Manual de Redação Parlamentar 3ª Ed.  ALMG
50 pág.

Manual de Redação Parlamentar 3ª Ed. ALMG


DisciplinaProcesso Legislativo197 materiais752 seguidores
Pré-visualização50 páginas
geralmente, são abrigadas sob o
rótulo de disposições transitórias:

a) as normas que regulam, de modo autônomo e temporário, situações de
transição entre o direito velho e o novo, funcionando como um terceiro
regime jurídico, que coexiste com as normas que estão sendo revogadas
e com as que estão sendo introduzidas. Trata-se de normas tipicamente
transitórias:

Exemplo:

Art. 74 \u2013 Observado o disposto no art. 76 desta lei complementar, é assegurado
o direito à aposentadoria voluntária àquele que tenha ingressado regularmente
em cargo efetivo na administração pública, direta, autárquica ou fundacional dos
Poderes Legislativo, Executivo e Judiciário, do Ministério Público e do Tribunal de
Contas, até a data de publicação da Emenda à Constituição da República nº 20, de
15 de dezembro de 1998, desde que, cumulativamente, o servidor:

I \u2013 tenha completado cinquenta e três anos de idade, se homem, e quarenta e oito
anos de idade, se mulher;

II \u2013 possua cinco anos de efetivo exercício no cargo em que se dará a
aposentadoria;

III \u2013 conte tempo de contribuição igual, no mínimo, à soma de:
a) trinta e cinco anos, se homem, e trinta anos, se mulher;

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 48 27/3/2013 13:10:00

 O
 PRO

CESSO
 LEg

ISLATIvO
49

b) um período adicional de contribuição equivalente a 20% (vinte por
cento) do tempo que, na data da publicação da Emenda à Constituição da
República nº 20, de 15 de dezembro de 1998, faltava para atingir o limite de
tempo estabelecido na alínea \u201ca\u201d. (Lei Complementar nº 64, de 2002)

b) as normas que indicam qual é o direito aplicável a uma situação pen-
dente, a fim de evitar conflitos de interpretação da lei no tempo. São
normas típicas do chamado direito intertemporal:

Exemplo:

Art. 78 \u2013 Até que se complete o prazo de noventa dias da publicação desta lei
complementar, aplicam-se aos segurados relacionados no art. 3º cujo provimento
tenha ocorrido após 31 de dezembro de 2001 as alíquotas estabelecidas nos incisos I
e II do § 1º do art. 77.

Parágrafo único \u2013 No período de que trata o caput deste artigo, as contribui-
ções nele previstas serão integralmente vertidas à Confip. (Lei Complementar nº
64, de 2002)

c) as normas que disciplinam determinada situação, ou indicam o direito
aplicável a ela, até que se editem normas definitivas para regulá-la (do
ponto de vista teórico, alguns autores não consideram transitória essa
espécie de norma):
Exemplos:

Art. 327 \u2013 Até a elaboração da disciplina prevista no art. 99 desta lei, prevalecerá
o disposto na Resolução nº 135, de 11 de agosto de 1989, baixada pela Corte Superior.
(Lei Complementar nº 38, de 1995)

nnn

Art. 68 \u2013 Até a entrada em vigor da lei complementar a que se refere o art. 159,
I e II, da Constituição do Estado, serão aplicadas as seguintes normas:

I \u2013 o projeto do Plano Plurianual de Ação Governamental, para vigência até o
final do primeiro exercício financeiro do mandato subsequente, será encaminhado até
três meses antes do encerramento do primeiro exercício financeiro e devolvido para
sanção até o término da sessão legislativa;

II \u2013 o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias será encaminhado até sete
meses e meio antes do encerramento do exercício financeiro e devolvido para sanção
até o término do primeiro período da sessão legislativa;

III \u2013 o projeto da Lei Orçamentária do Estado será encaminhado até três meses
antes do encerramento do exercício financeiro e devolvido para sanção até o
término da sessão legislativa.

Parágrafo único \u2013 As diretrizes, objetivos e metas do Plano Plurianual de
Ação Governamental aplicáveis no primeiro exercício financeiro de sua vigência

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 49 27/3/2013 13:10:00

M
A

N
U

A
L

 D
E

 R
ED

A
Ç

Ã
O

 P
A

RL
A

M
EN

TA
R

50
serão compatíveis com as disposições da Lei de Diretrizes Orçamentárias para o
mesmo exercício. (Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição
do Estado)

d) as normas que definem procedimentos para pôr em funcionamento a
lei nova ou instituições por ela criadas:

Exemplo:

Art. 127 \u2013 A primeira eleição para a escolha do defensor público-geral, na
forma prevista no art. 7°, realizar-se-á no prazo de noventa dias contados da data
de publicação desta lei complementar.

