Anotações das aulas de Rotinas Financeiras
7 pág.

Anotações das aulas de Rotinas Financeiras


DisciplinaRotinas Financeiras8 materiais235 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Princípios de administração financeira. GITMAN, L. J. Pearson 2007
Intro
Gravação de áudio iniciada: 20:15 
sexta-feira, 2 de agosto de 2013
Obtenção dos recursos nas condições mais favoráveis possíveis, e...\u2022
Alocação eficiente desses recursos na empresa.\u2022
2 tarefas básicas:
MAXIMIZAR O VALOR DA EMPRESA
Para gestão
PODC
Planejamento
Organização
Direção
controle
Precatórios: dívidas do governo
Para que serve o capital de giro?
http://pt.wikipedia.org/wiki/Capital_de_giro
Qual a diferença entre eficácia e eficiência?
Eficiência trata de como fazer, não do que fazer. Trata de fazer certo a coisa, e 
não fazer a coisa certa. Quando se fala em eficiência, está se falando em 
produtividade, em fazer mais com o mínimo de recursos possíveis.
Já a eficácia trata do que fazer, de fazer as coisas certas, da decisão de que 
caminho seguir. Eficácia está relacionada à escolha e, depois de escolhido o que 
fazer, fazer esta coisa de forma produtiva leva à eficiência. A eficácia é o grau em 
que os resultados de uma organização correspondem às necessidades e aos 
desejos do ambiente externo.
Tratando-se dos níveis de decisões da empresa, a eficácia está relacionada ao 
nível tático (gerencial, logo abaixo do estratégico), e a eficiência ao nível 
operacional (como realizar as operações com menos recursos - menos tempo, 
menor orçamento, menos pessoas, menos matéria-prima, etc.).
Para fins de analogia e exemplificação, podemos dizer que a eficiência é cavar, 
com perfeição técnica, um poço artesiano; eficácia é encontrar a água.
De <http://www.baguete.com.br/colunistas/colunas/51/paulo-krieser/29/01/2009/a-diferenca-entre-eficiencia-e-
eficacia> 
Luis de Moraes
Eficácia:
Eficiência:
GITTMAN
Intro
sexta-feira, 2 de agosto de 2013 19:28
 Página 1 de Rotinas Financeiras 
MBA Compacto Negócios
Harvard business review
Contas a pagar\u2022
Desempenho do recebimento\u25cb
Qualidade de crédito e cobrança\u25cb
Contas a receber\u2022
Basicamente 2 áreas:
Administração do caixa\u2022
Administração do crédito\u2022
Contas a receber e à pagar\u2022
Dos estoques\u2022
Dos financiamentos de curto prazo\u2022
Funções de curto prazo
As decisões financeiras estratégicas (orçamento de capital)\u2022
Estrutura de capital- 49' - 55' estruturas físicas de produção\u2022
Relacionamento com investidores\u2022
Captação de recursos para projetos e investimentos\u2022
Escolha de alternativas de investimentos\u2022
Longo Prazo
Decisões estratégicas (escolhas de melhores opções de 
investimentos)
\u2022
Decisões de financiamento de longo prazo\u2022
Decisões de operações de curto prazo\u2022
Obtenção de crédito com fornecedores\u2022
Importância do gestor financeiro
Dinâmica empresarial
Administrador financeiroa)
Gerente financeirob)
Controllerc)
Gerente de projetosd)
Coordenador de planejamento e controle financeiroe)
Analista de crédito e custos, etc.f)
 a dinâmica da atuação do gestor financeiro lhe proporciona uma 
variedade de função nas organizações tais como:
Depto
Financeiro
Gravação de áudio 
iniciada: 19:25 
sexta-feira, 9 de 
agosto de 2013
O que é valor da empresa em sua visão? E como se faz para aumentar 
este valor?
