A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
A proteção internacional dos Direitos Humanos

Pré-visualização | Página 1 de 1

2
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL
FACULDADE DE DIREITO
DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO
PROF.: DR. ELIAS GROSSMANN
A proteção internacional dos Direitos Humanos
DIREITOS HUMANOS NA ESFERA INTERNACIONAL
1.Sistema Universal de Proteção dos DH
 Sistemas Regionais de Proteção dos DH
2.“Trata-se essencialmente de um direito de proteção, marcado por uma lógica própria, e voltado à salvaguarda dos direitos dos seres humanos e não dos Estados.”(CANCADO TRINDADE, Antônio Augusto. Tratado de direito internacional dos direitos humanos, vol.1, p.20)
3.A doutrina começa a reconhecer o surgimento de um direito constitucional internacional, que se ocupa do espaço comum entre o direito constitucional e o direito internacional, a fim de promover a dignidade fundamental do ser humano.(PIOVESAN, Flávia. DH e o direito constitucional internacional, p. 45)
4.“Considerando essencial que os direitos da pessoa sejam protegidos pelo império da lei, para que a pessoa não seja compelida, como último recurso, à rebelião contra a tirania e a opressão; (...)” (Preâmbulo da DUDH 1948) (grifo nosso)
Combinação entre universalização e positivação...
Criação de um corpo normativo internacional de proteção e promoção dos DH. 
Proteção contra a exacerbação do poder estatal.
A mais alta aspiração...
5.“(...) o desprezo e o desrespeito pelos direitos da pessoa resultaram em atos bárbaros que ultrajaram a consciência da Humanidade e que o advento de um mundo em que as pessoas gozem de liberdade de palavra, de crença e liberdade de viverem a salvo do temor e da necessidade foi proclamado como a mais alta aspiração do homem comum.” (Preâmbulo da Declaração Universal de 1948)
6.Um dos propósitos manifestos na CNU: “conseguir uma cooperação internacional pra resolver os problemas internacionais de caráter econômico, social, cultural ou humanitário, e para promover e estimular o respeito aos direitos humanos e às liberdades fundamentais para todos, sem distinção de raça, sexo, língua ou religião.” (Art. 1(3) Carta NU) 
7.“Nós, os povos das Nações Unidas, resolvidos a preservar as gerações vindouras do flagelo da guerra, que por duas vezes, no espaço da nossa vida, trouxe sofrimentos indizíveis à humanidade, e a reafirmar a fé nos direitos fundamentais do homem, da dignidade e no valor do ser humano, na igualdade de direito dos homens e das mulheres (...)” (Preâmbulo da CNU)
8. “Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo (...). Considerando essencial que os direitos da pessoa sejam protegidos pelo império da lei, para que a pessoa não seja compelida, como último recurso, à rebelião contra a tirania e a opressão; (...)” (Preâmbulo da DUDH 1948) (grifo nosso)
9.	
Combinação entre universalização e positivação...
Criação de um corpo normativo internacional de proteção e promoção dos DH 
Proteção contra a exacerbação do poder estatal.
10.Carta Internacional de Direitos Humanos – (Em 1947 a Comissão de DH (vinculada ao Conselho Econômico e Social da ONU)decide utilizar a expressão International Bill of Human Rights para designar um conjunto de documentos...)
Declaração Universal dos Direitos Humanos, 1948 (Aprovada pela Resolução 217, AG da ONU, em Paris, 10.12.1948).
Os dois Pactos Internacionais da ONU de 1966: 
O sobre Direitos Econômicos, Sociais e Culturais (BR: Decreto nº 591, de 06/07/1992)
O sobre Direitos Civis e Políticos (BR:Decreto nº 592, de 06/07/1992)
Primeiro Protocolo Facultativo ao Pacto sobre Direitos Civis e Políticos, de 1966 (1989) – (possibilidade de recebimento de queixas individuais contra Estados)
Primeiro Protocolo Facultativo ao Pacto sobre Direitos Civis e Políticos, de 1966 (1989) – (destinado a abolir a pena de morte)
→ A CIJ (1970) concluiu que as normas do assim chamado International Bill of Human Rights constituem obrigações erga omnes (válida para todos), sendo, portando, sua observação internacionalmente obrigatórias, independentemente da sua subscrição...
