História do Design Gráfico - Philip B. Meggs e Alston W. Purvis
361 pág.

História do Design Gráfico - Philip B. Meggs e Alston W. Purvis


DisciplinaHistória do Design Gráfico247 materiais30.943 seguidores
Pré-visualização50 páginas
história do design gráfico
philip B. Meggs e alston W. purvis
tradução cid knipel
 1 A invenção da escrita, 18
 2 Alfabetos, 34
 3 A contribuição asiática, 50
 4 Manuscritos iluminados, 63
 5 A impressão chega à Europa, 90
 6 O livro ilustrado alemão, 105
 7 O design gráfico do Renascimento, 125
 8 Uma época de genialidade tipográfica, 153
 9 O design gráfico e a Revolução Industrial, 174
 10 O movimento arts and crafts e seu legado, 215
 11 Art nouveau, 243
 12 A gênese do design do século xx, 284
 13 A influência da arte moderna, 314
 14 Modernismo figurativo, 344
 15 Uma nova linguagem da forma, 372
 16 A Bauhaus e a Nova Tipografia, 402
 17 O movimento modernista nos Estados Unidos, 435
 18 O Estilo Tipográfico Internacional, 462
 19 A Escola de Nova York, 484
 20 Identidade corporativa e sistemas visuais, 522
 21 A imagem conceitual, 547
 22 Visões nacionais em um diálogo global, 578
 23 O design pós-moderno, 600
 24 A revolução digital e o futuro, 626
A era da informação
O design gráficO nA AldeiA glObAl
A
C
D
E
B
Prefácio, 7
Prefácio à primeira edição, 10
Agradecimentos, 11
Epílogo, 676
Bibliografia, 677
Índice remissivo, 698
Créditos das imagens, 714
Sobre os autores, 717
Prólogo ao design gráfico
A mensAgem visuAl dA Pré-HistóriA à idAde médiA
um renascimento impresso
As Origens dA tiPOgrAfiA eurOPeiA
A ponte para o século xx
A revOluçãO industriAl: O imPActO dA nOvA tecnOlOgiA nA cOmunicAçãO visuAl
O período modernista
O design gráficO nA PrimeirA metAde dO séculO xx
7 
Prefácio
Philip B. Meggs caracterizou a primeira edição de História do design gráfico como 
uma tentativa de \u201cdocumentar a evolução do design gráfico\u201d e como \u201co diário 
pessoal de descoberta do autor, compilado durante dez anos de pesquisa\u201d. Nas 
edições posteriores, a pesquisa se estenderia mais de trinta anos e se tornaria pro-
gressivamente abrangente e refinada.
Diversas perspectivas podem ser adotadas para enfocar o desenvolvimento 
do design gráfico: examinar suas características visuais, considerar sua interfe-
rência na economia, analisar as ligações que ele estabelece com seu público e, 
por último, acompanhar o impacto da tecnologia. Embora os aspectos visuais 
do design gráfico sejam obviamente importantes, também devemos analisar as 
teorias dos designers, o efeito de seu trabalho sobre o público e o significado das 
formas e suas relações sintáticas. Métodos convencionais de pesquisa da história 
da arte são inadequados para tratar a história relativamente recente e complexa 
do design gráfico. Concentrar a abordagem em cada um dos designers e em seus 
principais trabalhos ou situá-los sistematicamente em escolas ou movimentos 
não atende completamente a nossos objetivos. Novos avanços muitas vezes são 
estimulados por mudanças na tecnologia, tais como a invenção dos tipos móveis 
ou da litografia. O intercâmbio criativo entre os designers também tem desem-
penhado o seu papel, e isso se aplica particularmente hoje, com a internet como 
meio de comunicação.
Era inevitável que minhas preferências pessoais e as de Philip B. Meggs influ-
íssem na escolha das imagens, mas grande esforço foi feito para transferir nossas 
predileções estéticas para outros campos. Idealmente, as escolhas se pautaram 
pelo quanto um determinado trabalho é representativo de uma ideia, um conceito 
ou uma tendência, mesmo quando outros exemplos podiam ser considerados de 
qualidade superior. Outros fatores condicionantes de nossas escolhas foram os 
obstáculos à obtenção de direitos de publicação ou reproduções fotográficas ade-
quadas, e certos trabalhos simplesmente chegaram tarde demais e não puderam 
entrar no cronograma de produção do livro.
Embora na história do design haja momentos em que surge uma produção 
coletiva que desafia sua atribuição a determinado autor, também houve certos 
designers que nitidamente trilharam novos caminhos, com formas tipográficas 
expressivas e métodos originais para apresentar informações. Um dos objetivos 
de História do design gráfico foi documentar as inovações na área e os personagens 
que influenciaram sua contínua evolução. A tentativa de isolar os mais importan-
tes, especialmente os das duas últimas décadas, revelou-se uma tarefa desafiadora 
e instigante. Por \u201cimportantes\u201d entendam-se aqueles que não só produziram um 
trabalho notável, mas que também fizeram uma contribuição significativa à evo-
lução do design. 
A questão sobre o que distingue um mestre de seus colegas talentosos é com-
plexa e desconcertante. É preciso que ele tenha uma visão estética distinta, um 
repertório visual instantaneamente identificável e uma metodologia única que 
8 9 
transcenda o processo de resolução de problemas. Sem dúvida alguns foram ne-
gligenciados, mas houve um esforço consciente de evitar essas omissões. A his-
tória julgou para nós os grandes mestres dos períodos anteriores. As ideias e re-
alizações inovadoras desses designers resistiram ao teste do tempo e ainda hoje 
continuam a nos animar e inspirar. 
O design gráfico da última década, porém, é uma arena mais complexa, com um 
campo de atuação muito mais nivelado. As fronteiras entre várias disciplinas visuais 
também passaram a ser cada vez mais indistintas. A atribuição de autoria igualmente 
se tornou mais complexa. Sobretudo no século anterior, a maioria dos designers pro-
duziu centenas e até milhares de publicações trabalhando em empresas com rotati-
vidade de colegas e estagiários. Tais trabalhos são o produto de vários indivíduos e 
nem sempre é viável atribuir o crédito a todos os envolvidos numa tarefa.
O banquete visual que é o design gráfico se torna mais farto à medida que o 
tempo passa. Apresentar um relato definitivo da produção contemporânea será 
sempre uma tarefa trabalhosa, já que esse capítulo inevitavelmente não terá fim. 
Como escreveu o filósofo R. G. Collingwood em 1924: \u201cA história contemporânea 
constrange o escritor não só porque ele sabe demais, mas também porque o que 
ele sabe é de difícil digestão, desconectado e fragmentado. É somente após refle-
xão atenta e prolongada que começamos a entender o que foi essencial e impor-
tante, a compreender por que as coisas aconteceram de determinada forma, e a 
escrever história em vez de notícias\u201d.
A maioria dos trabalhos incluídos na História do design gráfico espelha apenas 
uma fração diminuta do que foi produzido em certo período. Em grande parte, 
as imagens representam escolas, movimentos, estilos ou abordagens individuais, 
e raramente existem peças mostrando o ápice de um designer. Em um levanta-
mento como este pode-se apresentar a obra dos designers somente em determi-
nado estágio de sua carreira e não seu desenvolvimento total. Os leitores que dese-
jarem uma descrição mais integral de algum aspecto da história aqui apresentada 
devem consultar a bibliografia no final deste livro.
Este livro nunca pretendeu ser uma enciclopédia histórica completa, já que 
isso exigiria muito mais que um volume. Em vez disso, tentamos fornecer uma 
visão ampla de estágios e feitos notáveis da área. Ao decidir o que incluir, um crité-
rio foi o quanto, ao longo dos séculos, determinadas culturas, movimentos, obras 
e indivíduos influenciaram aquilo que o design gráfico se tornou. Hoje o campo 
é muito mais amplo que no passado e abrange disciplinas emergentes como o 
design em movimento, a comunicação ambiental e as novas mídias. As limitações 
de espaço impediram uma exploração meticulosa dessas áreas novas e instigan-
tes. Embora o design gráfico esteja estreitamente ligado à ilustração, fotografia, 
imprensa e tecnologia da informação, não foi possível incluir um exame extenso 
dessas áreas afins em um só volume.
Tal como acontece com todo trabalho dessa magnitude, algumas figuras e tó-
picos fundamentais foram
Thalita
Thalita fez um comentário
Gostaria muito que me enviassem o PDF do Livro, desde já agradeço ! Thalyv3@gmail.com
0 aprovações
Rhanna
Rhanna fez um comentário
Muito obrigado <3
0 aprovações
gustavo
gustavo fez um comentário
Começei a faculdade de design e preciso fazer uma apresentacao sobre este livro, poderia me enviar o pdf?? Gustavovonmann@gmail.com
0 aprovações
vika
vika fez um comentário
Sou estudante de design grafico e tbm gostaria do pdf.. vitoriats1@hotmail.com
0 aprovações
Carregar mais