Estatistica Vol. I
82 pág.

Estatistica Vol. I


DisciplinaEstatística I20.473 materiais107.040 seguidores
Pré-visualização18 páginas
3.2 Determinação do Tamanho da Amostra
	3.2.1 Cálculo do Tamanho da Amostra para Populações Infinitas (>100.000 elementos)
	Formula
	Figura 3: Conversão dos níveis de confiança em desvios padrão
	Logo, o desvio (()2 seria igual a 32 = 9
	3.2.2 Cálculo do Tamanho da Amostra para Populações Finitas (<100.000 elementos)
	Fórmula
	3.2.3 Determinação da Margem de Erro da Amostra
	3.2.4 Determinação da Amostra sem conhecer os limites da população
	3.3 Indivíduo ou Unidade Estatística
	3.4 Variáveis
	Variáveis dependentes e independentes
	Variáveis primárias, Derivadas ou secundárias e complementares
	Figura 4: variáveis primarias e derivadas
	variáveis e respectivos Tipos de escalas de medida
	Níveis de mensuração das variáveis
	Escala nominal
	Escala ordinal
	Escalas intervalar e proporcional ou de razão
	4. Estatística Descritiva
	4.1 Parâmetro e dado estatístico
	4.2 Representação de uma variável estatística
	Seriação de uma amostra
	Distribuição de frequências
	Frequência absoluta (Fi)
	Frequência relativa (Fr)
	Exercícios
	Tabela 1: distribuição de frequencias
	Classificação de uma amostra
	4.3 Redução de uma variável estatística
	Conceito de redução e sua conveniência
	Medidas de tendência central ou de posição
	Média
	Exemplo: Calcule a média aritmética, sabendo que
	Mediana
	Exemplo: Determine a mediana para a seguinte série de dados
	Moda
	Quantis
	/RELAÇÕES ENTRE QUARTIS, DECIS, CENTIS E MEDIANA:
	Como podemos observar na figura ao lado
	Q1=C25
	Q2=Md=D5=C50
	Medidas de dispersão
	Amplitude
	Q = Q3-Q1 = 177,46-166,88 = 10,58
	Q = (Q3-Q1) / 2
	Desvio
	Desvio médio
	Então, o desvio médio é
	Variância
	Exemplo: Calcule a variância para X=17,18,19,20,21
	S2 = ( (xi-(x)2/ n = 10/(5-1) = 2,5
	Exemplo: Calcule a variância para a distribuição cuja média é 103
	Então, a variância é
	Desvio padrão
	Numa amostra classificada, temos
	UTILIZAÇÃO DAS MEDIDAS ABSOLUTAS DE DISPERSÃO
	Amplitude total
	Amplitude interquartílica
	Desvio médio
	Desvio padrão e Variância
	Coeficiente de dispersão ou variação
	5. Características da distribuição normal
	5.1 A curva normal e os desvios-padrão
	6. Testes estatisticos
	Requisitos para utilização de testes paramétricos
	Vantagens dos testes não-paramétricos
	Poder de um teste
	Em consequência
	ASSIM \u2026
	Pressupostos
	Para escolher qualquer tipo de teste estatístico
	Inter-sujeitos ou design não-relacionado
	Intra-sujeitos ou design relacionado
	Amostras emparelhadas
	Estratégias estatisticas de análise de dados
	Figura 9: identificar os testes estatisticos
	6.1. Testes paramétricos passo-a-passo
	6.1.1 Teste t de Student (não relacionado)
	Características e requisitos do TESTE T não relacionado ou independente
	6.1.2 Teste t de Student (relacionado)
	Características e requisitos do TESTE T relacionado ou emparelhado
	Por fim consulta-se a tabela dos valores críticos e,
	Se t observado ( t crítico rejeita-se H0 Se t observado < t crítico aceita-se H0
	6.1.3 Correlação momento-produto de brawais-pearson
	Tipos de coeficiente de correlação
	Representação gráfica
	caracteristicas e requisitos de utilização do teste r
	Fórmula
	6.1.4 Análise da variancia de um critério (ANOVA)
	Características e requisitos da anova
	6.1.4.1 Análise da Variância com Igual Tamanho
	SeF observado ( F crítico rejeita-se H0 Se F observado < F crítico aceita-se H0
	6.1.4.1.1 Teste de Tukey para comparação entre as médias
	6.1.4.2 ANÁLISE DE VARIÂNCIA COM DIFERENTES TAMANHOS
	6.1.4.2.1 Teste de Tukey para comparação entre as médias