Direito a Liberdade Pessoal  - Presídio Miguel Castro Castro Vs. Peru
136 pág.

Direito a Liberdade Pessoal - Presídio Miguel Castro Castro Vs. Peru


DisciplinaDireito Internacional5.655 materiais45.407 seguidores
Pré-visualização50 páginas
essa \u201coperação\u201d consistia na transferência das mulheres que se encontravam presas no pavilhão 
1A do Presídio Miguel Castro Castro para a prisão de segurança máxima de mulheres em Chorrillos.43 
As autoridades estatais não informaram sobre a referida transferência ao Diretor do presídio, nem as 
prisioneiras, seus familiares ou advogados.44
197.16. O objetivo real da \u201coperação\u201d não foi a referida transferência das internas, mas um ataque premeditado, 
uma operação projetada para atentar contra a vida e a integridade dos prisioneiros que se encontravam 
nos pavilhões 1A e 4B do Presídio Miguel Castro Castro. Os atos de violência foram dirigidos contra esses 
pavilhões, ocupados no momento dos fatos por internos acusados ou condenados por crimes de terrorismo 
e traição à pátria.45
197.17. A sentença da Câmara Nacional de Terrorismo, de 3 de fevereiro de 2004, a\ufb01 rmou que \u201chá elementos que 
geram suspeita razoável no Colegiado Julgador, quanto a que, por motivo da Operação Mudança Um, teria 
36. Cf. fotogra\ufb01 as do presídio Miguel Castro Castro (expediente de anexos da demanda, anexo 256, folhas 2.796 a 2.823); e mapa do presídio 
Miguel Castro Castro (expediente de anexos da demanda, anexo 254, folhas 2.781 a 2.787). 
37. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo V, 
seção 2.22, As prisões, p. 703, e tomo VII, seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 771 (expediente de anexos 
da demanda, anexo 6, correspondente a um disco compacto); e alegação do Estado durante a audiência pública realizada perante a Corte 
Interamericana em 26 e 27 de junho de 2006. 
38. Cf. Lista de internos presos nos pavilhões 1A e 4B do Presídio Miguel Castro Castro (expediente de apêndice e anexos da demanda, anexos 
13, 14 e 15, folhas 167 a 262); e alegação do Estado durante a audiência pública realizada perante a Corte Interamericana em 26 e 27 de junho 
de 2006. 
39. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 770 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a um 
disco compacto). 
40. Cf. Diversas declarações testemunhais prestadas por internos sobreviventes e familiares de internos sobreviventes e falecidos (expedientes 
de anexos da demanda, anexos entre 82 e 246, folhas entre 1.226 e 2.732); diversos formulários de depoimentos escritos prestados por 
internos sobreviventes e familiares de internos sobreviventes e falecidos (expediente de anexos do escrito de petições e argumentos, anexos 
entre 317 e 412, folhas entre 3.643 e 4.933); depoimento testemunhal prestado por Gaby Balcázar Medina na audiência pública realizada 
perante a Corte Interamericana em 26 e 27 de junho de 2006; e diversos formulários de depoimentos prestados por internos sobreviventes e 
familiares de internos sobreviventes e falecidos (prova presentada pelo outro grupo de representantes das supostas vítimas e seus familiares). 
41. Cf. Ata de inspeção de 14 de abril de 1992 (expediente da tramitação do caso perante a Comissão, tomo I, folha 4.004).
42. Cf. Decreto-Lei N° 25.421, expedido pelo Presidente da República do Peru em 6 de abril de 1992, artigo 2 (expediente de anexos da 
demanda, anexo 7, folha 74).
43. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 771 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a um 
disco compacto). 
44. Cf. Sentença proferida pela Câmara Nacional de Terrorismo da Corte Suprema de Justiça do Peru em 3 de fevereiro de 2004 (expediente 
de anexos da demanda, anexo 274, folha 3.221); e diversas declarações testemunhais prestadas pelas internas sobreviventes (expediente de 
anexos da demanda, anexos entre 83 e 112, folhas entre 1.237 e 1.482). 
45. Cf. Sentença proferida pela Câmara Nacional de Terrorismo da Corte Suprema de Justiça do Peru em 3 de fevereiro de 2004 (expediente 
de anexos da demanda, anexo 274, folha 3.235); e alegação do Estado durante a audiência pública perante a Corte Interamericana, realizada 
em 26 e 27 de maio de 2006. 
