Manual de Redação Parlamentar 3ª Ed.  ALMG
50 pág.

Manual de Redação Parlamentar 3ª Ed. ALMG


DisciplinaProcesso Legislativo197 materiais753 seguidores
Pré-visualização50 páginas
leis; os princípios do direito; as fórmulas e os conceitos
de uso comum entre os intérpretes, que tornam possível a comunicação e o
entendimento entre eles.

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 59 27/3/2013 13:10:01

M
A

N
U

A
L

 D
E

 R
ED

A
Ç

Ã
O

 P
A

RL
A

M
EN

TA
R

60
Pode-se apontar como condições para a coerência de um texto legal:
a) o rigor na adoção de critérios, de categorias e de termos normativos

(por exemplo, deve-se reconhecer com clareza em uma lei o que nela se
concebe como princípio, diretriz, objetivo, ação, etc.):

Exemplos:

Art. 4° \u2013 No planejamento e na execução de ações na área da cultura, serão
observados os seguintes princípios:

I \u2013 o respeito à liberdade de criação de bens culturais e à sua livre divulgação;
II \u2013 o respeito à concepção filosófica ou convicção política expressa em bem

ou evento cultural;
III \u2013 a valorização dos bens culturais como expressão da diversidade sociocultural

do Estado;
IV \u2013 o estímulo à sociedade para a criação, produção, preservação e divulgação

de bens culturais, bem como para a realização de manifestações culturais; (Projeto
de Lei nº 2.015/1994 \u2013 Lei nº 11.726, de 1994)

nnn

Art. 2° \u2013 São objetivos da política de que trata esta lei:
I \u2013 recuperar e expandir a cultura do algodão no Estado, com vistas a suprir a

demanda da indústria mineira e a gerar excedentes exportáveis;
II \u2013 estimular investimentos públicos e privados para o desenvolvimento

sustentado da atividade;
III \u2013 gerar oportunidades de emprego e aumento de renda nas regiões

produtoras.
Art. 3° \u2013 A política estadual de desenvolvimento sustentado da cadeia produtiva

do algodão observará as seguintes diretrizes:
I \u2013 integração das ações públicas e privadas para o setor;
II \u2013 busca do aumento da produtividade e da melhoria da qualidade do algodão

produzido no Estado;
III \u2013 criação de um programa de incentivo fiscal que leve em conta,

principalmente, a produtividade, a qualidade e os aspectos ambientais da cultura
do algodão;

IV \u2013 estímulo à adoção da cotonicultura pela agricultura familiar;
(...)
Art. 4° \u2013 Compete ao Poder Executivo, na administração e na gerência dos

programas criados para efetivação da política de que trata esta lei:
I \u2013 promover a articulação dos setores envolvidos na cadeia produtiva do

algodão;
II \u2013 destinar recursos para a melhoria tecnológica do algodão produzido no

Estado;
III \u2013 prestar assistência técnica aos agricultores, no que se refere à sua organização

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 60 27/3/2013 13:10:01

 O
 PRO

CESSO
 LEg

ISLATIvO
61

e capacitação para a produção e aos aspectos gerenciais e de comercialização;
(Projeto de Lei nº 2.392/2002 \u2013 Lei nº 14.559, de 2002)

b) a compatibilidade jurídica entre os preceitos instituídos na lei e entre
eles e os preceitos de outras leis de hierarquia superior;

c) o equilíbrio no grau de detalhamento dos temas;

d) a articulação lógica, em cada artigo, entre o disposto no caput e o dis-
posto nos parágrafos, o que envolve:
\u2013 a compatibilidade jurídica entre os dispositivos;
\u2013 a afinidade e a integração semântica entre eles: o conteúdo do
parágrafo (o seu comando) deve ser uma extensão, uma especificação
ou uma ressalva da ideia contida no caput.

Exemplos:

Art. 48 \u2013 A construção considerada habitável será ligada à rede coletora de
esgoto sanitário.

§ 1° \u2013 Quando não houver rede coletora de esgoto sanitário, o órgão prestador do
serviço indicará as medidas técnicas adequadas à solução do problema. (ressalva)

(Projeto de Lei nº 48/1999 \u2013 Lei nº 13.317, de 1999)

nnn

Art. 246 \u2013 O poder público adotará instrumentos para efetivar o direito de todos
à moradia, em condições dignas, mediante políticas habitacionais que considerem
as peculiaridades regionais e garantam a participação da sociedade civil.

