Manual de Redação Parlamentar 3ª Ed.  ALMG
50 pág.

Manual de Redação Parlamentar 3ª Ed. ALMG


DisciplinaProcesso Legislativo197 materiais753 seguidores
Pré-visualização50 páginas
do Regimento Interno)

Novo relator (Modelo 38) ocorre quando a comissão rejeita integralmente o
parecer do relator ou quando aprova alteração com a qual ele não concorda (o
que também confi gura um caso de rejeição de parecer). Em qualquer dos casos,
o presidente designará novo relator para redigir o texto, em conformidade com
o que a comissão houver decidido. Trata-se do previsto no art. 138, § 3°, do
Regimento Interno.

Exemplo:

PARECER PARA O 1° TURNO DO PROJETO DE LEI Nº .../...

(Novo relator, nos termos do art. 138, § 3°, do Regimento Interno)

Seja qual for o caso, não se deve usar a expressão \u201cnovo parecer\u201d.

Os relatórios dos pareceres, quer os de nova redação, quer os de
novo relator, devem sempre referir-se às propostas discutidas
no âmbito da comissão como propostas de emenda, e não
como emendas.
Exemplo:
\u201cDurante a discussão do parecer, foi apresentada proposta de
emenda pelo deputado ..., a qual foi aprovada pela Comissão e
acatada por este relator\u201d.

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 169 27/3/2013 13:10:05

M
A

N
U

A
L

 D
E

 R
ED

A
Ç

Ã
O

 P
A

RL
A

M
EN

TA
R

170
Modelo 37

PARECER PARA O 1º TURNO DO PROJETO DE LEI Nº .../...

(Nova redação, nos termos do § 1° do art. 138 do Regimento Interno)

Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária

Relatório
De autoria do governador do Estado, o projeto de lei em epígrafe altera

as Leis nºs 11.394, de 1994, e 12.366, de 1996, que dispõem sobre o Fundo
de Desenvolvimento Regional do Jaíba.

A proposição foi distribuída à Comissão de Constituição e Justiça, que
concluiu pela juridicidade, constitucionalidade e legalidade da matéria, e à
Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial, que opinou por sua
aprovação na forma proposta.

Em seguida, veio o projeto a esta comissão para receber parecer, nos
termos do art. 188, combinado com o art. 102, VII, do Regimento Interno.

Durante a discussão do parecer, em reunião realizada no dia .../.../..., foi
acatada sugestão de emenda do deputado ..., dando ensejo à apresentação de
nova redação do parecer, nos termos do § 1º do art. 138 do Regimento Interno.

Fundamentação

O Fundo de Desenvolvimento Regional do Jaíba, criado pela Lei nº
11.394, de 1994, alterada pela Lei nº 12.366, de 1996, tem como objetivos
a promoção da melhoria das condições socioeconômicas da região de
abrangência do projeto do Distrito Agroindustrial do Jaíba, a expansão de
suas fronteiras agrícolas e a elevação de seus índices de produtividade por
meio do desenvolvimento da irrigação.

O projeto em análise consolida a legislação existente e revoga as leis
anteriores. Conforme exposição de motivos enviada pelo governador
do Estado, as alterações propostas visam a atrair investidores para a
continuidade e o sucesso do Projeto Jaíba.

As modificações objetivam o aprimoramento do fundo e, consequente-
mente, a geração de emprego e de renda em toda a região Norte de Minas.
O projeto inova a legislação vigente, com a permissão da aplicação de recur-
sos do fundo em atividades e projetos de melhoria e conservação ambiental
e com a inclusão, entre os beneficiários dos programas de financiamento,

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 170 27/3/2013 13:10:05

 O
 PRO

CESSO
 LEg

ISLATIvO
171

de empresas industriais, comerciais e de serviços que estejam localizadas no
território mineiro, fora do Distrito Agroindustrial do Jaíba, mas que tenham
vinculação direta com os produtores rurais do projeto.

As medidas propostas, além de possibilitarem a transferência de recursos
ao Instituto Estadual de Florestas \u2013 IEF \u2013 e à Fundação Rural Mineira
\u2013 Ruralminas \u2013 para a implantação de áreas de preservação ambiental,
possibilitam a atração de novos investidores para a região e criam condições
para facilitar o escoamento da produção agrícola, além de conferirem mais
agilidade à operacionalização do fundo.

