3Relações Humanas - Hawthorne
7 pág.

3Relações Humanas - Hawthorne


DisciplinaAdministração101.462 materiais759.698 seguidores
Pré-visualização1 página
A EXPERIÊNCIA DE HAWTHORNE 
\u2022 CONSELHO NACIONAL DE PESQUISAS INICIA EM 1927 
UMA EXPERIÊNCIA NA WESTERN ELETRIC COMPANY 
COORDENADA POR ELTON MAYO 
\u2022 FÁBRICA NO BAIRRO DE HAWTHORNE PARA 
MONTAGEM DE RELÉS DE TELEFONE (TAREFAS 
SIMPLES E REPETITIVAS) 
\u2022 OBJETIVO: RELAÇÃO ENTRE A INTENSIDADE DA 
ILUMINAÇÃO E A EFICIÊNCIA DOS OPERÁRIOS 
(PRODUÇÃO) 
\u2022 ESTENDEU-SE AO ESTUDO DA FADIGA, DOS ACIDENTES 
DE TRABALHO, DA ROTATIVIDADE DE PESSOAL E 
CONDIÇÕES FÍSICAS DO TRABALHO SOBRE A 
PRODUTIVIDADE 
\u2022 DESCOBERTA: VARIÁVEIS DE NATUREZA PSICOLÓGICA 
1a FASE DA EXPERIÊNCIA 
\u2022 ESCOLHIDOS DOIS GRUPOS DE OPERÁRIAS REALIZANDO O 
MESMO TRABALHO NAS MESMAS CONDIÇÕES; 
\u2022 GRUPO DE CONTROLE: INTENSIDADE DE LUZ CONSTANTE 
\u2022 GRUPO DE OBSERVAÇÃO: INTENSIDADE VARIÁVEL 
\u2022 OBJETIVO: MEDIR O RENDIMENTO 
\u2022 RESULTADOS: NENHUMA RELAÇÃO E RECONHECIMENTO 
DO FATOR PSICOLÓGICO 
\u2022 MAIOR INTENSIDADE DE LUZ - MAIOR OBRIGAÇÃO DE 
TRABALHO E VICE-VERSA 
\u2022 COMPROVOU-SE A PREPONDERÂNCIA DO FATOR 
PSICOLÓGICO SOBRE O FISIOLÓGICO 
\u2022 ISOLADO O FATOR PSICOLÓGICO (INOPORTUNO) 
ESTENDERAM A PESQUISA À FADIGA NO TRABALHO, 
MUDANÇA DE HORÁRIOS, INTERVALOS DE DESCANSO ETC. 
(ASPECTOS FISIOLÓGICOS) 
2a FASE DA EXPERIÊNCIA 
\u2022 GRUPO DE OBSERVAÇÃO: SEIS MOÇAS. CINCO NA 
MONTAGEM, UMA FORNECENDO PEÇAS (SALA SEPARADA); 
UM SUPERVISOR E UM OBSERVADOR; 
\u2022 OBJETIVO: DETERMINAR O EFEITO DAS MUDANÇAS NAS 
CONDIÇÕES DE TRABALHO (PERÍODOS DE DESCANSO, 
LANCHES, REDUÇÃO NO HORÁRIO DE TRABALHO ETC) 
\u2022 CONDIÇÕES CONHECIDAS E ACORDADAS 
\u2022 RESULTADOS: AS VARIAÇÕES NÃO AFETARAM O 
DESEMPENHO 
\u2022 MUDANÇA DE FOCO: DAS CONDIÇÕES FÍSICAS DO 
TRABALHO PARA AS RELAÇÕES HUMANAS 
\u2022 INICIA-SE EM 1928 O PROGRAMA DE ENTREVISTAS (OUVIR 
ATITUDES, SENTIMENTOS, SUGESTÕES). EM 1929 CRIA-SE A 
DIVISÃO DE PESQUISAS INDUSTRIAIS (PESQUISAS ANUAIS 
COM OS 40 MIL FUNCIONÁRIOS) 
 
 
\u2022 O PROGRAMA DE ENTREVISTAS REVELOU A EXISTÊNCIA 
DE UMA ORGANIZAÇÃO INFORMAL DOS OPERÁRIOS PARA 
SE PROTEGEREM DA ORGANIZAÇÃO 
\u2022 EVIDÊNCIAS: 
1) PRODUÇÃO CONTROLADA POR PADRÕES DOS 
OPERÁRIOS; 
2) PUNIÇÃO DO PRÓPRIO GRUPO PARA OS COLEGAS 
\u201cSABOTADORES\u201d; 
3) INSATISFAÇÃO QUANTO AO SISTEMA DE PAGAMENTO DE 
INCENTIVOS POR PRODUÇÃO; 
4) CONSTATAÇÃO DA EXISTÊNCIA DE LIDERANÇA 
INFORMAL (ASSEGURAVA RESPEITO ÀS REGRAS DO 
GRUPO); 
5) COMPORTAMENTOS EXAGERADOS EM RELAÇÃO ÀS 
ATITUDES DOS SUPERIORES IMEDIATOS. 
 
CONCLUSÕES 
DA EXPERIÊNCIA DE HAWTHORNE 
1) NÍVEL DE PRODUÇÃO É RESULTANTE DA INTEGRAÇÃO SOCIAL 
E NÃO DA CAPACIDADE FÍSICA; 
2) O COMPORTAMENTO DO INDIVÍDUO SE APOIA TOTALMENTE 
NO GRUPO (AGE OU REAGE COMO MEMBRO DE GRUPO); 
3) RECOMPENSAS E SANÇÕES SOCIAIS: AS PESSOAS SÃO 
MOTIVADAS PELA NECESSIDADE DE RECONHECIMENTO, DE 
APROVAÇÃO SOCIAL E DE PARTICIPAÇÃO NOS GRUPOS 
SOCIAIS ONDE CONVIVEM; 
4) GRUPOS INFORMAIS - ORGANIZAÇÃO VISTA NÃO PELOS SEUS 
ASPECTOS FORMAIS (AUTORIDADE, ESPECIALIZAÇÃO, 
TEMPOS E MOVIMENTOS ETC.) MAS COMO UMA REUNIÃO DE 
GRUPOS SOCIAIS INFORMAIS (MUITAS VEZES EM 
CONTRAPOSIÇÃO À ORGANIZAÇÃO FORMAL) 
CONCLUSÕES 
DA EXPERIÊNCIA DE HAWTHORNE 
5) AS RELAÇÕES HUMANAS: OS INDIVÍDUOS EM UMA 
ORGANIZAÇÃO PARTICIPAM DE GRUPOS SOCIAIS EM 
CONSTANTE INTERAÇÃO; 
6) A IMPORTÂNCIA DO CONTEÚDO DO CARGO (REFLETE 
SOBRE O MORAL DOS TRABALHADORES, OU SEJA, 
ESPECIALIZAÇÃO = REPETITIVO = MONÓTONO); 
7) ÊNFASE NOS ASPECTOS EMOCIONAIS E ATÉ MESMO 
IRRACIONAIS 
 
Visão anterior: 
Análise do trabalho e adaptação do trabalhado 
ao trabalho : predomina o aspecto produtivo, 
 
Visão atual: 
Adaptação do trabalho ao trabalhador: 
predominam os aspectos sociais e individuais,.