§ 1º \u2013 O direito à moradia compreende o acesso aos equipamentos urbanos.
(explicação de termo usado no caput)

(Constituição do Estado)
nnn

Art. 151 \u2013 O Estado divulgará, no órgão oficial, até o último dia do mês
subsequente ao da arrecadação, o montante de cada um dos tributos arrecadados,
os recursos recebidos e os transferidos sob forma de convênio, os valores de origem
tributária entregues e a entregar e a expressão numérica dos critérios de rateio.

Parágrafo único \u2013 Os dados divulgados pelo Estado serão discriminados por
município. (complemento de norma contida no caput)

(Constituição do Estado)
nnn

Art. 40 \u2013 Não poderão obter concessão de terra devoluta:
I \u2013 o governador do Estado;
II \u2013 o vice-governador e os secretários de Estado;
III \u2013 os diretores de órgão da administração direta e de entidades da

administração indireta;

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 61 27/3/2013 13:10:01

M
A

N
U

A
L

 D
E

 R
ED

A
Ç

Ã
O

 P
A

RL
A

M
EN

TA
R

62
(...)
Parágrafo único \u2013 A vedação de que trata este artigo se estende aos parentes

consanguíneos ou afins, até o 2º grau, das pessoas mencionadas nos incisos do caput
deste artigo. (ampliação de comando do caput)

(Lei n° 9.681, de 1988)

Há casos curiosos em que o vínculo lógico entre o enunciado
do caput e o do parágrafo não é, pelo menos à primeira leitura,
evidente. No entanto, uma vez que a ligação formal entre os
dois dispositivos é estabelecida no texto, uma relação semântica
entre eles há de ser construída pelo intérprete. É o que se vê, por
exemplo, no art. 13 da Constituição Federal:

\u201cArt. 13 \u2013 A língua portuguesa é o idioma oficial da República
Federativa do Brasil.

§ 1° \u2013 São símbolos da República Federativa do Brasil a bandeira,
o hino, as armas e o selo nacionais.

§ 2º \u2013 Os Estados2, o Distrito Federal e os municípios poderão
ter símbolos próprios\u201d.

A coerência, como diz respeito à lógica normativa, tem uma dimensão
dinâmica e conceitual que vai muito além das conexões lineares entre os
dispositivos. Entretanto, os mecanismos do texto que fazem a ligação
formal entre os dispositivos \u2013 estruturas sintáticas, vocábulos e conectivos
\u2013 também colaboram para garantir a coerência do texto legal como um
todo. Esses mecanismos operam no plano da chamada coesão textual e
podem ser considerados como marcas da coerência na superfície do texto.

Eis algumas recomendações para garantir a coesão no texto legal:
a) ordenar logicamente os dispositivos e dar progressão sistemática aos

enunciados;

b) fazer menção apenas a entes ou conceitos que já tenham sido determi-
nados, na própria lei ou em outra. É um erro, por exemplo, a menção a
órgãos que ainda não foram expressamente criados e a referência a pro-
cedimentos ou situações que ainda não tenham sido estabelecidos, no
texto, de forma explícita;

c) antes de usar um termo ou expressão que tenha significado específico
no texto em que aparece, indicar o objeto ou ente que ele designa (no
caso de ser um agente público ou privado, por exemplo) ou o conceito

2 Nas citações de dispositivos da Constituição Federal, será mantida a grafia original.

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 62 27/3/2013 13:10:01

 O
 PRO

CESSO
 LEg

ISLATIvO
63

a que ele se refere (um termo técnico, por exemplo). Veja-se a Lei
n° 12.733, de 1997, que trata da concessão de incentivos fiscais para
projetos culturais no Estado:
Exemplo:

Art. 1° \u2013 Esta lei estabelece normas de incentivo fiscal às pessoas jurídicas que
apoiem financeiramente a realização de projeto cultural no Estado.

Art. 2° \u2013 Para os efeitos desta lei, considera-se:
I \u2013 incentivador o contribuinte tributário ou a pessoa jurídica que apoie

financeiramente projeto cultural;

II \u2013 empreendedor o promotor de projeto cultural.
Parágrafo único \u2013 Serão estabelecidos em regulamento os requisitos e as

condições exigidos do empreendedor para