Plano Ensino D.O. 2013.2 Final
5 pág.

Plano Ensino D.O. 2013.2 Final


DisciplinaDesenho de Observação98 materiais1.575 seguidores
Pré-visualização2 páginas
\ufffd PAGE \* MERGEFORMAT \ufffd1\ufffd
	
	UFPE 
PROACAD 
DCA
	
PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA 
PERÍODO LETIVO (ANO / SEM/):  2013 / 2
DEPARTAMENTO:  Disciplina de Integração \u2013 DAU/DTA 
	DISCIPLINA
	CARGA HORÁRIA
	CRÉD
	CÓDIGO
	NOME
	TEÓRICA
	PRÁTICA
	
	 
	Desenho de Observação
	5
	25
	2
	TURMA
	
IDENTIFICAÇÃO
	
CURSOS QUE ATENDE
	
PERÍODO
	
	
Arquitetura e Urbanismo
	
1º
	HORÁRIO
	 SALA
	
PROFESSORES
	No. DE SUB-TURMAS
	8:00 \u2013 12:00
8:00 \u2013 11:00 
	Sala de Projeto
 Aula Externa
	
Gilson Gonçalves
Maria de Jesus Britto Leite
	
2
Total de alunos: 50
	EMENTA
	OBJETIVOS
Geral: Desenvolver a linguagem gráfica para registro dos espaços construídos em diversas escalas: paisagens urbanas; espaços públicos urbanos; conjuntos arquitetônicos; edificações e seus componentes. 
Específicos: 
Compreender os fundamentos do Desenho de Observação.
Conhecer e experimentar técnicas e materiais do Desenho.
Apresentar teorias atuais sobre o olhar \u2013 movimento \u2013 cérebro \u2013 desenho. (Berthoz).
Identificar objetos e espaços urbanos em suas diversas escalas e interpretá-los por meio da representação gráfica.
Desenhar croquis de objetos urbanos em suas diversas escalas: 1) aplicar processos gráficos de análise (identificação das suas partes componentes); 2) aplicar processos de síntese (apreensão da proporção entre as partes e o todo do objeto; e, 3) utilizar técnicas gráficas com expressividade de linhas e manchas (grafite, nanquim, lápis de cor). 
Interagir com a proposta temática de integração curricular da disciplina Projeto I produzindo desenhos de observação da área de estudo no semestre (ex: Bairro do Recife / Boa Vista / Várzea / Casa Amarela). Neste semestre o exercício aplicativo será no bairro Sítio dos Pintos em Recife. 
Organizar fisicamente a produção dos desenhos em dois tipos de albuns: 1) Portfólio(s) A3 produção das aulas em sala ou externa); e 2) Caderno de croqui A4 de paisagens e objetos urbanos (produção livre fora aula).
	METODOLOGIA
	 
Integrar o Tema de Projeto I aos exercícios de D.O.
Exercícios orientados para técnicas gráficas e fundamentos específicos.
Observação e registro de conjuntos urbanísticos, formas arquitetônicas e pormenores construtivos utilizando o croqui (processos gráficos de análise e síntese ) compacto ou expandido como estímulo à pesquisa por parte dos alunos.
Trabalhos individuais e organização de conjuntos de desenhos por grupo de estudo (GE).
Exercícios com modelos em estúdio e de observação de espaços arquitetônicos internos e externos.
Produção de Portfolios e um Caderno de Croqui orientado para o tema de Projeto 1. 
	FORMAS DE AVALIAÇÃO e NOTAS
1- Avaliação formativa, com acompanhamento no decorrer do curso, e observação reflexiva da própria produção por parte da turma observando os fundamentos e técnicas.
2- Portfólios contendo conjuntos de exercícios e croquis de cada aluno.
3- Caderno de Croqui individual contendo desenhos e anotações de campos vinculados à proposta de investigação temática na cidade (trabalho de campo).
4- Croquis executados em grupo de estudo (GE).
 Obs.: Serão atribuídas notas nas avaliações 2 e 3.
	
UNIDADES PROGRAMÁTICAS
	DATA (DIA/MÊS)
	CONTEÚDO
Apresentação da disciplina: 
Plano de Ensino: objetivos, métodos, avaliação articulada com a proposta de integração curricular da nova Proposta Pedagógica (2010) do Curso de Arquitetura e Urbanismo. Módulos. Grupo de Estudo.
O que é desenho? O que é o esboço? O desenho como resultado integrado do pensamento, do movimento e da técnica gráfica expressiva.
Fundamentos do desenho. Técnicas gráficas. 
Exercício \u2013 Croqui de um objeto em estúdio com a técnica grafite. Comentários segundo os fundamentos e a técnica gráfica.
 