1)
Em sua visão o que seria rentabilidade do negócio?2)
O que são rotinas financeiras?3)
Comente a importância de um ERP para a gestão financeira.4)
Depto
Financeiro
Gravação de áudio 
iniciada: 21:08 sexta-
feira, 9 de agosto de 
2013
Depto Financeiro
sexta-feira, 9 de agosto de 2013 19:10
 Página 2 de Rotinas Financeiras 
Propiciar informações relevantes sobre as movimentações de entradas e saídas de caixa num 
determinado período
\u2022
Apresentar a conciliação entre o resultado e o fluxo de caixa gerado pelas atividades 
operacionais
\u2022
Refletir as transações de caixa oriundas das atividades operacionais, de investimentos e de 
financiamentos;
\u2022
Identificar o efeito das transações de investimentos e financiamentos sobre a posição financeira;\u2022
Evidenciar transações ocorridas em determinado período e que provocaram modificações nas 
disponibilidades da empresa
\u2022
A norma internacional exige que as entidades forneçam informações referentes aos movimentos 
históricos das suas disponibilidades equivalentes de caixa, mediante a apresentação da 
demonstração do fluxo de caixa, classificados segundos sua procedências, ou seja, se são 
resultantes da exploração/atividade fim da entidade, de investimentos ou de financiamentos.
\u2022
Função do fluxo de caixa
NBC T 3.8 Demonstração Fluxo caixa
3.8.5.1 A demonstração do fluxo de caixa deve ser apresentada de forma comparativa mediante a 
divulgação simultânea de informações do período atual e anterior
3.8.5.2 a demonstração referida no ítem anterior, quando divulgada....
Disponibilidades: compreendem os valores no caixa, depósitos a vista em bancos, os 
equivalentes representados por investimentos de curto prazo e grande liquidez, ou seja, 
facilmente conversíveis em moeda, com riscos de mudança de valor pouco significativos.
\u2022
Fluxo de caixa: é o conjunto de ingressos e desembolsos de numerário ao longo de um 
período. Consiste na representação dinâmica da situação financeira de uma entidade, 
considerando todas as fontes de recursos e todas as aplicações em itens de ativo.
\u2022
Definições importantes:
Atividade operacionais ou de exploração: principais atividades geradoras de receita para a 
entidade. Portanto os fluxos de caixa das atividades operacionais são basicamente... O fluxo de 
caixa procedente das atividades de exploração deriva-se fundamentalmente das transações que 
constituem a principal fonte de receitas operacionais da entidade.
\u2022
Apresentação do fluxo de caixa
EQUIVALENTES DE CAIXA
Os equivalentes de caixa são mantidos com a finalidade de atender a 
compromissos de 
caixa de curto prazo e não para investimento ou outros fins. Para ser 
considerada 
equivalente de caixa, uma aplicação financeira deve ter 
conversibilidade imediata em 
um montante conhecido de caixa e estar sujeita a um insignificante 
risco de mudança de 
valor. 
9. Empréstimos bancários são geralmente considerados como 
atividades de financiamento. 
Assim, deverão ser considerados os saldos bancários a descoberto, 
decorrentes de 
empréstimos obtidos por meio de instrumentos como cheques 
especiais ou contas correntes garantidas. A parcela não utilizada do 
limite dessas linhas de crédito não 
deverá compor os equivalentes de caixa. 
10. Os fluxos de caixa excluem movimentos entre itens que 
constituem caixa ou 
equivalentes de caixa porque esses componentes são parte da 
gestão financeira da entidade e não parte de suas atividades 
operacionais, de investimentos ou de 
financiamento. A gestão do caixa inclui o investimento do excesso de 
caixa em 
equivalentes de caixa
http://renatoaulasparticulares.com.br/deprec_flxcx.htm
http://www.portaladm.adm.br/CI/CI9.htm
Fluxo de Caixa
sexta-feira, 23 de agosto de 2013 19:16
 Página 3 de Rotinas Financeiras 
Demonstração de Fluxo de Caixa
Os valores pagos na aquisição de imobilizados de uso e outros ativos de longo prazo incluindo 
os pagamentos referentes aos custos de desenvolvimento e a trabalhos realizados pela entidade 
para seu imobilizado tangível;
a)
Receitas por venda de ativo imobilizado tangível, intangível e outros ativos de longo prazo;b)
Adiantamentos e empréstimos a terceiros;c)
Receitas derivadas do reembolso de adiantamento e empréstimos a terceiros;d)
Investimento: são aquisições e vendas de ativos de longo prazo e outros investimentos que 
representam gastos destinados e gerar receitas e fluxos de caixa futuros e que não estão inclusos 
nos equivalentes de caixa. A apresentação em separado dos fluxos de caixa provenientes de 
atividades de investimento representa a medida dos desembolsos feitos por causa dos recursos 
econômicos