Anotações Resumidas de Comunicação Verbal
11 pág.

Anotações Resumidas de Comunicação Verbal


DisciplinaComunicação Verbal5 materiais264 seguidores
Pré-visualização3 páginas
Elementos da comunicação:
Emissor codifica Canal Decodifica Receptor
 Feedback (retorno)
Valor: grau de importância
Linguagem:
Signo: significado + significante = signo\uf0d8
Significado: s.m. indicio, marca, símbolo, sinal indicativo. Qualquer unidade 
significativa, de qualquer linguagem, resultante de uma união solidária entre 
significante e significado. Acepção, sentido, significado.
\uf0d8
Significante: a parte semântica do signo, ou seja, o que ele efetivamente 
significa. Assim o signo depende da percepção e da interpretação de um 
observação. Ele sempre representará alguma coisa para alguém de forma 
aproximada e imperfeita. A parte do signo pode ser captada pelos sentidos 
(visto, cheirado, tocado, ouvido) forma gráfica + som.
\uf0d8
 Sistema de signos; Conjunto cujos elementos se determinam em suas inter-
relações, ou seja, um conjunto no qual nada significa por si, mas tudo significa em 
função dos outros elementos.
Estou preocupado (norma culta)\u25aa
Tô preocupado (popular)\u25aa
Tô grilado (gíria, limite da língua popular)\u25aa
Não há erros, há transgressões em relação ao padrão culto.\uf0d8
Nível formal, culto ou padrão:a)
Este nível é empregado por pessoas cultas e com prestígio. Usada em situações 
formais, a linguagem culta é mais complexa e exige muito domínio da língua, 
assim como um vocabulário mais amplo.
Ex.: A polêmica não é nova, nem deve extinguir-se tão cedo. Afinal qual a 
legitimidade e o limite do uso de recursos públicos para salvaguardar a 
integridade do sistema financeiro? (...) (Folha de São Paulo, 14 de março de 
1996, Editorial)
Nível Coloquial: b)
Este nível é empregado por pessoas medianamente escolarizadas. Usada em 
situações informais, admite expressões mais simples, e relativo 
comprometimento com a gramática.
Esta é uma linguagem que corresponde à variante comum usada pela maioria 
das pessoas e pelos meios de comunicação de massa. É bastante eficiente, pois 
usa uma forma de expressão cordial, descontraída, facilitadora da comunicação 
dinâmica entre as pessoas. Porém, sem obedecer à rigidez gramatical da forma 
culta.
Ex.:Cadê o livro que te emprestei? Me devolve em seguida, sim? / Aquela ali é 
uma perua.
Nível Popular ou Vulgar :c)
Este nível é empregado por pessoas de baixa escolarização. A linguagem é 
simples, o vocabulário restrito e não obedece aos padrões gramaticais. Faz uso 
excessivo de gírias e termos chulos. A linguagem popular caracteriza-se também 
pelo uso de clichês e frases feitas.
Ex: Nóis ouvimo falá do pograma da televisão.
Nível técnico: d)
Este nível é a linguagem que alguns profissionais, como advogados, economistas, 
médicos, dentistas etc. utilizam no exercício de suas atividades.
Ex.:\u201dPara que combustão de uma mistura ar/gás em um queimador se 
desenvolva de forma estável, devem ser respeitados os limites mínimos e 
máximos de ar primário, a potência específica da pré-mistura e a velocidade de 
alimentação da mistura ar/gás equilibrada pela velocidade de deflagração do gás 
no sentido oposto.\u201d(texto sobre combustão)
Níveis de Linguagem:
Contexto pode significar 
referente.
Linguagem
domingo, 5 de agosto de 2012 19:24
 Página 1 de Comunicação Verbal 
Funções da Linguagem
 Todo texto apresenta várias possibilidades de leitura, as funções tem 
como objetivo levar o leitor a compreender determinado efeito, para 
determinado objetivo. Daí o fato de enfatizar algum recurso ficar a cargo da 
capacidade criativa do autor ou emissor da mensagem.
 São recursos de ênfase que atuam segundo a intenção do produtor da 
mensagem, cada qual abordando um diferente elemento da comunicação.
Função Referencial ou Denotativa\u25aa
A Função Referencial ou Denotativa traduz objetivamente a realidade 
exterior ao emissor. Nesta função, a informação é bruta, objetiva, 
enxuta,sem comentários nem juízos. Centrada no Ele. Apenas Informa.
