Direito a Liberdade Pessoal  - Presídio Miguel Castro Castro Vs. Peru
136 pág.

Direito a Liberdade Pessoal - Presídio Miguel Castro Castro Vs. Peru


DisciplinaDireito Internacional5.682 materiais45.500 seguidores
Pré-visualização50 páginas
11 de maio de 1992 
(expediente de anexos da demanda, anexo 267, folha 3.048); artigo jornalístico intitulado \u201c600 senderistas se \u2018atrincheran\u2019 en pabellón de 
hombres\u201d, publicado no jornal \u201cExpreso\u201d em 8 de maio de 1992; e reportagem intitulada \u201cCanto Grande Por Dentro\u201d, publicada na revista 
\u201cCaretas\u201d em 18 de maio de 1992 (expediente de anexos da demanda, anexos 49 e 26, folhas 1.063 e 372). 
65. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 776 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a 
um disco compacto); e declarações testemunhais escritas de Marisol Morán Cascire, Margot Lourdes Liendo Gil e Elena Morote Durand 
(expediente de anexos da demanda, anexos 91, 85 e 92, folhas 1.307, 1.260 e 1.318). 
66. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 777 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a um 
disco compacto). 
67. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 777 e 778, e tomo V, seção 2.22, As prisões, p. 703 (expediente de anexos 
da demanda, anexo 6, correspondente a um disco compacto); declarações testemunhais escritas de Fiorella Montaño, Madeleine Valle Rivera, 
Carlos Manuel Torres Mendoza e Pascual Utia Lozano (expediente de anexos da demanda, anexos 86, 100, 125 e 130, folhas 1.269, 1.408, 
1.682 e 1.725); e declaração testemunhal escrita apresentada por Eva Challco (expediente sobre mérito e eventuais reparações e custas, tomo 
VIII, folha 2.266). 
145
DIREITO À LIBERDADE PESSOAL - CASO DO PRESÍDIO MIGUEL CASTRO CASTRO VS. PERU
rendição dos internos sem condições e sua saída do pavilhão 4B, deixando no interior os feridos e os mortos 
para que fossem atendidos mais tarde.68
197.35. O Estado recusou expressamente o oferecimento de intervenção da Cruz Vermelha Internacional, da 
Comissão Interamericana de Direitos Humanos, da Comissão Episcopal de Ação Social e da Coordenação 
Nacional de Direitos Humanos, cujos representantes se encontravam fora do presídio.69 Também negou 
auxílio a muitos internos gravemente feridos.70
197.36. Em 9 de maio de 1992, último dia da \u201coperação\u201d, às 6h, retomou-se com maior intensidade o ataque contra o 
pavilhão 4B, com mais granadas, disparos, explosões e incêndios que provocaram vários mortos e feridos.71
197.37. Aproximadamente às 18h00 daquele mesmo dia, os presos anunciaram aos agentes estatais que iam 
sair e pediram que parassem de atirar. Grupos de internos desarmados, compostos principalmente por 
pessoas identi\ufb01 cadas como membros da direção do Sendero Luminoso, saíram do pavilhão, momento em 
que foram atingidas pelas rajadas de balas disparadas pelos agentes estatais. A maioria desses internos 
morreu. Posteriormente, um grande número de internos saiu do pavilhão 4B andando rapidamente. Os 
agentes de segurança do Estado dispararam indiscriminadamente nos internos e em diferentes partes do 
corpo, inclusive quando já estavam feridos no chão. Em seguida, entre gritos e xingamentos, a polícia 
separou os homens das mulheres e os abrigou a deitar de bruços nas áreas conhecidas como \u201cterra de 
ninguém\u201d e \u201cadmissão\u201d.72
197.38. Quando os internos se encontravam sob o controle das autoridades estatais, alguns foram separados do 
grupo e executados por agentes estatais.73 Um dos cadáveres apresentava mutilações e marcas de tortura.74
197.39. A maioria dos internos vítimas mortais apresentava entre três e 12 perfurações de bala na cabeça e no 
tórax.75
197.40. Durante os acontecimentos de 6 a 9 de maio de 1992, um policial morreu em consequência do impacto de 
projéteis de arma de fogo na cabeça e no tórax; e \ufb01 caram feridos aproximadamente nove efetivos policiais.76
68. Cf. declarações testemunhais escritas de Marisol Morán Cascire, Sabina Quispe Rojas, María Saire Heredia, Margot Lourdes Liendo Gil 
e Fiorella Concepción Montaño Freire (expediente de anexos da demanda, anexos 91, 82, 83, 85 e 86, folhas 1.307, 1.227, 1.228, 1.239, 
1.240, 1.231 e 1.270); e Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de 
Lima, Peru, tomo VII, seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 778 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, 
correspondente a um disco compacto). 
69. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 786 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a um 
disco compacto); e Relatório do Presidente da Comissão Interamericana sobre sua visita ao Peru em 11 e 12 de maio de 1992 (expediente de 
anexos da demanda, anexo 41, folha 987). 
70. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 786 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a um 
disco compacto). 
71. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 778 e 779 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente 
a um disco compacto). 
72. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 780 a 782 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a 
um disco compacto); declarações testemunhais escritas de Luis Angel Pérez Zapata, Egdar Galán Martínez, Glicerio Aguirre Pacheco, Madeleine 
Valle Rivera, Miguel Enrique Cruz Suaña e Hernán Collazos Roja (expediente de anexos da demanda, anexos 114, 157, 229, 100, 142 e 222, 
folhas 1.503, 1.987, 2.545, 1.407, 1.848 e 2.502); e declaração testemunhal prestada por Gaby Balcázar Medina na audiência pública perante 
a Corte Interamericana, realizada em 26 e 27 de junho de 2006. 
73. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo V, 
seção 2.22, As prisões, p. 703 e 704, e tomo VII e seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p. 782 a 784 (expediente 
de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a um disco compacto); boletim policial No 121-04-DIRINCRI PNP/DIVIHOM-DEPINLES.
GOP, da Polícia Nacional do Peru, Divisão de Homicídios (expediente de anexos do escrito de contestação da demanda, folha 5.207); e 
declarações testemunhais escritas de Carlos Manuel Torres Mendoza, Pablo Carranza Retuerto, Rafael Evaristo Fernandez e Crisineo Neira 
Torres (expediente de anexos da demanda, anexos 125, 127, 131 e 138, folhas 1.683, 1.698, 1.742 e 1.803). 
74. Cf. Relatório Final da Comissão da Verdade e Reconciliação, CVR, \ufb01 rmado em 27 de agosto de 2003 na cidade de Lima, Peru, tomo VII, 
seção 2.68, As execuções extrajudiciais no presídio Canto Grande, p.784 (expediente de anexos da demanda, anexo 6, correspondente a um 
disco compacto); e declaração testemunhal prestada por Julia Peña Castillo na audiência pública perante a Corte Interamericana, realizada em 
26 e 27 de junho de 2006. 
75. Cf. laudos de necropsia (expediente de anexos da demanda, anexo 278, folhas 3.285 a 3.324); laudos periciais forenses (expediente de 
anexos da demanda, anexo 279, folhas 3.326 a 3.384); e relatórios periciais de balística forense (expediente de anexos