§ 1° \u2013 A eleição a que se refere o caput deste artigo será organizada por uma
comissão eleitoral instituída por resolução do procurador-chefe em exercício e
integrada por dois representantes de cada classe da carreira.

§ 2° \u2013 Até a posse do defensor público-geral, o procurador-chefe em exercício
responderá pelas funções do cargo. (Lei Complementar nº 65, de 2003)

As normas transitórias não precisam, necessariamente, compor
um bloco destacado. Elas podem ficar inseridas no bloco das
disposições gerais, quando estas aparecerem no final da lei, ou no
das disposições finais.

Os anexos da lei

Os anexos são usados em uma lei para organizar dados ou informações
cuja apresentação sob a forma de texto seria inviável ou inadequada. São os
quadros, tabelas, listas, modelos, formulários, gráficos, etc. O anexo deve
ser instituído por um artigo da lei, podendo ser referido em outros artigos
subsequentes.

Exemplo:

Art. 4º \u2013 A estrutura das carreiras instituídas por esta lei e o número de cargos
de cada uma são os constantes no Anexo I.

Estrutura

O anexo apresenta a seguinte estrutura:
a) título, contendo a palavra \u201cANEXO\u201d, em maiúsculas; quando houver

mais de um anexo, eles serão numerados com algarismos romanos;
b) indicação, entre parênteses, abaixo do título, do artigo que instituiu o anexo:

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 50 27/3/2013 13:10:00

 O
 PRO

CESSO
 LEg

ISLATIvO
51

 Exemplos:

ANEXO
(a que se refere o art. 1º da Resolução nº ..., de ... de ... de ...)

 nnn

ANEXO IV
(a que se refere o art. 8º da Lei nº ... , de ... de ... de ...)

c) conteúdo do anexo, com título e subtítulos, conforme o caso.

Modificação

A substituição de um anexo em vigor por um anexo novo é feita por
meio de um terceiro anexo, instituído pela lei modificativa especificamente
para abrigar o conteúdo que passará a vigorar.

Exemplo:

Art. 4° \u2013 Os Anexos I e II da Lei n° 13.437, de 30 de dezembro de 1999, passam
a vigorar na forma do Anexo desta lei.

(...)
ANEXO

(a que se refere o art. 4° da Lei n° ..., de ... de ... de 2002)

\u201cANEXO I
(a que se refere o inciso III do art. 11 da Lei n° 13.437, de 30 de dezembro de 1999)

(...)

ANEXO II
(a que se refere o art. 23 da Lei n° 13.437, de 30 de dezembro de 1999)

(...)\u201d
(Projeto de Lei n° 1.936/2002 \u2013 Lei nº 14.360, de 2002)

Se incidir sobre itens isolados do anexo, a alteração poderá ser feita
diretamente pelo artigo da lei modificativa que a instituir.

Exemplo:

Art. 9° \u2013 Ficam transformados, no quadro especial de cargos de provimento em
comissão da administração direta do Poder Executivo a que se refere o Anexo da
Lei Delegada n° 108, de 29 de janeiro de 2003, os seguintes cargos de provimento
em comissão:

I \u2013 um cargo de diretor II, código MG-05, símbolo DR-05, em um cargo de
assessor jurídico-chefe, código MG-99, símbolo GF-09, de recrutamento amplo,
mantida a remuneração do cargo;

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 51 27/3/2013 13:10:00

M
A

N
U

A
L

 D
E

 R
ED

A
Ç

Ã
O

 P
A

RL
A

M
EN

TA
R

52
Em certos casos, é necessário estabelecer, em um artigo da
lei, que os itens de determinado anexo têm valor de incisos,
para efeito de organização da lei e possibilidade de veto. É o
que ocorre, por exemplo, nos projetos de Lei de Diretrizes
Orçamentárias \u2013 LDO \u2013 e de Lei Orçamentária Anual \u2013
LOA \u2013, em que as emendas parlamentares aprovadas são
reunidas em anexo específico