Direito a Liberdade Pessoal  - Presídio Miguel Castro Castro Vs. Peru
136 pág.

Direito a Liberdade Pessoal - Presídio Miguel Castro Castro Vs. Peru


DisciplinaDireito Internacional5.825 materiais45.761 seguidores
Pré-visualização50 páginas
As prisões, p. 703 (expediente de anexos da demanda, 
anexo 6, correspondente a um disco compacto). 
54. Cf. diversas declarações de internos sobreviventes ou de familiares dos internos falecidos (expediente de anexos da demanda, anexos entre 
82 e 241, folhas entre 1.226 e 2.642); Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003, na 
cidade de Lima, Peru, tomo VII, seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 772 (expediente de anexos da demanda, 
anexo 6, correspondente a um disco compacto); declaração testemunhal prestada por Gaby Balcázar Medina na audiência pública perante a 
Corte Interamericana, realizada em 26 e 27 de junho de 2006; e declarações testemunhais escritas prestadas por Madelein Escolástica Valle 
Rivera e Miriam Rodríguez (expediente sobre mérito e eventuais reparações e custas, tomo VII, folhas 2.019 e 2.008). 
55. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, seção 
2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 773 (expediente de anexos do escrito de demanda, anexo 6, correspondente a 
um disco compacto).
56. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação; Lima, CVR, 2003, tomo V, seção 2.22, As prisões, p. 702 e seção 2.68, As 
execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 773 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a um disco compacto); 
e artigo jornalístico intitulado \u201cPabellón de mujeres se comunica por túneles al de hombres\u201d, publicado no jornal \u201cEl Comercio\u201d em 7 de maio 
de 1992 (expediente de anexos da demanda, anexo 46, folha 1.037). 
57. Cf. declarações testemunhais escritas de Daniel Grande Ascue, Miriam Rodríguez Peralta, Gertrudis Silva Breuery e Yolanda Velarde 
González (expediente de anexos da demanda, anexos 128, 95, 97 e 101, folhas 1.707, 1.335, 1.371 e 1.412); declaração testemunhal prestada 
por Gaby Balcázar Medina na audiência pública perante a Corte Interamericana, realizada em 26 e 27 de junho de 2006; e laudo pericial escrito 
apresentado por José Quiroga (expediente sobre mérito e eventuais reparações e custas, tomo VII, folha 2.148). 
58. Cf. artigo jornalístico intitulado \u201cTerroristas se atrincheran en pabellón y atacan con balas, dinamitazos y ácido\u201d publicado no jornal \u201cLa 
República\u201d em 7 de maio de 1992; artigo jornalístico intitulado \u201cMinistro comprobó estado de rebeldía en el penal\u201d, publicado no jornal \u201cEl 
Comercio\u201d em 7 de maio de 1992; artigo jornalístico intitulado \u201cDurante dieciséis horas saldo de enfrentamiento entre terroristas en Canto 
Grande\u201d, publicado no jornal \u201cExpreso\u201d em 7 de maio de 1992 (expediente de anexos da demanda, anexos 45, 46 e 48, folhas 1.027, 1.031 e 
1.056). 
59. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, seção 
2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 774 (expediente de anexos do escrito da demanda, anexo 6, correspondente a 
um disco compacto); e relatório da Promotora Mirtha Campos, ofício N° 142-92-1-OFPPL-MP, de 5 de junho de 1992, dirigido à Promotoria 
da Nação (expediente de anexos da demanda, anexo 12, folha 131).
