Apostila de Sistemas
65 pág.

Apostila de Sistemas


DisciplinaSistemas de Informação2.207 materiais10.873 seguidores
Pré-visualização24 páginas
ajudarão a determinar o sucesso de uma campanha de anúncios com banner. 
o Pop-up: 
Janela contendo um anúncio que surge separadamente daquela que o usuário está vendo. 
o Compra e Venda de Publicidade em Banner: 
A compra de espaço publicitário em sites que recebem um grande número de cliques e 
que visam a um mercado similar ao da empresa pode aumentar o número de acessos e 
conduzir a receitas maiores de forma que a venda de espaço publicitário no próprio site 
da empresa pode propiciar uma receita complementar. 
o Publicidade em Mídia Rica: 
O webcasting utiliza a transmissão e recepção de mídia para divulgar um evento pela 
web, deste modo o streaming de vídeo simula a televisão. 
 
MOMENTO DE REFLEXÃO: 
 
COMÉRCIO ELETRÔNICO: MITOS, REALIDADES E TENDÊNCIAS 
(Autor Desconhecido) 
 
\uf0b7 É BARATO, FÁCIL E LUCRATIVO 
Ser um projeto caro ou barato é sempre relativo. É preciso investir em arquitetura, 
implementação e estratégia do negócio e estar preparado para atender pedidos de várias partes do 
mundo. 
Administração de Sistemas de Informação e Sistemas de Informação 
 
Prof. Msc. Ivone Ascar Sauáia Guimarães 
Tecnóloga em Processamento de Dados 
Especialista em Gestão em Tecnologia e Negócios 
Mestre em Educação 
Colocar o site no ar realmente é fácil, difícil, porém, é integrar o site da Web aos processos 
existentes, como estoque, contabilidade e produção. 
Se os processos da empresa são ruins, não adianta simplesmente tranferir para a Web. Em muitos 
casos, as empresas que ingressaram no e-commerce estão recebendo pela Web pedidos que 
estariam recebendo de qualquer forma. No entanto, a diminuição de custos é considerável. 
 
\uf0b7 NÃO É SEGURO 
Como no mundo físico, a segurança total é algo que ainda não existe. O fator segurança vai 
depender dos procedimentos adotados pela empresa. É fundamental a definição de uma política 
clara de segurança, onde todas as áreas da organização são responsáveis por este item. 
 
\uf0b7 TODO MUNDO ESTÁ FAZENDO 
Muitos sites não vão além do portal institucional, pois somente uma pequena fatia dos 
empreendimentos têm capacidade de receber pedidos. Muitos oferecem serviços ao cliente 
através do site, porém, poucos estão usando técnicas de e-commerce para automatização da 
cadeia de abastecimento. 
Desempenho, segurança e falta de padrão para a transmissão de pedidos ainda são apontados 
como pontos fracos da Web. 
 
\uf0b7 OS INTERMEDIÁRIOS SERÃO ELIMINADOS 
Alguns intermediários realmente estão sendo eliminados, no entanto, outros estão surgindo, 
como por exemplo os Infomediários. 
Os infomediários oferecem informações sobre produtos e localizam as melhores opções de 
preços. 
 
\uf0b7 TODOS OS PRODUTOS TORNAM-SE COMMODITIES 
Isso é em parte verdadeiro para produtos iguais, onde o preço é o principal determinante da 
venda. Porém, para produtos que ainda mantém uma certa diferenciação pela qualidade ou 
singularidade é pouco provável que virem commodities. 
Para ambos os casos, o Marketing ainda continua sendo um ponto chave para o sucesso e 
garantia de retorno. 
 
\uf0b7 É FÁCIL DESENVOLVER RECONHECIMENTO DA MARCA NA WEB 
A marca continuará sendo importante tanto para empresas off-line quanto para empresas que já 
estão na Web. As empresas que produzem ou entregam commodities podem e devem 
rapidamente registrar sua marca. 
Porém desenvolver reconhecimento de novas marcas pela web é um trabalho árduo e que requer 
muita criatividade. 
 