Estão consignados no orçamento para 2003 recursos no valor de
R$26.500.000,00 destinados ao fundo, e a proposta orçamentária para 2004
destina R$22.950.000,00 para investimentos em irrigação.

O projeto não cria novas despesas para o erário, e as mudanças que
propõe poderão aumentar a arrecadação tributária do Estado, como
consequência do crescimento econômico da região.

Com o objetivo de regularizar a situação da área de 30.000ha utilizada
pelo Projeto Jaíba, hoje de propriedade da Minas Gerais Participações
S. A. \u2013 MGI \u2013, o deputado ... apresentou sugestão de emenda, incorporada
ao final deste parecer como Emenda nº 1, autorizando a atual proprietária a
transferir o referido imóvel à Ruralminas.

Conclusão
Diante do exposto, opinamos pela aprovação do Projeto de Lei nº .../...,

no 1º turno, com a Emenda nº 1, a seguir redigida.

EMENDA Nº 1
Acrescente-se onde convier:
\u201cArt. ... \u2013 Fica a Minas Gerais Participações S. A. \u2013 MGI \u2013 autorizada a

transferir à Fundação Rural Mineira \u2013 Ruralminas \u2013 área de 30.000ha (trinta
mil hectares), localizada no Município de Jaíba, registrada sob o nº 18.844,
a fls. 204 do Livro 1-A, no Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de
Manga.\u201d.

Sala das Comissões, ... de ... de ... .

, presidente
, relator

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 171 27/3/2013 13:10:05

M
A

N
U

A
L

 D
E

 R
ED

A
Ç

Ã
O

 P
A

RL
A

M
EN

TA
R

172
Modelo 38

PARECER PARA O 1º TURNO DO PROJETO DE LEI Nº .../...
(Novo relator, nos termos do art. 138, § 3º, do Regimento Interno)

Comissão de Constituição e Justiça

Relatório
De autoria do deputado ..., o Projeto de Lei nº .../... cria o Fundo

Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza e dá outras providências.
Publicado no Diário do Legislativo em .../.../..., o projeto foi distribuído a esta

comissão para ser analisado quanto aos aspectos jurídicos, constitucionais
e legais, nos termos do art. 188, combinado com o art. 102, III, \u201ca\u201d, do
Regimento Interno, bem como às Comissões de Política Agropecuária e
Agroindustrial e de Fiscalização Financeira e Orçamentária, para análise da
matéria nos termos regimentais.

Rejeitado o parecer do relator em reunião desta comissão realizada em
.../.../..., foi designado novo relator para emitir parecer, nos termos do
disposto no art. 138, § 3º, do Regimento Interno.

Fundamentação
Conforme consta no art. 1º do projeto em exame, o Fundo Estadual de

Combate e Erradicação da Pobreza tem como objetivo assegurar a todos os
mineiros o acesso a níveis dignos de subsistência, por meio da aplicação de
seus recursos em ações suplementares de nutrição, habitação, saúde, educação,
reforço de renda familiar e outros programas de relevante interesse social,
voltados para a melhoria da qualidade de vida.

Merece destaque a relevância da iniciativa, que se reveste de caráter social
e busca assegurar aos mineiros os direitos à saúde, à educação e à habitação,
essenciais a uma digna qualidade de vida.

Todavia, o projeto necessita de aperfeiçoamento, em razão de problema
de natureza jurídico-constitucional que procuramos sanar por meio da
Emenda nº 1. A referida emenda suprime o inciso I do art. 2º do projeto,
que contém vício de inconstitucionalidade por contrariar o disposto no art.
167, IV, da Constituição da República e no art. 161, IV, da Constituição
Estadual, que vedam a vinculação de receita de impostos a órgão, fundo ou
despesa.

novo Manual RP ed 3 NOVEMBRO 12 FINAL.indd 172 27/3/2013 13:10:05

 O
 PRO

CESSO
 LEg

ISLATIvO
173

Além disso, considerando que as leis instituidoras de fundo, de acordo
com o comando do art. 3º da Lei Complementar nº 27, de 1993, com as
alterações introduzidas pela Lei Complementar nº 36, de 1995, devem
especificar o órgão ou entidade gestora, o agente financeiro, a previsão de
remuneração