do ano

• Características climáticas

• Configurações do entorno

Quantidade de LUZ Natural

A quantidade de Luz Natural que chega ao meu
ambiente projetado depende de:

• Brilho do céu na região do projeto.

• Tamanho, forma e posicionamento das
aberturas.

• Reflexões vindas do exterior.

• Reflexões das superfícies internas.

A LUZ do sol

ILUMINAÇÃO NATURAL

• Nos auxilia na determinação do TEMPO. Ex: hora de
dormir, acordar, trabalhar, comer.

• A mudança das estações do ano, com variações de
luz natural e temperatura, modifica a forma como
nos vestimos, o que comemos, os costumes...

A LUZ do sol

ILUMINAÇÃO NATURAL

• Pela Norma de Iluminação Natural (NBR15215):

 FLN (Fator de Luz Natural) é um valor fixo (%) que
representa a proporção entre a quantidade de luz
natural em um certo ponto no interior e a
quantidade de luz no espaço exterior desobstruído.

 Considera céus parcialmente encobertos.

• DLF (DayLight Factor), proporção semelhante ao FLN
em um plano horizontal, onde se relaciona a
iluminância interna e externa do plano, porém para
céus uniformes e encobertos.

A LUZ do sol

ILUMINAÇÃO NATURAL

• Os pontos de mesma

iluminância no ambiente

formam as curvas isolux.

Como o sol influencia a Arquitetura?

NA ARQUITETURA

• A luz pode assumir a função poética ou puramente
funcional.

Como o sol influencia a Arquitetura?

NA ARQUITETURA

Como o sol influencia a Arquitetura?

NA ARQUITETURA

Como o sol influencia a Arquitetura?

• Tratada como protagonista, a luz deixa os demais
componentes do ambiente em 2º plano.

A LUZ

NA ARQUITETURA

• Quando a luz consegue nos sensibilizar em um
projeto, ela foi tratada como parte integrante na
concepção deste projeto, OU SEJA, A LUZ FOI
PENSADA DURANTE AS DEFINIÇÕES DO PARTIDO
ARQUITETÔNICO.

Variáveis para a iluminação natural

A iluminação natural no ambiente, é resultado das três
variáveis:

• CC (Componente Celeste): quantidade de luz
proveniente da abóboda celeste.

• CRE (Componente de Reflexão Externa): quantidade de
luz proveniente das reflexões de obstruções externas.

• CRI (Componentes de Reflexão Interna): quantidade de
luz proveniente das reflexões internas de piso, parede e
teto.

Iluminação Natural e Artificial

• Nas grandes cidades, por muitas vezes, a iluminação
natural pode ser nosso único contato com a
natureza.

• A descoberta da luz artificial nos levou a passar mais
tempo voltado para o interior da edificação.

• A iluminação natural durante o dia, revela a
verdadeira essência da arquitetura. Já a iluminação
artificial, no mesmo período, deverá ser pensada
como complemento para alguma tarefa.
INTEGRAÇÃO ENTRE LUZ NATURAL E ARTIFICIAL

Iluminação Natural e Artificial

A necessidade por adicionar a iluminação artificial pode
ser um indicativo de que:

• A luz natural não consegue atingir os níveis mínimos
para execução da tarefa.

• Existe muita luz externa, provocando ofuscamentos e
contrastes excessivos.

Iluminação Natural

O melhor aproveitamento da iluminação natural não
se resolve apenas aumentando os vãos das janelas!

A qualidade desta luz e a função dos espaços
projetados são fatores limitantes no uso da

iluminação natural.

Captação e Controle da Luz Natural

A entrada de luz no ambiente

pode ser canalizada para

Criar efeitos, tomando

partido dos fortes

contrastes entre as

superfícies iluminadas, e

acentuando características

importantes dos espaços

projetados.

Componentes da Luz Natural

COMPONENTES DA LUZ NATURAL

• Condução

• Controle

• Passagem

Componentes da Luz Natural

COMPONENTES DA LUZ NATURAL

• Condução: espaços de luz intermediários. A radiação
solar direta é bem-vinda, seja para o aquecimento ou
pelo estímulo visual. Ex: hall, pátios, galerias...

Componentes da Luz Natural

CONDUÇÃO DA LUZ NATURAL

Componentes da Luz Natural

CONDUÇÃO DA LUZ NATURAL

Componentes da Luz Natural

CONDUÇÃO DA LUZ NATURAL

Componentes da Luz Natural

COMPONENTES DA LUZ NATURAL

• Controle: podem redirecionar a luz, desviando a
direção dos raios solares, podem proteger da entrada
de luz solar, ou até obstruí-la. Ex: brises, marquises,
cortinas...

Os elementos de controle interferem na quantidade e
qualidade da luz que chega ao ambiente.

Componentes da Luz Natural

CONTROLE DA LUZ NATURAL

Bienal _Parque do Ibirapuera (SP)

Componentes da Luz Natural

CONTROLE DA LUZ NATURAL

Componentes da Luz Natural

CONTROLE DA LUZ NATURAL

Centro Empresarial e Cultural João Domingues de Araújo-SP

Componentes da Luz Natural

COMPONENTES DA LUZ NATURAL

• Passagem: superfícies transparentes ou translúcidas
da edificação por onde a luz solar passa e atinge os
ambientes internos.Ex: vidros das janelas, portas...

Os componentes de passagem da luz natural podem ser
do tipo LATERAIS E/OU ZENITAIS.

Componentes da Luz Natural

COMPONENTE DE PASSAGEM: ILUMINAÇÃO LATERAL
• Aberturas laterais transparentes ou translúcidas, e que

podem ter proteção externa como beiras, brises,
persianas.

• A iluminação natural lateral não distribui a luz com

uniformidade no espaço, apresentando mais brilho
próximo às janelas e diminuindo a quantidade com o
distanciamento.

• A quantidade de luz admitida em um ambiente tem
relação direta com a profundiade e altura da abertura.

Componentes de Passagem da Luz Natural

ILUMINAÇÃO LATERAL

Componentes de Passagem da Luz Natural

ILUMINAÇÃO LATERAL

Iluminação Lateral

ILUMINAÇÃO LATERAL – orientações de projeto

Para evitar ofuscamento e contrastes excessivos nos
ambientes, devemos considerar:

• Iluminação não uniforme no local. Nível de
iluminância diminui a medida que se distancia da
janela.

• A uniformidade é um requisito importante? Caso
sim, prever a combinação com a iluminação