O INCENTIVO À LEITURA NAS SÉRIES INICIAIS

Disciplina:Projeto Educativo4 materiais44 seguidores
Pré-visualização1 página
O INCENTIVO À LEITURA NAS SÉRIES INICIAIS.

Trabalho de projeto de intervenção, apresentado ao curso de pedagogia da Faculdade da Amazônia como requisito avaliativo da disciplina projetos educacionais sob a orientação da Prof.ª Carina Malta.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO.........................................................................................5
PROBLEMA..............................................................................................6
JUSTIFICATIVA........................................................................................7
OBJETIVO GERAL E ESPECÍFICO.........................................................8
MÉTODO..................................................................................................9
REVISÃO BIBLIOGRAFICA...................................................................10
RECURSOS NECESSÁRIOS.................................................................12
 PARTICIPANTES
 MATERIAIS
 INSTRUMENTOS
CRONOGRAMA......................................................................................13
ORÇAMENTO.........................................................................................14
 REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA..........................................................15
 ANEXO..................................................................................................16

1-INTRODUÇÃO

Acredita-se que o processo de leitura, precisa ser proporcionado com êxito, desde o início da educação formal, para que haja um bom desenvolvimento e aprendizagem da criança, o mesmo deve acontecer de forma prazerosa, dinâmica e atraente, sem robotizar, propor por meio do lúdico e assim respeitar cada fase da criança, fazendo a mediação para o desenvolvimento desse processo.

De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. N° 9.394.

Art 2º a educação, dever da família e do estado, inspirado nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

Sendo a leitura de suma importância para se alcançar tais finalidades da educação, já que a mesma ajuda abrir horizontes e tornar a pessoa um ser crítico, capaz de ressignificar e produzir conhecimento e assim conquistar seu espaço em vários sentidos na sociedade e sendo colaborador para uma sociedade melhor.

2- PROBLEMA

Quantidade versus qualidade das obras;
Falta de bom tempo investido nas vivencias com a leitura;
Professores também precisam se formar bons leitores;

3- JUSTIFICATIVA

O presente trabalho visa discutir os desafios de se trabalhar a leitura na alfabetização, haja visto que sabe- se o resultado geral do Brasil, de como se está a competência leitora de nossos alunos das series iniciais e este resultado é preocupante, sabendo que as demais situações da aprendizagem dependem da leitura para serem desenvolvidas e que se a mesma não for trabalhada na alfabetização de forma adequada irá gerar desconforto nos demais anos de escolaridade
OBJETIVO GERAL
Criar estratégias para se trabalhar a leitura na alfabetização de forma agradável, prazerosa, dinâmica e possível ao professor.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Formular e aplicar a avaliação diagnóstica para analisar o nível da escrita da criança.
Estimular a leitura por meio de atividades lúdicas.
Sensibilizar alunos e toda a comunidade sobre a importância da leitura prazerosa.
Estimular o gosto pela leitura vivenciando emoções, fantasias e imaginação.
Desenvolver as capacidades das habilidades linguísticas: falar, escutar, ler e escrever.
Propor situações de pratica leitora, com os diferentes tipos de gêneros textuais.

5- MÉTODO

Será utilizada a abordagem sócio - interacionista, permitindo que a criança tenha oportunidade de construir sua aprendizagem com as intervenções pertinentes. Desta maneira proporcionar as crianças um ambiente itinerante com livros, ler para elas, apresentar a elas diversos estilos literários para que esta se interesse por leitura, apresentar jogos com palavras, para que haja aprendizagem de forma lúdica. Incentivar a criança a escrever suas próprias histórias e também construir letras, sílabas, frases, por meio do alfabeto móvel.
 

6- REVISÃO BIBLIOGRAFICA

Quantidade versus qualidade das obras; é na escola que a maioria dos alunos terá o seu primeiro contato e, em muitos casos, o único com a literatura. Desta maneira a importância de assegurar que essa aproximação seja feita por meio de livros da mais alta qualidade.
Falta de bom tempo investido nas vivencias com a leitura; o professor precisa ter a rotina semanal planejada, isso não quer dizer que não pode ser flexível, porém todo professor precisa do seu norte de trabalho, para assim desenvolver seus objetivos, a leitura precisa fazer parte da rotina diária de uma sala de aula, de uma escola, e da vida do aluno, elaborar estratégias possíveis para que a leitura seja parte do cotidiano da criança na alfabetização é papel do professor desenvolver tais estratégias, como leitura de vários gêneros literários,
Professores também precisam se formar bons leitores; só se pode solicitar de alguém, algo que você é o exemplo, pelo menos isto é o ético, e como será um bom alfabetizador se não tem o habito da leitura?

7- RECURSOS NECESSÁRIOS
7.1 PARTICIPANTES
Equipe acadêmica
Professor
Alunos
Familiares

7.2 MATERIAIS
Papel A4
Papelão
Cola de isopor
Impressão
Livros
HQ’s
Revistas
Jornais
Rótulos
Fio
Tesoura
Papel 40 quilos

7.3 INSTRUMENTOS
Caixa de som
Pen drive
 
 

8- CRONOGRAMA DE AÇÕES
Divulgação do projeto, por meio folder.
Arrecadação de livros com a comunidade escolar.
Varal de Livros.
Hora do conto e reconto.
O uso do alfabeto móvel.

9 -ORÇAMENTO
O projeto proposto terá um custo estimado de R$ 100,00.

10- REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICO.
http://novaescola.org.br/conteudo/338/emilia-ferreiro-estudiosa-que-revolucionou-alfabetização.
http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/livro02.pdf.
http://pne.mec.gov.br/
LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: Lei nº 9.394, 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. -8. ed. -Brasília: Câmara dos Deputados, Edições Câmara,2013.

ANEXOS