secagemmadeira
119 pág.

secagemmadeira

Disciplina:Secagem da Madeira10 materiais241 seguidores
Pré-visualização22 páginas
P = Perdas(R$/m3); M = Manutenção (R$/m3).

Et = Energia térmica (R$/m3). Rc = Remuneração do Capital (R$/m3).

Ee = Energia elétrica (R$/m3). Rm = Remuneração da madeira (R$/m3).

D = Depreciação (R$/m3).

Prof. Dr. Ricardo Jorge Klitzke

109

Na eleição do tipo de câmara de secagem da madeira deve-se levar em

consideração o tamanho da câmara, que é determinado pelo volume produzido

mensalmente, pelo tipo de madeira a secar, que depende do produto final a ser obtido.

É importante levar em consideração os três elementos de controle da secagem

(temperatura, umidade relativa e velocidade do ar). O tipo de câmara a ser adquirida pela

empresa deverá atender todas as necessidades exigidas pelo produto final.

Prof. Dr. Ricardo Jorge Klitzke

110

Exemplo de cálculo

CUSTO DO SISTEMA DE SECAGEM

 CÁLCULO DE INVESTIMENTO FIXO

Tabela - Resumo do investimento inicial por itens.

Discriminação dos ítens Custos (R$)

1. Câmara de secagem: construção
alvenaria - área cada câmara 96m2 à
R$200,00/m2 para três câmara

2. Galpão de 462m2 à R$50,00/m2

3. Componentes da câmara de secagem:

 . Sistema de ventilação para três
câmara

 . Ventiladores (indireto)
7un./camara, 21

 no todo à R$150,00 a unidade

 . 16,1m2 trocadores calor por 3
câmara à

 R$460,00 a unidade

 . Sistema de controle da câmara

 . Tubulação48m(6 tubos 11/2)à
R$9,00/m

 . Carrinhos 6 un./câmara à
R$600,00 por

 unidade; 3 câmara

 . Trilhos 96m à R$22,00 por m

3. Empilhadeira (uma unidade)

57.600,00

23.100,00

15.000,00

24.150,00

22.218,00

18.000,00

432,00

10.800,00

2.112,00

65.000,00

4. Caldeira à lenha (uma unidade),com
 cap. 6.000kg de vapor/hora,

instalada

90.000,00

5. Separadores de tábuas: 4,5m3 à R$50,00

 para 3 carga de 3 câmara

675,00

T O T A L 329.087,00

1. CÁLCULO DE DEPRECIAÇÃO

 É calculada pela seguinte fórmula:

Prof. Dr. Ricardo Jorge Klitzke

111

D = Ii / (Tvu x Pam)

onde:

 D = valor de depreciação em R$/m3

 Ii = investimento inicial no projeto em R$

 Tvu = tempo relativo a vida útil de equipamentos e material em anos

 Pam = produção anual de madeira prevista como sendo 12.000m3

 A tabela 11 mostra a depreciação:

Tabela 11. Resumo de valores de depreciação

Discriminação Vida útil (anos) Depreciação
(R$/m3)

Câmara de secagem

Galpão

Componentes da
câmara

Empilhadeira

Caldeira à lenha

Separadores de
tábuas

20

20

10

15

25

2

0,24

0,10

0,77

0,36

0,30

0,03

T O T A L 1,80

Prof. Dr. Ricardo Jorge Klitzke

112

2. CALCULO REMUNERAÇÃO DE CAPITAL

 Cálculo remuneração de investimento:

Ri = Ii x i / Pam

onde:

 Ri = remuneração de investimento em R$/m3

 Ii = investimento inicial em R$

 i = taxa de juros anual em %

 Pam = produção anual de madeira em m3

Ri = 329.087,00 x 0,20 / 12000 = R$5,48/m3

 Cálculo da remuneração da madeira utilizada na secagem:

Rm = ( Vms x pm x i ) / Pam

onde:

 Rm = remuneração da madeira na secagem em R$/m3

 Vms = volume de madeira em secagem em m3 (capac. Secagem nominal)

 pm = valor de preço da madeira em R$/m3

 i ; Pam = já definidos acima

Rm = [(3 x 78) x 150,00 x 0,20] / 12.000 = R$0,58/m3

 Cálculo da remuneração de capital(Rc):

Rc = Ri + Rm = 5,48 + 0,58 = R$6,06/m3

Prof. Dr. Ricardo Jorge Klitzke

113

3. CUSTO DE MANUTENÇÃO

M = Ie . im / Pam

onde:

 M = custo de manutenção dos equipamentos e câmara secagem em

 R$/m3

 Ie = Investimento em equipamentos em R$

im= taxa de manutenção de equipamentos - 2% do investimento em

 equipamentos

M = R$329.087,00 . 0,02 / 12.000m3 = R$0,54/m3

4. CUSTO DE MÃO DE OBRA

 Conforme discriminado na Tabela a seguir:

Tabela 12. Mostra custo de mão de obra mensal relativo a operação dos secadores

Discriminação

No
Operário/

Turno

Total
operários

Salário
individual

(R$)

Total por
mês (R$)

 . Operador empilhadeira

 . Controlador das câmaras +

 carregamento/descarregam.

