Melhoramento genético aplicado a produção animal - Jonas Carlos Campos Pereiro
298 pág.

Melhoramento genético aplicado a produção animal - Jonas Carlos Campos Pereiro


DisciplinaMelhoramento Animal347 materiais2.677 seguidores
Pré-visualização50 páginas
de +1Okg, enquanto que o touro B, para a
mesma característica, apresenta uma DEP de -5kg. Nesta situação, a diferença
entre esses touros é de +15kg. Significa que o touro A apresenta uma
expectativa futura de que sua progênie pesará, à idade de sobreano, 15 kg a
mais do que a do touro B. Essa é uma expectativa média, visto que o valor
genético médio dos gametas produzidos pelos reprodutores é que determina a
habilidade genética de transmissão.
Há, em curso no Brasil, vários programas de avaliações genéticas em
gado de corte, principalmente com a raça Nelore, conduzidos pela USP/ANCP
(Programa Nelore Brasil ABCZ/Embrapa, PAINT, CFM, Aliança Nelore, e outras
empresas particulares. No Programa Nelore Brasil são avaliadas DEP's para as
seguintes características de crescimento: peso ao nascer (efeito direto), peso
aos 120 dias (efeitos materno e direto), pesos aos 365, 450 dias (efeitos diretos)
e peso adulto. Para características de reprodução dos machos são avaliados os
perímetros escrotais medidos aos 365 e 450 dias de idade. Nas fêmeas são
avaliadas DEP's para idade ao primeiro parto (dia), período de gestação (dias),
peso adulto (kg), produtividade acumulada e probabilidade de permanência do
rebanho ("stayability"). O programa Nelore Brasil ainda inclui um índice
denominado Mérito Genético Total (MGT) em cujo cálculo, para machos e
fêmeas, são contempladas as seguintes características e suas respectivas
pontuações : habilidade materna (20%), fertilidade (10%), idade ao primeiro
parto (15%) e período de gestação (5%). Como características quantitativas da
carcaça são avaliados a área de olho do lombo (AOL), a espessura da gordura
subcutânea entre 12a e 13a costelas (EG) e espessura de gordura subcutânea
medida na garupa (EGP 8), tomadas mediante uso de ultrassonografia. Ainda
são incluídas características morfológicas como estrutura corporal ao desmame,
precocidade ao desmame, musculosidade ao desmame, estrutura corporal ao
sobreano, precocidade ao sobreano e musculosidade ao sobreano.
No programa da ABCZ, em parceria com a Embrapa Gado Corte, no
sumário correspondente às avaliações genéticas de touros da raça Nelore
(2008) são contempladas as seguintes características: peso à fase materna
(efeito direto e total materno); peso à desmama (efeito direto e total materno);
peso ao sobreano (efeito direto), todos expressos em kg; ganhos de peso pré-
desmama (efeitos direto, materno e total materno), expressos em g/dia; ganho
de peso pós-desmama (efeito direto), expresso em g/dia; idade ao primeiro parto
(efeito direto), expressa em dias; intervalo entre os demais partos (efeito direto),
expressa em dias; perímetro escrotal ao sobreano (efeito direto), expresso em
cm. A análise genética utilizou a metodologia dos modelos mistos sob modelo
199
gnirnal completo considerando a matriz de parentesco entre os animais e
incluindo os efeitos fixos de grupo de contemporâneo (sexo, ano e época de
nascimento, fazenda e regime alimentar). Na avaliação foram considerados
30280 reprodutores, não importando se vivos ou mortos, com base nos dados de
progênies nascidas no período de 1971 a 2006.
No Programa PAINT (Lagoa da Serra) são avaliadas as DEP's para as
seguintes características: período de gestação, ganho de peso do nascimento à
desmama ajustado para 205 dias (GND), escores visuais de conformação,
precocidade e musculosidade (CPM), conformação à desmama e ao sobreano
(Cd e Cs), precocidade à desmama e ao sobreano (Pd e Ps), musculosidade à
desmama e ao sobreano (Md e Ms), escores visuais de umbigo/prepúcio à
desmama e ao sobreano (Ud e Us), escores visuais de temperamento ao
sobreano (Ts), ganho pós-desmama ajustado aos 240 dias (GPD), ganho de
peso entre nascimento e sobreano ajustado aos 450 dias (GNS), perímetro
escrotal ajustado para a idade (PEi), perímetro escrotal ajustado para idade e
peso (PEip) e índice PAINT.