Exemplo: "Nos vertebrados, esta resposta inclui uma série de alterações 
bioquímicas, fisiológicas e imunológicas coletivamente denominadas 
inflamação." (Descrição da inflamação em um artigo científico.)
Se quiser apresentar um relatório, reportagem, estudo, e coisas do gênero 
utilize esta função. Determinado pelo referente/contexto
Função conativa ou apelativa
Na Função Conativa ou Apelativa, o leitor é levado em consideração \u2013
textos \u201cimpressivos\u201d, persuasivos, sedutores. Procura influir no 
comportamento do receptor. Imagens também. Determinada pelo 
receptor
Exemplo: Você viu como ficou a roupa da Júlia? Lúcia, corra e veja isso! 
Você deveria ler o artigo que a Folha trouxe sobre os senadores.
\u25aa
Função metalinguística
Na Função Metalinguística os Textos são explicativos, são definições. É 
centrada na própria linguagem. ex.:Dicionário
\u201c As funções da linguagem são recursos necessários para se estabelecer 
uma comunicação eficiente. Os primeiros estudos dessas funções foram 
propostos por Roman Jakobson em sua obra Linguística e Comunicação, 
em 1970.\u201d (fala da própria linguagem) Determinada pelo código.
\u25aa
Função Fática
 A função fática tem por objetivo iniciar, prolongar ou encerrar o 
contato com o receptor, . Exemplo: - Olá, como vai, tudo bem? - Alô, quem 
está falando? Determinado pelo canal; 
\u25aa
Função Poética
 Na função poética, os textos valorizam a informação pela forma da 
mensagem. Dramatização, poetização.(ESTRUTURA) determinado pela 
mensagem. Exemplo: \u201cLá em cima daquela serra, passa boi, passa boiada, 
passa gente ruim e boa, passa a minha namorada.\u201d (Guimarães Rosa)
\u25aa
Função Emotiva ou Expressiva
 A função emotiva ou expressiva é aquela que traduz opiniões e 
emoções do emissor. Enfatiza a elaboração da mensagem, de modo a 
ressaltar seu significado (focado no 'Eu'). Refere-se ao sentimento do 
emissor.
\u25aa
Exemplos:
Júlia, eu te amo muito - não faça isso!
Muito obrigada, não esperava surpresa tão boa assim!
Não,... não estou triste, mas também não quero comentar o assunto.
dd\u25aa
Um texto pode possuir mais de uma função enfatizada.
Pode-se usar duas ou mais funções 
em uma mensagem;
Publicidade são apelativas por 
natureza;
 Página 2 de Comunicação Verbal 
Medo
 tem função moderadora de disciplinar o homem em seu ambiente social. Temos medo 
quando percebemos o perigo, mesmo este não sendo real;
Falta de conhecimento sobre o assunto\u25aa
Falta de prática ou experiência em falar em público\u25aa
Falta de auto-conhecimento\u25aa
Perfecciosnismo\u25aa
Nervosismo\u25aa
Auto-imagem negativa\u25aa
Excesso de autocrítica\u25aa
Barreiras verbais e não verbais\u25aa
Possíveis motivos do medo de falar em público:
Será que sou capaz?\u25aa
Sou um desastre lá na frente\u25aa
Vou ficar igual a um pimentão\u25aa
E se rirem de mim?\u25aa
Detesto falar, só gosto de ouvir\u25aa
Ficar quietinho é melhor; assim, não incomo ninguém. Não \u25aa
gosto da minha imagem
Não tenho talento para isso\u25aa
Mas eu vou falar o quê?\u25aa
Não quero parecer exibido; se eu aparecer muito, meu chefe \u25aa
vai me sabotar
Monólogo Negativo
Auto-Análise: M para passível de mudança e D para passível de desenvolvimento
Debilidades Habilidades
Falo devagar M Carisma D
Dificuldade em sistematizar pensamentos M Culto D
Falta de contextualização M Confiante D
Geralmente desfaço o que explico, incapaz M Corajoso D
Sabedoria bíblica D
Lábia D
Volume e Rítmo D
A mensagem é transmitida 7% por palavras, 38% Voz, Linguagem Corporal 55%;
Maçãs e mel limpam as cordas bucais;
Era apenas fruto da sua imaginação e nada podia ser provado
Toda a sua confissão foi registrada, mas eram informações inconsistentes
Suas atitudes monstruosas eram indescritíveis até para o melhor observador
Encontrei naquela pesquisa dois procedimentos muito semelhantes
Os dois atletas tinham comportamentos parecidos
Eram dois volumes enormes, e o peso do vermelho era