SIMULADO 2 - FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
4 pág.

SIMULADO 2 - FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO


DisciplinaFilosofia da Educação8.610 materiais253.902 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Parte superior do formulário
	Processando, aguarde ...
		
		
	
	  FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
	
	Simulado: CEL0468_SM_201202089461 V.2 
	VOLTAR 
	Aluno(a): TUANI BARBARA PEREIRA PINTO
	Matrícula: 201202089461 
	Desempenho: 2,0 de 8,0
	Data: 02/10/2013 03:04:52 (Finalizada)
	
	 1a Questão (Ref.: 200720622057)
	5a sem.: A filosofia clássica de Platão
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	Nas afirmações abaixo assinale a alternativa que NÃO corresponde ao pensamento de Platão. 
		
	
	O saber é algo que possui um caráter essencialmente ético-político. 
	
	Sua concepção filosófica valoriza o saber empírico, a ciência natural e sistemática do saber. 
	
	A metafísica é entendida como sendo uma teoria da essência das coisas. 
	
	Sua concepção filosófica tem como núcleo a teoria das ideias ou formas. 
	
	Nos mitos da Caverna e no da Linha Dividida, na República, são obras nas quais Platão caracteriza o saber, sua relação com a realidade, o precesso pelo qual pode ser obtido e a sua dimensão ético-política. 
	
	
	 2a Questão (Ref.: 200720622053)
	5a sem.: A filosofia clássica de Platão
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	Em relação ao mundo das ideias ou da forma de Platão, assinale a alternativa INCORRETA.
		
	
	Para Platão, a perfeição, a totalidade e a beleza em si só podiam ser encontradas no mundo das ideias. 
	
	Segundo Platão, o mundo das ideias ou da forma descreve a natureza essencial das coisas. 
	
	Segundo Platão, somente pela razão e pela filosofia, o mundo das ideias poderá ser atingido. 
	
	Segundo Platão, os prisioneiros da caverna não viviam no mundo das ideias. 
	
	Para Aristóteles, o mundo das ideias, defendido por Platão, simplesmente não existia. 
	
	
	 3a Questão (Ref.: 200720622076)
	2a sem.: Como Nasce a Filosofia
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	O retirante explica ao leitor quem é e a que vai - O meu nome é Severino, não tenho outro de pia. Como há muitos Severinos, que é santo de romaria, deram então de chamar Severino de Maria; como há muitos Severinos com mães chamadas Maria, fiquei sendo o da Maria do finado Zacarias. Mas isso ainda diz pouco: há muitos na freguesia, por causa de um coronel que se chamou Zacarias e que foi o mais antigo senhor desta sesmaria. Como então dizer quem fala ora a Vossas Senhorias? Vejamos: é Severino da Maria do Zacarias, lá da serra da Costela, limites da Paraíba. Mas isso ainda é pouco: se ao menos mais cinco havia com nome de Severino filhos de tantas Marias mulheres de outros tantos, já finados Zacarias, vivendo na mesma serra magra e ossuda em que eu vivia. Somos muitos Severinos iguais em tudo na vida: na mesma cabeça grande que a custo é que se equilibra, no mesmo ventre crescido sobre as mesmas pernas finas, e iguais também porque o sangue que usamos tem pouca tinta. E se somos Severinos iguais em tudo na vida, morremos de morte igual, mesma morte Severina: que é a morte de que se morre de velhice antes dos trinta, de emboscada antes dos vinte, de fome um pouco por dia (de fraqueza e de doença é que a morte Severina ataca em qualquer idade, e até gente não crescida). Somos muitos Severinos iguais em tudo e na sina: a de abrandar estas pedras suando-se muito em cima, a de tentar despertar terra sempre extinta, a de querer arrancar algum roçado da cinza. Mas, para que me conheçam melhor Vossas Senhorias e melhor possam seguir a história de minha vida, passo a ser o Severino que em vossa presença emigra. (MELO NETO, João Cabral de. Morte e vida Severina e outros poemas em voz alta. 3. ed. RJ: Sabiá , 1967. p. 73-75) 
No texto "O retirante explica ao leitor quem é e a que vai" seu personagem central, Severino, conta-nos sua história. Ao fazer seu relato podemos dizer que Severino está filosofando, ou seja, está fazendo uma _________________________________. Assinale a alternativa abaixo que completa corretamente a afirmação acima: 
		
	
	mediação sobre sua realidade. 
	
	interpretação sobre sua realidade. 
	
	especulação sobre sua realidade. 
	
	meditação sobre sua realidade. 
	
	reflexão sobre sua realidade. 
	