A CFM Agro-Pecuária, sob responsabilidade da Faculdade de Zootecnia
e Engenharia de Alimentos da USP, elabora o sumário dos seus touros levando
em conta as seguintes características: pesos ao nascer e à desmama, ganho de
peso ao sobreano , materno total (metade da DEP de cada características para
peso à desmama e DEP para efeitos maternos sobre o mesmo peso),
conformação, precocidade, musculosidade e perímetro escrotal medido aos 16
meses e altura. Ainda elabora um índice, que é o seguinte: ICFM = 2PD +
4GPSObcrceano + 2 musc + 2 PE onde:
PD = DEP para peso à desmama.
GPsobcrceano = DEP para ganho de peso da desmama ao sobreano.
Musc = DEP para escore visual de musculosidade, medido ao
sobreano
PE = DEP para perímetro escrotal.
A meu juízo todos esse esforços são meritórios e merecem
reconhecimento. No entanto, acho que alguns ajustamentos são necessários.
Primeiro, a necessidade de se enxugar o número de características que estão
sendo avaliadas. Sabe-se que a intensidade de seleção decresce na proporção
de 1/Vn, onde n = número de características consideradas na seleção.
Portanto, a inclusão de um grande número de características poderá acabar
penalizando os ganhos genéticos potenciais pela seleção. Segundo, algumas
das características incluídas no rol das avaliações são geneticamente
correlacionadas entre si, o que permite o enxugamento de algumas delas.
Terceiro, a necessidade de se produzir um sumário de touros mais didático é de
mais fácil compreensão pelo usuário potencial. É notório que os criadores não
têm o indispensável conhecimento para utilizá-lo na plenitude. Quarto, o
exemplo dado pelas indústrias de sêmen de países mais desenvolvidos, onde
200
os sumários de touros contêm informações simples e de fácil compreensão
pelos criadores, como pesos ao nascer, à desmama e ao sobreano e
características de fertilidade, como a facilidade de parição e o perímetro escrotal
medido aos 12 meses de idade. É possível que, com o correr do tempo e maior
receptividade dos criadores às avaliações genéticas, esse enxugamento venha a
ocorrer.
Exercícios de Reforço
i 1. Um touro da raça Simental tem DEP direto para peso à desmama de +8,0kg.
Seu DEP para produção de leite é -2,0kg. Qual seria o DEP materno total?
(em outras palavras, qual seria a diferença esperada na progênie das filhas
deste touro para peso à desmama?
2. Considere o seguinte pedigree e parâmetros populacionais
Herdabilidade no sentido restrito
Média do rebanho
Compute o seguinte:
= 0,50
= 0,80
i a- o valor gênico estimado de B dado que o fenótipo de C é 20,0.
b- o valor gênico estimado de A dado que o fenótipo de C é 20,0.
c- o valor gênico estimado de D, dado que o valor gênico de E é +0,20 e a DEP
de F é -0,40
3. Na tabela, a seguir, são apresentados os resultados da avaliação genética
de três reprodutores Nelore (dados extraídos do PMGRN - USP - Seminário
2002)
Touro / RGN
G5230
I8840
F1046
valor
-2,0
2,7
1,4
DEP (Peso
Materno
acur
-0,74
0,75
0,78
120 dias)
Direto
valor
9,0
8,0
7,0
acur
0,98
0,97
0,96
Materno
total
a) Complete a última coluna da tabela apresentada
4.
201
Admitindo-se que cada um dos touros foi acasalado com grande número de
vacas, tomadas aleatoriamente de população, responda às seguintes
perguntas:
b.1. Qual a expectativa de desempenho (kg de carne) dos filhos do touro
G5230 em relação aos filhos do touro F1046?
b.2. Qual a expectativa de desempenho (kg de carne) dos filhos do touro
I8840 em relação à progênie do touro F1046?
Complete a seguinte tabela referente a uma suposta avaliação genética em
bovinos de corte:
Touro/RGN
I 8840
HA 8198
G5191
DEP (Peso aos 205
Direto
dias)
Leite
+ 4,0
+ 2,0
-4,0
Materno Total
7,0
5,5
-8,0
5. A herdabilidade para taxa de crescimento em suínos é 0,3. Um varrão tem um
pai cujo ganho diário foi 1,2kg e um avô materno cujo ganho diário foi de 0,95kg.
A média dos contemporâneos foi 1,05kg e dos contemporâneos avós foi de
0,975kg. Calcular o valor