 . Folguista

 . Controlador de caldeira

 . Aux. Serviços gerais

1

1

1

1

1

3

3

2

3

2

500,00

500,00

300,00

500,00

150,00

1500,00

1500,00

600,00

1500,00

300,00

 Soma

 . Encargos sociais(78% Soma)

 TOTAL

- 13 - 5.400,00

4.212,00

9.612,00

Mo = [(St + Enc) x 12meses]/ Pam

onde:

Prof. Dr. Ricardo Jorge Klitzke

114

 Mo = custo de mão de obra em R$/m3

 St = Salário total dos operários em R$/mês

 Enc = encargos totais que representa 78% do salário total em R$/mês

Mo = {[ 5400,00 + 4.212,00)] x 12} / 12000 = R$9,61/m3

5. CUSTO DE ENERGIA PARA OPERAR O SISTEMA DE SECAGEM

 No processo de secagem convencional decorre o uso de dois tipos de

energia: uma elétrica basicamente para acionar o sistema de ventilação nas câmaras; outra

refere-se a térmica que provém da caldeira à lenha em forma de vapor saturado que é

introduzido às câmaras de secagem.

! CUSTO DE ENERGIA ELÉTRICA

 Consumo de energia nos ventiladores:

 Total número de ventiladores = 7 unidades/câmara x 3 câmaras = 21

unidades

 Fator de utilização operacional dos ventiladores = 90% (valor padrão)

Consumo de energia = 21vent. de 5CV = 105CV (1CV = 0,736Kwh) =

77,28Kwh

Consumo de energia anual = 77,28kwh x 24h x 0,90 x 365dias =

609.275,52kw/ano

Consumo de energia elétrica:

 Valor de custo de energia em Curitiba = R$0,257/kw

Ee = (Cev x Ce ) / Pam

onde:

 Ee = custo de energia elétrica em R$/m3

 Cev = Consumo de energia anual em Kw

 Ce = custo de energia elétrica em Manaus em R$/kw

Ee = (609.275,52kw x R$0,157/kw) / 12.000m3 = R$ 7,97/m3

Prof. Dr. Ricardo Jorge Klitzke

115

CUSTO DE ENERGIA TÉRMICA

 Consumo de energia:

 Tempo de funcionamento das câmaras = 24h x 365dias = 8760horas anuais

 Fator de utilização operacional das câmaras = 90%

 Consumo de energia (> fase) = 208.107kcal/h

 Q calor = 208.107kcal/h x 8760h x 0,90 = 1.640.715.588kcal anuais

Calculo do consumo de lenha e/ou resíduos de madeira:

 O poder calorífico médio da lenha e resíduos utilizados é da ordem de

3.000kcal/kg e a massa específica média é de 730kg/m3, tendo como referência a cidade de

Manaus. Estes dados refere a determinação do próprio autor deste projeto.

Massa de lenha e/ou resíduo = 1.640.715.588kcal/3000kcal/kg=546.905kg/ano

 Volume de lenha e/ou resíduo = 546905kg/ano x 730kg/m3 = 749m3 anuais.

Este valor representa um consumo diário de cerca de 3-3,5 estéreo de lenha. Este valor é

inferior a 20% dos resíduos gerados na transformação das madeiras em assoalho ao

considerar um rendimento de 45% em tábuas de assoalho.

Consumo de energia térmica:

O preço médio de aquisição da lenha e/ou resíduos na cidade de Curitiba está por

volta de R$7,00/m3.

Et = Vl x Cl / Pam

onde:

Et = custo de energia térmica em R$/m3

Vl = volume de lenha e/ou resíduos de madeira consumidos anuais em m3

Ce = custo de aquisição de lenha e/ou resíduos de madeira em R$/m3

Et = (749m3/ano x R$7,00/m3) / 12000m3/ano = R$0,44/m3

Prof. Dr. Ricardo Jorge Klitzke

116

CUSTO TOTAL DE ENERGIA
Carregar mais