142
JURISPRUDÊNCIA DA CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS
sido planejado desde as mais altas esferas do governo [\u2026] a eliminação física dos presos por terrorismo 
que ocupavam os pavilhões Um A e Quatro B\u201d. De 7 a 12 de maio de 1992, as notícias da imprensa referentes 
aos acontecimentos no Presídio Castro Castro relatavam as visitas que o então Ministro do Interior fez ao 
interior do presídio, bem como as reuniões realizadas pelo Conselho de Ministros para avaliar a situação do 
presídio, e a visita de Fujimori no dia 10 de maio de 1992 ao interior desse estabelecimento penitenciário.46
Desenvolvimento da \u201cOperação Mudança 1\u201d: fatos ocorridos entre 6 e 9 de maio de 1992 no Presídio 
Miguel Castro Castro
197.18. A \u201coperação\u201d começou na quarta-feira, 6 de maio de 1992, dia de visita feminina no presídio, razão pela 
qual se encontrava do lado de fora um grande número de familiares, mães, irmãs, esposas e \ufb01 lhos que 
perceberam, de fora, o que ocorreu. Além disso, no domingo, 10 de maio de 1992, comemorava-se o Dia 
das Mães no Peru.47
197.19. Os familiares que se encontravam fora do presídio tentaram obter informação sobre o que estava acontecendo 
dentro do presídio, e qual era o estado de saúde de seus familiares. No entanto, não obtiveram resposta. 
Alguns deles foram xingados e espancados, lhes jogaram água e bombas de gás lacrimogêneo para obrigá-
los a afastar-se do presídio; e, se tentavam subir num morro para poder ver melhor o que acontecia no 
interior da prisão, eram afugentados com disparos.48
197.20. Aproximadamente às 4h00 da quarta-feira, 6 de maio de 1992, efetivos das forças de segurança peruanas 
iniciaram a \u201coperação\u201d. Para tanto, a Polícia Nacional derrubou parte da parede externa do pátio do pavilhão 
1A utilizando explosivos. Ocorreram três detonações sucessivas. Simultaneamente, os efetivos policiais 
tomaram o controle do teto do presídio e abriram buracos, a partir dos quais realizaram disparos com armas 
de fogo.49
197.21. Os agentes estatais, a polícia e o exército utilizaram armas de guerra, explosivos, bombas de gás lacrimogêneo, 
bombas de gás vomitivo e bombas paralisantes contra os internos, desde o início da operação.50 As balas e 
46. Cf. Sentença proferida pela Câmara Nacional de Terrorismo da Corte Suprema de Justiça do Peru em 3 de fevereiro de 2004 (expediente 
de anexos da demanda, anexo 274, folha 3.235); livro \u201cOlho por Olho\u201d, de Humberto Jara (expediente de anexos da demanda, anexo 10, 
folhas 98 e 99); artigo jornalístico intitulado \u201cTerroristas se atrincheran en pabellón y atacan con balas, dinamitazos y ácido\u201d, publicado no 
jornal \u201cLa República\u201d em 7 de maio de 1992 (expediente de anexos da demanda, anexo 45, folhas 1.024 e 1.027); artigo jornalístico intitulado 
\u201cMinistro comprobó estado de rebeldía en el penal\u201d, publicado no jornal \u201cEl Comercio\u201d em 7 de maio de 1992 (expediente de anexos da 
demanda, anexo 46, folhas 1.031); artigo jornalístico intitulado \u201cDurante dieciséis horas saldo de enfrentamiento entre terroristas en Canto 
Grande\u201d, publicado no jornal \u201cExpreso\u201d em 7 de maio de 1992 (expediente de anexos da demanda, anexo 48, folha 1.056); artigo jornalístico 
intitulado \u201cPresidente evaluó con ministros y militares situación en penal\u201d, publicado no jornal \u201cExpreso\u201d em 8 de maio de 1992 (expediente 
de anexos da demanda, anexo 49, folhas 1.063 e 1.064); artigo jornalístico intitulado \u201cPor sucesos en penales Fujimori demanda comprensión 
internacional\u201d, publicado no jornal \u201cEl Nacional\u201d em 11 de maio de 1992 (expediente de anexos da demanda, anexo 59, folhas 1.105 e 1.107); 
artigo