\uf0b7 PERSPECTIVAS 
O comércio eletrônico subverteu a lógica de funcionamento dos mercados tradicionais, impondo-
lhe a facilidade de acesso à informação, a diminuição dos custos de transação, a substituição dos 
intermediários tradicionais por novos tipos de agentes que atuam na ponta da cadeia produtiva, 
junto ao consumidor final, fazendo eles mesmos toda a conexão com os produtores de bens e 
serviços e a eliminação das distâncias físicas e funcionamento ininterrupto em todas as regiões 
do mundo. 
Administração de Sistemas de Informação e Sistemas de Informação 
 
Prof. Msc. Ivone Ascar Sauáia Guimarães 
Tecnóloga em Processamento de Dados 
Especialista em Gestão em Tecnologia e Negócios 
Mestre em Educação 
Como decorrência, produtos e serviços ofertados via redes eletrônicas passaram a ter como foco 
tipos diferenciados de consumidores, que podem estar em qualquer ponto do planeta e apesar da 
distância física, receber tratamento personalizado, pois a Web passa a ser vista como um novo 
canal de distribuição. 
Porém, a falta de uma legislação própria sobre atividades eletrônicas pune uns e dá liberdade a 
outros, como no caso da quebra de privacidade pelo monitoramento de e-mails e armazenamento 
de logins. Outra questão é o fator tributário, pois a inexistência do princípio da territorialidade 
pode levar à sonegação de tributos no ciberespaço. 
 
EXERCÍCIO 
 
1. Você tem o hábito de fazer compras on-line? Já teve algum problema ou exemplo que não foi 
bem sucedido? Relate sua experiência: 
 
2. Como as empresas podem criar boas experiências em compras na rede para seus 
consumidores? Dê sua opinião: 
 
3. O Momento de Reflexão desta unidade contém um texto que trata dos mitos, realidades e 
tendências do comércio eletrônico. Você discorda de algo que foi dito? Identifique o que está em 
desacordo e relate a sua opinião sobre o assunto: 
Administração de Sistemas de Informação e Sistemas de Informação 
 
Prof. Msc. Ivone Ascar Sauáia Guimarães 
Tecnóloga em Processamento de Dados 
Especialista em Gestão em Tecnologia e Negócios 
Mestre em Educação 
REFERÊNCIAS 
 
ALBERTIN, Alberto Luiz. Administração em Informática: Funções e Fatores Críticos de 
Sucesso. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2002. 
 
BEAL, Adriana. Gestão Estratégica da Informação: como transformar a informação e a 
tecnologia da informação em fatores de crescimento e de alto desempenho nas organizações. São 
Paulo: Atlas, 2004. 
 
BEUREN, Ilse Maria. Gerenciamento da Informação: Um Recurso Estratégico no Processo de 
Gestão Empresarial. 2 ed. São Paulo: Atlas, 2000. 
 
BIO, Sérgio Rodrigues. Sistemas de Informação: Um Enfoque Gerencial. São Paulo: Atlas, 1996. 
 
CABRAL, Arnoldo Souza, YONEYAMA, Takashi. Economia Digital: uma perspectiva 
estratégica para negócios. São Paulo: Atlas, 2001 
 
CRUZ, Tadeu. Sistemas, Organização e Métodos: estudo integrado das novas tecnologias da 
informação e introdução à gerência do conteúdo do conhecimento. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2002. 
 
CUNNINGHAM, Michael. B2B: Como implementar estratégias de E-Commerce entre 
empresas. Rio de Janeiro: Campus, 2000. 
 
DEITEL, Karvey, DEITEL, Paul, STEINBUHLER, Kate. E-Business & E-Commerce para 
Administradores. São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2004. 
 
EPSTEIN, Isaac. Cibernética. São Paulo: Ática, 1986. 
 
FOINA, Paulo Rogério. Tecnologia da Informação: Planejamento e Gestão. 2 ed. Sã Paulo: 
Atlas, 2006. 
 
LAUDON, Kenneth, LAUDON, Jane. Sistemas de Informação Gerenciais: Administrando a 
empresa digital. 5 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004. 
 
LAUDON, Kenneth, LAUDON, Jane. Sistemas de Informação Gerenciais. 7 ed. São Paulo: 
Pearson Prentice Hall, 2007. 
 
NASCIMENTO, Marcelo, TAVARES, Alexei. Tecnologia de Acesso em Telecomunicações. São 
Paulo: Berkeley Brasil, 2002. 
 
OLIVEIRA, Fátima Bayma de (Org). Tecnologia da Informação e da Comunicação: a busca de 
uma visão ampla e estruturada. São Paulo: Pearson Prentice Hall: Fundação Getúlio Vargas, 
2007. 
 
Administração de Sistemas de Informação e Sistemas de Informação 
 
Prof. Msc. Ivone Ascar Sauáia Guimarães 
Tecnóloga em Processamento de Dados 
Especialista em Gestão em Tecnologia e Negócios 
Mestre