Os fundamentos do desenho: 1) observar o todo e as partes; 2) identificar a proporção entre partes e o todo; 3) Enquadrar; 4) perspectiva; 5) Luz e sombra / 6) a expressão do sinal / mancha . 
O croqui como uma técnica de representação (acompanhamento e discussão em grupo): A técnica do croqui no registro dos espaços urbanos: o panorãmico, o macro e o micro. 
O domínio de técnica, instrumentos e observação com modelo em estúdio. Avaliação formativa (acompanhamento e discussão em grupo).
O desenho na arquitetura: croquis, registros de conjuntos e detalhes, paisagens, formas construídas. Aula externa com produção de croquis.. 
Texturas gráficas, representação de materiais e superfícies. 
Exercícios nos pátios internos do CAC e no bairro da várzea (Praça N. S. do Rosário \u2013 Praça Pinto Dámaso: área histórica).
Espaços externos: exercícios de observação e anotações gráficas em espaços internos e externos da Várzea: Praça Damásio \u2013 ponto focal do bairro. Avaliação formativa.
Preparação dos trabalhos de campo. Organização de tarefas por equipes. Informações sobre características históricas e culturais do patrimônio arquitetônico a ser investigado. Preparação do croqui panorâmico da Várzea com o Rio Capibaribe.
Croquis de anotações em campo (Várzea). Montagem do croqui geral, a partir dos croquis parcelares. 
Avaliação de acompanhamento dos croquis de campo (em sala de aula). Exercícios de complementação / reforço de técnicas. Trabalho Final: Esboço de Quadra na Vila de Santa Luzia: a rua, a quadra e a arquitetura. 
Organização do trabalho, orientação para montagem de portfolios e apresentação final (portfolios individuais e de equipe). Intercâmbio entre as equipes, apresentação de resultados e orientação de continuidade para aprimoramento e ajustes. 
Avaliação dos grupos. O primeiro e último croqui. O caderno de Croqui.
	
CARGA/HORARIA
	
PROF
	
1ª Seção
4h
CHT=4
2ª Seção
4h
CHT=8
3ª Seção
4h
CHT=12
4ª Seção
4h
CHT=15
5ª aula
3h
CHT=18
6ª aula
4h
CHT=22
7ª aula
3h
CHT=25
8ª aula
4h
CHT=29
9ª aula
1
CHT=30
	
	
TEÓR
	
PRÁT
	
RESP.
	
	
	
1
	
3
3
3
3
2
3
4
3
4
1
	
G/M
G/M
G/M
G/M
G/M
G/M
G/M
G/M
G / M
G/M
	
	
	
1
1
1
1
1
-
-
-
-
	
	
	
BIBLIOGRAFIA
 1- Básica ( física )
DOMINGUEZ, Fernando. Croquis e perspectivas. Porto Alegre: Masquatro Editora & Nobuco, 2011.
KAUPELIS, Robert. Learning to draw. A creative approach to expressive drawing. New York: Watson - Gaptill Publications, 1983. (CAC).
2- Básica (digital)
Ver relação de livros eletrônicos da disciplina. Solicitar os arquivos no pen drive da Disciplina D.O. Os arquivos são muito pesados para remessa via internet. 
 
 
 
3 - Complementar
ARNHEIM, Rudolf. Arte e percepção visual: uma psicologia da visão criadora. São Paulo : Pioneira, 1989.
_____. Intuição e intelecto na arte. São Paulo : Martins Fontes, 2004.
_____. Visual thinking. Berkeley / Los Angeles / London : University of California Press, 1997.
KANDINSKY, W. Ponto e linha sobre plano. São Paulo : Martins Fontes, [data].
NIEMEYER, Oscar. Conversa de arquiteto. Rio de Janeiro: REVAN/ Ed. UFRJ, 1993.
Geral
ARGAN, G. C. História da arte como história da cidade. São Paulo : Martins Editora, [data].
BASSANI, Jorge. As linguagens artísticas e a cidade: cultura urbana do século XX. São Paulo : FormArte, 2003.
DONDIS, A . Donis. Sintaxe da linguagem visual. São Paulo : Martins Editora, [data]. 
FRANCASTEL, Pierre. A realidade figurativa: elementos estruturais da sociologia da arte. São Paulo: Perspectiva, 1973.
GOMBRICH, E. H. Arte e ilusão. São Paulo : Martins Fontes, [data].
LANGER, Susanne K. Sentimento e forma. São Paulo : Perspectiva, 1980.
OSTROWER, Fayga. Universos da arte. Rio de