QUESTIONÁRIO UNIDADE I - COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO
9 pág.

QUESTIONÁRIO UNIDADE I - COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO

Disciplina:Comunicação e Expressão4.218 materiais54.796 seguidores
Pré-visualização2 páginas
 Pergunta 1
0,5 em 0,5 pontos

Dentro do conhecimento da língua, há o conhecimento do léxico. Indique a expressão

em que o numeral indica quantidade:

Resposta Selecionada: c.
 Dois litros.

Respostas: a.
 Revólver trinta e oito.

b.
 Gol mil.

c.
 Dois litros.

d.
 Ouro dezoito

e.
 Álcool noventa.

Feedback da

resposta:

Correta: “c”. O numeral é definido como a palavra que indica
quantidade (ordem, fração), mas nós o empregamos em outros
sentidos, como vemos nas outras alternativas.

 Pergunta 2
0,5 em 0,5 pontos

Em uma situação formal de comunicação, o conhecimento linguístico é estabelecido

pela padronização culta da língua. Assim, em qual das expressões abaixo o nível

morfológico atende ao padrão culto da língua?

Resposta

Selecionada:
d.

 Os relatórios estão complexos e completos.

Respostas: a.
 Já é três horas. A reunião começará.

b.
 Na fabricação dos pipas, o colorido é fundamental para as

crianças.

c.
 As minuta estão pronta.

d.
 Os relatórios estão complexos e completos.

e.
 Abundamento de vendas de pipas.

Feedback

da

resposta:

Correta: “d”. Em situações formais, o texto precisa atender à situação
comunicacional e ser feito segundo a língua padrão culta. Por isso, a
expressão adequada é aquela que atende à concordância entre as
palavras. A expressão “é três horas” deveria ser: “são três horas”;
“fabricação dos pipas” deveria ser: “fabricação das pipas”; “As minuta
estão pronta” deveria ser: “As minutas estão prontas”; “abundamento”
deveria ser: “abundância”.

 Pergunta 3
0,5 em 0,5 pontos

Leia o poema:
Cidadezinha qualquer

Casas entre bananeiras

mulheres entre laranjeiras

pomar amor cantar.

Um homem vai devagar.

Um cachorro vai devagar.

Um burro vai devagar.

Devagar... as janelas olham.
Eta vida besta, meu Deus.
ANDRADE, Carlos Drummond de. Antologia poética. Rio de Janeiro: Record, 1980.

Sobre a segunda estrofe do poema, consideramos correta a seguinte afirmação:

Resposta

Selecionada:
b.

 A estrutura sintática é repetida três vezes (“Um homem vai

devagar/Um cachorro vai devagar/Um burro vai devagar”),

mostrando a mesmice da cidade.

Respostas: a.
 A descrição da cidade monótona e a estrutura sintática do poema

não têm relação, ou seja, o assunto é independente da estrutura no

texto.

b.
 A estrutura sintática é repetida três vezes (“Um homem vai

devagar/Um cachorro vai devagar/Um burro vai devagar”),

mostrando a mesmice da cidade.

c.
O efeito seria o mesmo se as três orações se tornassem uma só:

um homem, um burro e um cachorro vão devagar.

d.
 A repetição sintática é desvinculada do conteúdo do poema.

e.
 A repetição sintática ocorre apenas para mostrar os diferentes

sujeitos (“homem/ burro/cachorro”) do texto.

Feedback

da

resposta:

Correta: “b”. O poeta descreve uma cidade, deixando clara sua opinião
sobre ela. Para o poeta, a cidade é monótona, sempre com os mesmos
eventos. Para reforçar a repetição de eventos, o autor organiza as
frases da segunda estrofe também com repetição. Assim, o assunto do
texto e a sua organização sintática são reflexos um do outro no poema
em questão.

 Pergunta 4
0,5 em 0,5 pontos

Leia os poemas abaixo para indicar a resposta correta.
Quadrilha

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi para os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,

Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.
ANDRADE, Carlos Drummond de. Antologia poética. Rio de Janeiro: Record, 1980.