Alguns documentos internacionais:
 Convenção Internacional sobre a eliminação de todas as formas de discriminação racial. (AG-ONU, 1965). BR: 1968
Convenção sobre a eliminação de todas as formas de discriminação contra a mulher (AG-ONU, 1979). BR:1984
Convenção contra a tortura e outros tratamentos ou penas cruéis, desumanos ou degradantes (AG-ONU, 1984) BR:1989
Convenção sobre os direitos da criança (AG-ONU, 1989) BR: 1990
11.Sistemas Regionais de Proteção dos DH: Sistema Europeu; Sistema Interamericano; Sistema Africano
12.Sistema Europeu de Proteção dos DH
CONSELHO DA EUROPA → criado em 1949 e conta com 47 Estados membros (www.coe.int)
Convenção de Salvaguarda dos Direitos do Homem e das Liberdades Fundamentais, (mais conhecida como Convenção Europeia dos Direitos do Homem). Assinada sob a égide do Conselho da Europa, em Roma, em 04/11/1950 (entrou em vigor em 03/09/1953).
A Convenção Europeia instituiu dois órgão distintos:
A Comissão Europeia (estabelecida em 1954 e extinta em 1999)
A Corte Europeia → Sede: Strasbourg (França)
 Nº de Estados-partes:47 (2012) (Fonte: http://conventions.coe.int) 
OBS.: O Protocolo n. 11, confere aos indivíduos, grupos de indivíduos e ONGs acesso direito à Corte Europeia, por meio do direito de petição, na hipótese de violação a direito.
13.Sistema Interamericano de Proteção dos DH
ORGANIZAÇÃO DOS ESTADOS AMERICANOS → criada em 1948 e conta com 35 Estados membros (2012) (www.oas.org)
Declaração Americana dos Direitos e Deveres do Homem (Bogotá, 1948)
Convenção Americana de Direitos Humanos (Pacto de San José). (São José da Costa Rica, 1969) Em vigor: 1978.
Meios de proteção:
Comissão Interamericana de DH (sede: Washington) http://www.cidh.oas.org/comissao.htm
Corte Interamericana de DH (sede: San José, Costa Rica) www.corteidh.org.cr Instalada em 1979
14.Sistema Africano de Proteção dos DH
UNIÃO AFRICANA - www.au.int (anteriormente conhecida por Organização da Unidade Africana ) 
Carta Africana dos Direitos Humanos e dos Povos (Carta de Banjul). Assinada em 1981, em Banjul (Gâmbia),
Meios de proteção:
Comissão Africana dos Direitos Humanos e dos Povos. http://www.achpr.org/ Sede: Banjul (Gâmbia).
Corte Africana dos Direitos Humanos e dos Povos. www.african-court.org/en / Sede: Arusha (Tanzânia)
x – x – x – x – x – x – x – x – x - x
15.Tribunal Penal Internacional
Estatuto de Roma (Concluído em Roma, em 17.08.1998. Entrou em vigor em 01.07.2002.
BR:Decreto 4.388, de 25.09.2002.
Sede: Haia (NL)
Competência para julgar:
Crimes de guerra
Crimes contra a humanidade
Crime de Genocídio
Crime de Agressão
16.Tribunais Penais Ad hoc
Tribunal de Nuremberg (1945)
Tribunal Militar de Tóquio (1946)
Tribunal Penal para a ex-Iugoslávia (1993). Resolução CS/ONU: 827 Sede: Haia (NL)
Tribunal de Ruanda. Resolução CS/ONU: 955 Sede: Arusha (Tanzânia)