144
JURISPRUDÊNCIA DA CORTE INTERAMERICANA DE DIREITOS HUMANOS
197.27. Os presos que tinham algum conhecimento médico ou de enfermaria instalaram, no pavilhão 4B, um dispensário 
improvisado para atender às cerca de 70 pessoas feridas.60 Os ataques continuaram o resto do dia.61
197.28. Segundo artigos jornalísticos publicados em 7 e 8 de maio de 1992, ao \ufb01 nal do dia 6 de maio de 1992, o 
então presidente da república, Alberto Fujimori, reuniu-se nas instalações do Comando General do Exército, 
conhecido como \u201cPentagonito\u201d, com o Conselho de Ministros e autoridades policiais e militares, para avaliar 
a situação do presídio.62
197.29. No segundo dia, 7 de maio de 1992, membros da Coordenadoria Nacional de Direitos Humanos e familiares 
dos presos tentaram entrar no presídio e dialogar com os internos, mas foram obrigados pela polícia a 
distanciar-se do local. Os agentes policiais \ufb01 zeram advertências aos internos, persuadindo-os a sair dos 
pavilhões \u201cde quatro em quatro e com as mãos para o alto\u201d, pedido que não foi atendido.63
197.30. Conforme salientaram o Relatório Final da CVR e vários artigos jornalísticos, naquele mesmo dia o Presidente 
Alberto Fujimori Fujimori se reuniu novamente com o Conselho de Ministros e autoridades policiais e 
militares no \u201cPentagonito\u201d para avaliar a situação do presídio. Essas fontes informaram que, entre outras 
ações imediatas, foi proibida a presença nos arredores do presídio de organismos de direitos humanos e se 
dispôs o corte de energia, água e alimentos para os internos, além do aumento dos ataques com armas de 
fogo e explosivos.64
197.31. À tarde, efetivos policiais e membros das Forças Armadas intensi\ufb01 caram os ataques contra o pavilhão 4B, 
utilizando granadas, metralhadoras e bombas de gás lacrimogêneo.65
197.32. Em 8 de maio de 1992, terceiro dia da \u201coperação\u201d, os efetivos policiais, juntamente com o Exército, 
continuaram o ataque com foguetes disparados dos helicópteros, fogo de morteiro e granadas.66
197.33. Uma delegação de internas saiu dos pavilhões para conversar com a Promotora Mirtha Campos, retornando 
só uma delas para comunicar os acordos. Como parte das negociações, aproximadamente 30 internos feridos 
saíram da área do \u201cgalinheiro\u201d do pavilhão 4B para serem levados ao hospital, o que não foi cumprido, sendo 
mantidos ao ar livre e imóveis.67
197.34. Houve várias tentativas de negociação entre delegados dos internos e autoridades do Estado, mas não 
conseguiram chegar a um acordo, pois os internos exigiam a presença da Cruz Vermelha, da Comissão 
Interamericana de Direitos Humanos e de seus advogados e familiares, para a transferência para outros 
presídios, bem como o atendimento médico imediato dos feridos, que até aquele momento tinham sido 
auxiliados pelos próprios presos, que jogavam remédios de outros pavilhões. Por sua vez, o Estado exigia a 
60. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, seção 
2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 775 (expediente de anexos do escrito da demanda, anexo 6, correspondente a 
um disco compacto); e declaração testemunhal escrita de Pascual Utia Lozano (expediente de anexos da demanda, anexo 130, folha 1.724).
61. Cf. Relatório Final, Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, seção 
2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 773 (expediente de anexos do escrito da demanda, anexo 6, correspondente a 
um disco compacto). 
62. Cf. artigo jornalístico intitulado \u201cTerroristas se atrincheran en pabellón y atacan con balas, dinamitazos y ácido\u201d, publicado no jornal \u201cLa 
República\u201d em 7 de maio de 1992; e artigo jornalístico intitulado \u201c600 senderistas se \u2018atrincheran\u2019 en pabellón de hombres\u201d, publicado no jornal 
\u201cExpreso\u201d em 8 de maio de 1992 (expediente de anexos da demanda, anexos 45 e 49, folhas 1.024 e 1.063). 
63. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 776 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a um 
disco compacto). 
64. Cf. Relatório Final, Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, seção 
2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 776 (expediente de anexos do escrito da demanda, anexo 6, correspondente 
a um disco compacto); reportagem intitulada \u201cOperativo Mudanza 1 Visto de Cerca\u201d, publicada na revista \u201cCaretas\u201d em