Prótese Parcial Removível
25 pág.

Prótese Parcial Removível


DisciplinaProtese Parcial Removivel538 materiais7.398 seguidores
Pré-visualização5 páginas
PPR \u2013 MATÉRIA
CONCEITO E CLASSIFICAÇÃO			08/08
PTR = dentadura	PPR = roach		OVERDENTURE = prótese sobre implantes
CONCEITO E CLASSIFICAÇÃO
	São aparelhos protéticos que tem por finalidade substituir funcional e esteticamente os dentes naturais ausentes em pacientes parcialmente dentados, podendo ser removido da boca sempre que necessário, sem causar danos na estrutura ou nos elementos biológicos relacionados. Devemos fazer um planejamento adequado pq o atrito constante na retirada e colocação da prótese pode causar trauma ou lesão.
As próteses fixas têm o suporte dentário, e cerca de 85 a 100% de eficiência mastigatória. Nas PTRs tem no máximo 30% da eficiência mastigatória e tem, em grande parte, suporte mucoso. Nas PPRs o suporte é dado pela mucosa e também dentaria. Em média 50% da eficiência mastigatória. Existem próteses que usam dentes mas a maioria usa suporte dentário + mucoso.
	As PPRs são consideradas próteses intermediárias por terem dois tipos de suporte (dentário e mucoso). Em muitos casos as PPRs são consideradas a última opção de reabilitação, mas há casos em que ela pode ser a primeira ou única opção. Como no caso de desdentados posteriores com espaço livre, onde não há pilar posterior para apoio de prótese fixa.
	No geral, a melhor prótese com o melhor prognostico é a dentossuportada. Toda vez que usamos o suporte mucoso temos um prognostico desfavorável, pois o suporte mucoso tem algumas particularidades.
TIPOS DE PRÓTESES
PRÓTESE DENTOSSUPORTADA
No geral a prótese com melhor prognóstico é a dentossuportada. A força mastigatória vai incidir no dente artificial e essa força será direcionada aos dentes pilares adjacentes que será levado ao osso alveolar. Mas antes disso passarão pelo ligamento periodontal dos dentes pilares e será amortecida, pois uma das funções do ligamento é essa (amortecimento). Então, a forca que vai chegar no osso alveolar será de menor intensidade. Se o paciente tem extremidade livre não é dentossuportada mais.
Temos os pilares diretos (estão adjacentes ao espaço protético, que vão receber necessariamente os grampos e apoio) e indiretos (que estão mais distantes do espaço protético).
PROTESE DENTOMUCOSSUPORTADA
Uma parte da força funciona como a dentossuportada e a outra parte apoiará no osso. Usados em extremidades livres e espaços protéticos grandes. Se o paciente tem de canino a canino ainda é considerado dentomuco. Seu prognostico não é tão bom quanto a dentossuportada, mas ainda é bom. Indicado para pacientes que não podem colocar implantes, ou que não dá pra colocar ponte fixa pq não tem pilar distal, ou espaços protéticos grandes.
PROTESE MUCOSSUPORTADA
Casos em que o paciente está caminhando para dentadura. Pacientes com dentes comprometidos, distribuição dos dentes mal feita, número de dentes pilares insuficientes. São próteses com prognóstico pior. Devemos deixar o paciente ciente que a possibilidade de usar uma PTR futuramente. É importante documentar isso para evitar problemas judiciais posteriormente.
TIPOS DE PPR
PPRs CONVENCIONAIS OU APARELHOS DE ROACH - A prótese superior atravessa o palato e a anterior já tem uma alça que atravessa a tabua óssea lingual.
PRINCÍPIOS DE ROACH (1930)
- Retenção \u2013 a prótese é encaixada e não sai
- Estabilidade \u2013 ela não bascula diante das forças mastigatórias e de lateralidade
- Reciprocidade \u2013 anulação de força q atua no lado antagonista
- Fixação ou suporte \u2013 quando o paciente morde, ele tem que ter uma \u201cparada\u201d! Senão há o esmagamento do tecido mole (stop)
PPRs PROVISÓRIAS (Perereca)
Feita toda de acrílico, não tem estruturas metálicas. Usamos quando há a extração de dentes e as PPRs servem como auxílio temporário e depois planejamos a prótese definitiva. É indicado o uso por, no máximo, 06 meses pois provoca esmagamento do periodonto.
PPRs FLEXÍVEIS
