Execução Civil
7 pág.

Execução Civil

Disciplina:Processo Civil6.776 materiais53.381 seguidores
Pré-visualização3 páginas
público assinado pelo devedor; documento particular assinado pelo devedor e com duas testemunhas; instrumento de transação referendado pelo MP,ou pela Defensoria pública (TAC)ou pelos advogados das partes interessadas.

Pluralidade de títulos-art.292 cpc- É possível a cumulação de execuções desde que observadas as condições estabelecidas no art 292 do cpc:

-O crédito documentalmente comprovado, decorrente de aluguel de imóvel , bem como os encargos acessórios.

Notas finais:

Procedimentos idênticos, mais pedidos compatíveis mais idêntico juízo competente.

Ex.execução de um cheque e uma duplicata.

-Cópia de título executivo.

Em regra a execução deve ser instruída com título original pelo princípio da segurança jurídica.. Apenas excepcionalmente à cópia do título é autorizada para fins de instrução de execução. Exemplos :

Cheque juntado no IP ou ação penal; execução provisória de sentença contra a qual pende recurso de apelação sem efeito suspensivo.

Aula de 05 04 2013

Testes em geral relacionados à matéria.

Art 586-

certeza: o título executivo deve apontar uma certeza em abstrato, só comporta execução um título verossímil

exigibilidade: as obrigações devem estar vencidas para serem exequíveis.

Liquidez: o título precisa apresentar o quantum devido, pela simples leitura ou por mero cálculo aritmético.

LIQUIDAÇÃO DE SENTENÇA:

art 475a a 475h

Artigo: http://www.webartigos.com/artigos/liquidacao-de-sentenca/79825/

Não cabe liquidação de título extrajudicial. Art 580 do cpc

Credor e devedor podem promover a liquidação

Trata-se de um incidente processual que poderá ser promovido tanto pelo exequente ou executado com a finalidade de declarar o quantum devido do título judicial.

A liquidação de sentença não, não , não constitui um título judicial,apenas declara o quantum devido.

O juiz resolve o incidente da liquidação por meio de decisão interlocutória passível de agravo de instrumento.

Notas:

1-Liquidação provisória: é a promoção da fase de liquidação na pendência de recurso de apelação com o efeito suspensivo. Tramita no juízo de 1º grau por meio de autos suplementares

2-Sentença em parte líquida e em parte ilíquida, cabendo a pronta execução da parte líquida nos próprios autos e a liquidação da outra parte em autos apartados.

Aula de 19 04 2013

3-É vedada a sentença ilíquida para pedido certo. Art.

Apesar do testo legal, o STJ entende que nas ações de responsabilidade por ato ilícito em que o valor indicado é mera estimativa da indenização do valor devido, poderá o juiz julgar de maneira ilíquida.

Modalidades de liquidação:

1-liquidação por arbitramento: nesta modalidade, o quantum devido da condenação será apurado por um perito, dispensada a demonstração de fatos novos.

2-Liquidação por artigo: as partes deverão demonstrar a ocorrência de fatos novos para que se alcance o valor da condenação.

O procedimento a ser seguido na liquidação por artigo será idêntico aquele que for adotado no processo da fase de conhecimento.

Na hipótese de não existir fase de conhecimento anterior na esfera cível , deverá ser observado o valor de alçada para fixação do procedimento.

RESPONSABILIDADE PATRIMONIAL

O ART 591 DO CPP, indica por equívoco que o devedor é o único que responde com seus bens, todavia vale ressaltar que existem hipóteses de responsabilidade patrimonial tem odébito, fiador.

O artigo referido o que são bens presentes e futuros, entendendo-se academicamente que os bens presentes são todos aqueles que o executado detenha, possua, desde o momento da citação(qualquer processo)

A INCLUIR

Lei de família 8009/90.

Art. 649Os bens que guarnecem a residência do executado.

A quantia de até 40 salários mínimos depositadas na caderneta de poupança

Aula de 26 04 2013

Nota: A indicação de um bem impenhorável pelo devedor do processo cessa o benefício

 A impenhorabilidade é matéria de ordem pública e pode ser alegada a qualquer tempo no processo, inclusive por simples petição nos autos

FRAUDE À EXECUÇÃO:

É O INSTITUTO PREVISTO NO CPP NO ART 593.Trata-se de fenômeno processual que visa prejudicar o credo e desprestigiar o judiciário, pois tem por finalidade tornar infrutífera a execução.A fraude é ato atentatório à dignidade da justiça, o que poderá acarretar multa de até 20% da condenação. Poderá ser alegada por simples petição no curso do processo.(incidentalmente).

A súmula 375 do STJ prevê, se registrada a penhora ou provada a má-fé reconhece-se a fraude a execução.

CUMPRIMENTO DE SENTENÇA:

a- prazo para pagamento voluntário: 15 dias – o executado poderá pagar a obrigação imposta por sentença no prazo de 15 dias., após regular intimação por meio de seu advogado. Neste momento não são permitidos atos executivos.

b- multa - art 475 j – a multa aqui prevista no percentual fixo de dez por cento incidirá em todos os títulos judiciais não quitados no prazo de 15 dias. A multa referida incidirá sobre o todo da condenação.

c- honorários advocatícios na execução. A execução de sentença comporta a fixação de honorários advocatícios.

d- mandado de penhora. È o ato judicial de constrição de bens que deverão ser individualizados para fins de alienação ou adjudicação.

-PENHORA ON LINE: Ordem judicial por meio eletrônico ao banco central para bloqueio e transferência do numerário da execução.

-MANDADO DE PENHORA NO ROSTO DOS AUTOS: Trata-se de ordem judicial emitida ao juízo que detenha um processo em que conste como credor ou potencial credor, expectativa de direito, o executado do processo.

MANDADO DE PENHORA E AVALIAÇÃO: Caberá ao oficial de justiça penhorar tantos bens quantos necessários para execução e avaliá-los, na medida do possível. Em não sendo possível deverá justificadamente expor seus motivos, cabendo ao juiz a nomeação de um perito.

PLURALIDADE DE PENHORA:é possível que diversas penhoras recaiam sobre o mesmo bem, todavia deverá se observar a seguinte ordem de preferência:

1ª classe: credores preferenciais -trabalhistas, fiscal, garantia real credor condominial

2ª classe: superada a hipótese de preferência a ordem de prioridades é definida entre as penhoras(primeira penhora terá preferência em relação a segunda penhora.

Aula de 10 05 2013

Intimação da Penhora:

EMBARGOS DO DEVEDOR :

São ações independentes

a-

b- Embargos do devedor: trata-se de ação promovida pelo devedor no prazo de 15 dias da citação com distribuição por dependência na execução de título EXTRA JUDICIAL.

O DEVEDOR, executado, poderá alegar qualquer matéria de fato ou de direito. É dispensado garantir o juízo para opor os embargos. É possível a concessão de efeito suspensivo desde que exista requerimento, seriedade de fundamentação mais perigo de grave dano, mais garantia do juízo.

Na ação de embargos, o juiz sentencia sendo cabido a apelação

FASE EXPROPRIATORIA: É a fase destinada a efetiva satisfação do direito, que poderá ocorrer de 3 formas na seguinte ordem:

a) Adjudicação: a transferência do bem para o credor

b)Alienação: venda do bem; pública ou privada

c)Usufruto: proveito da coisa pelo credor até o limite da dívida.

 -SUSPENSÃO DA EXECUÇÃO 	art 791 do cpc:

1-Efeito suspensivo:

2-Morte ou incapacidade processual do advogado ou do representante

3-Quando não são localozáveis bens passíveis de penhora.

Art 794 cpc Extinção da execução.

1-Pelo pagamento

2-Transação ou perdão da dívida

3-Renúncia do crédito

TEORIA GERAL DO PROCESSO EXECUÇÃO 10 h/a Diferença entre processo de conhecimento e processo de execução

Conceito, autonomia e objeto do processo de execução

Pressupostos

Títulos Executivos Judiciais e Extrajudiciais

Legitimidade

Competência

Execução Definitiva e Execução Provisória

Fraude contra Credores e Fraude à Execução

Espécies de Execução

Suspensão e Extinção do Processo de Execução

LIQUIDAÇÃO DE