	
	 4a Questão (Ref.: 200720622066)
	4a sem.: A filosofia é historicamente situada
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	A visão que temos de homem é um dos elementos que: 
I - reforça a nossa visão de mundo;
II - direciona nossas ações no mundo; 
III - depende da visão que temos do mundo.
IV - forma nossa visão de mundo. 
Assinale a opção que apresenta as afirmações corretas: 
		
	
	As afirmações II e IV são corretas. 
	
	As afirmações III e IV são corretas. 
	
	As afirmações II e III são corretas. 
	
	As afirmações I e III são corretas. 
	
	As afirmações I e IV são corretas. 
	
	
	 5a Questão (Ref.: 200720622061)
	3a sem.: Como nasce a filosofia
	Pontos: 1,0  / 1,0 
	Enquanto processo, o mito surge como verdade. Neste sentido ele é uma 
		
	
	intuição compreensiva da realidade. 
	
	verdade lógica sobre a realidade. 
	
	intuição sobre a realidade que necessita provar suas interpretações sobre ela. 
	
	explicação lógica sobre a interpretação da realidade. 
	
	explicação expressa claramente pela razão.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 200720622056)
	5a sem.: A filosofia clássica de Platão
	Pontos: 1,0  / 1,0 
	Assinale a opção que mostra como Platão entendia a relação corpo-alma.
		
	
	Corpo e alma eram entendidos como duas entidades independentes. 
	
	Corpo e alma eram entendidos como duas entidades interdependentes. 
	
	Corpo e alma eram entendidos como sendo entidades que se autopertenciam. 
	
	Corpo e alma eram entendidos como duas entidades que tinham a mesma essência. 
	
	Corpo e alma eram entendidos como uma única entidade. 
	
	
	 7a Questão (Ref.: 200720591391)
	5a sem.: PLATÃO
	
	Marcondes (2008, p. 60) mostra que Platão concebe a realidade em uma perspectiva dualista, que inclui o mundo das ideias e o mundo concreto. Em seu texto O Mito da Caverna, que aparece no livro A República, é apresentado tal dualismo. Depois de refletir sobre o mito em questão, explique o dualismo platônico apresentado no mito (MARCONDES, Iniciação à História da Filosofia. 12. ed. SP: Jorge Zahar editora, 2008). 
		
	
Sua Resposta: 
	
Compare com a sua resposta: Dualismo platônico: teoria dos dois mundos - das ideias ou formas e o mundo da realidade concreta é sensível. Esclarecer.
	
	
	 8a Questão (Ref.: 200720622028)
	2a sem.: Para que Filosofia?
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	A filosofia é uma forma de conhecimento que se difere da forma típica de conhecer o senso comum. Ambas as formas de conhecimento fazem indagações, mas com naturezas distintas. A pergunta que NÃO caracteriza uma indagação filosófica, mas uma evidência do senso comum é: 
		
	
	qual a origem da vida?
	
	como nasceu a ciência?
	
	o que é o sonho?
	
	que horas são?
	
	quem inventou o microscópio?
	
	
	 9a Questão (Ref.: 200720622125)
	1a sem.: Filosofia Grega
	Pontos: 0,0  / 1,0 
	A Filosofia estabeleceu um novo critério para alcançar a "verdade", não mais recorrendo aos mitos e ao discurso religioso. Através da intuição racional e da lógica, os filósofos creem encontrar as causas explicativas da "realidade" no próprio mundo, e não fora dele. A origem de todas as coisas fundamenta-se num princípio originário ou "arché". 
Assinale a única afirmação ERRADA. 
		
	
	Tales identificou a água como princípio, pois constatou que o elemento líquido está presente em todo lugar em que há vida.
	
	Para Pitágoras os números são o princípio de todas as coisas. Se o número é ordem, tudo é ordem ou kósmos, em grego.
	
	Anaxímenes escolhe o ar infinito como princípio primordial, porque se presta melhor às variações e transformações necessárias à diversidade das coisas.