Quadrilha da sujeira

João joga um palitinho de sorvete na

rua de Teresa que joga uma latinha de

refrigerante na rua de Raimundo que

joga um saquinho plástico na rua de

Joaquim que joga uma garrafinha

velha na rua de Lili.
Lili joga um pedacinho de isopor na

rua de João que joga uma embalagenzinha

de não sei o que na rua de Teresa que

joga um lencinho de papel na rua de

Raimundo que joga uma tampinha de

refrigerante na rua de Joaquim que joga

um papelzinho de bala na rua de J. Pinto

Fernandes que ainda nem tinha

entrado na história.
AZEVEDO, Ricardo. Você diz que sabe muito, borboleta

sabe mais! São Paulo: Moderna, 2007.

I. Apesar do título e dos nomes semelhantes, não existe intertextualidade na relação

entre os dois poemas, uma vez que o texto de Azevedo não recupera tematicamente o

poema de Drummond.
II. Azevedo trata de uma problemática da nossa sociedade: a falta de cuidado com o

planeta ao criarmos muito lixo.
III. Ambos os poemas têm a mesma estrutura na distribuição das frases.

Resposta Selecionada: e.
 A II e a III estão corretas.

Respostas: a.
 Apenas a I está correta.

b.
 Apenas a II está correta.

c.
 Apenas a III está correta.

d.
 A I e a II estão corretas.

e.

 A II e a III estão corretas.

Feedback

da

resposta:

Correta: “e”. A intertextualidade (relação entre textos) ocorre no poema
de Azevedo que, de forma explícita, faz referência ao poema de
Drummond por meio do título, dos nomes dos personagens, da
estrutura poética. A intertextualidade não é cópia; o texto posterior
sempre apresenta algo novo. No caso do texto de Azevedo, este
recorre ao texto anterior (de Drummond) para contextualizá-lo com um
tema da atualidade: o lixo.

 Pergunta 5
0,5 em 0,5 pontos

Para ler e produzir um texto, são necessários alguns conhecimentos, tais como:
I. Conhecimento linguístico, que é saber ouvir/falar, ler/escrever com base em uma

língua;

II. Conhecimento de mundo, que consiste em saber assuntos que nos rodeiam;
III. Conhecimento interacional, que consiste em saber como e em que situação um

texto pode ser veiculado.

Resposta Selecionada: a.
 Todas as afirmações estão corretas.

Respostas: a.
 Todas as afirmações estão corretas.

b.
 Apenas a I está correta.

c.
 Apenas a II está correta.

d.
 Apenas a III está correta.

e.
 A I e a II estão corretas.

Feedback da

resposta:

Correta: “a”. Para ler e escrever um texto, precisamos de
conhecimentos básicos, como o da língua (seja portuguesa,
espanhola etc.), de mundo e interacional.

 Pergunta 6
0,5 em 0,5 pontos

A tirinha abaixo é de autoria do paulistano Salvador. Sobre ela, afirmamos:

I. Trata-se de um texto claro, sem nenhum tipo de dupla interpretação.

II. O texto é polissêmico, uma vez que a palavra “rede” assume dois significados no
texto: lugar de descanso e ferramenta virtual.

III. Não existe polissemia no texto devido ao emprego do termo específico “AOL” em
relação ao termo rede.

Resposta Selecionada: b.
 Apenas a II é correta.

Respostas: a.
 Apenas a I é correta.

b.
 Apenas a II é correta.

c.
 Apenas a III é correta.

d.
 A II e a III estão corretas.

e.
 Todas as afirmações estão corretas.

Feedback da

resposta:

Correta: “b”. O termo “rede”, no texto, tem dois sentidos e, por isso,
torna o texto polissêmico, ou seja, o leitor
Sara Oliveira fez um comentário
  • d. Os relatórios estão complexos e completos
    0 aprovações
    Helena Yassine fez um comentário
  • Em uma situação formal de comunicação, o conhecimento linguístico é estabelecido pela padronização culta da língua. Assim, em qual das expressões abaixo o nível morfológico atende ao padrão culto da língua?
    1 aprovações
    Carregar mais