Foram feitas para substituir o roach. Como ela tem o polímero flexível, ela \u201cabraça\u201d o dente. Mas ela não tem suporte e machuca e esmaga a mucosa e o grampo causa \u201ctracionamento\u201d da gengiva.
OBJETIVOS DA PPR
- Reabilitação oclusal (prevenção de inclinação, migração ou extrusão dos dentes remanescentes)
- Reabilitação funcional (mastigação e fonética)
- Reabilitação estética
- E contenção de dentes com mobilidade (imobilização relativa = splintagem ou ferulização).
INDICAÇÕES
- Desdentados posteriores bi ou unilaterais (extremidades livres)
- Espaços protéticos extensos ou múltiplos
- Espaços protéticos anteriores com grande reabsorção. A sela pode devolver o suporte dentolabial eliminando as pregas verticais que dá o aspecto de envelhecimento. (Próteses de transição = quando o paciente tem perda de vários elementos dentários e não quer usar dentadura)
- Contenção de dentes remanescentes com suporte periodontal reduzido ou dentes com mobilidade (ferulização)
- Prótese temporária (até q o tratamento definitivo seja finalizado)
- Pacientes com baixa renda
- Casos contraindicados para próteses fixas ou sobre implantes
- Obliteração de fissuras em paciente fissurados, pacientes com agenesias ou perda precoce de elementos dentários
CONTRAINDICAÇÕES
- Nos casos onde as PF convencionais ou sobre implantes estão indicadas
- Pacientes com problemas motores (dificuldade de remoção e colocação da prótese) ou neurológicos 
CLASSIFICAÇÃO DOS EDENTADOS PARCIAIS
(Funcional e Kennedy são as mais importantes) 
CLASSIFICAÇÃO UNIVERSAL
É a mais banal. Localização do espaço desdentado. 
- PPR superior ou inferior. Anterior ou posterior. Uni ou bilateral.
CLASSIFICAÇÃO FUNCIONAL OU BASE FUNCIONAL
Se a prótese vai usar dente, dente e mucosa ou mucosa. Existem dois tipos = dentes + mucosa ou só dente. Vai de transmissão de carga mastigatória ao osso (tipo de suporte da PPR). São classificadas em dentossuportada, dentomucossuportada e mucossuportada.
PPR DENTOMUCO X PPR MUCODENTO
- Avaliar qualidade dos dentes pilares
- Numero de dentes pilares
- E distribuição dos dentes pilares
CLASSIFICAÇAO BIOMECANICA (WILD)
Movimentos de alavanca que tendem a deslocar a PPR. Movimento de alavanca é quando temos a extremidade livre onde a movimentação da prótese a desloca. A ausência de segundo e terceiros molares só serão considerados extremidade livre se houver antagonista. É dividido em classe I, II e III de Wild.
- CLASSE I DE WILD \u2013 tipo de arcada onde vai estar presente alavanca posterior e/ou anterior (o que é alavanca? extremidade livre). A ausência de segundo e terceiros molares só serão considerados extremidade livre se houver antagonista
- CLASSE II DE WILD \u2013 paciente tem espaços intercalares
- CLASSE III DE WILD \u2013 quando tem alavanca anterior e/ou posterior e espaços intercalares
CLASSIFICACAO DE CUMMER (não precisa estudar)
Da uma ideia de pilares diretos. Quando avaliamos se há necessidade de pilares diretos ou indiretos.
CLASSIFICACAO TOPOGRAFICA OU DE KENNEDY (1925)
Mais abrangente, mais utilizada, aplicada em todas as situações e simples. É topográfica pq dá ideia de localização. Preocupa-se com a distribuição de dentes remanescentes e dos espaços desdentados
DESVANTAGENS \u2013 não leva em conta o número de dentes remanescentes e nem o tamanho do espaço desdentado. Não leva em consideração os esforços mecânicos transmitidos à PPR. O que vai determinar essa classificação é a extremidade livre.
5.1- CLASSE I \u2013 extremidade livre bilateral
5.2- CLASSE II \u2013 extremidade livre unilateral
5.3- CLASSE III \u2013 espaços intercalares
5.4- CLASSE IV \u2013variante da classe III. Mas envolve a linha média (dentes anteriores centrais)
			
DELINEAMENTO				22/08
Procedimento laboratorial realizado no modelo de estudo visando projetar e construir a estrutura metálica da PPR. Sua função principal é definir o eixo de inserção (como a prótese vai ser inserida e retirada).
Instrumento utilizado para determinar o paralelismo relativo entre dois ou mais superfícies dentais, de outras áreas de um modelo. Os tipos são: haste fixa e móvel (esse é mais pesado, mas tem a mesma função. Tem uma haste vertical móvel). Suas partes são: