trabalho individual 5 periodo
14 pág.

trabalho individual 5 periodo

Pré-visualização3 páginas
�PAGE �

SUMÁRIO
31.	INTRODUÇÃO	�
42.	DESENVOLVIMENTO	�
42.1	A Contabilidade na atualidade e a Indústria	�
42.1.1	Setor Industrial na atualidade	�
42.1.2	A Contabilidade como ferramenta de geração de valor para as Indústrias	�
52.1.3	Demonstrativos Contábeis Obrigatórios	�
52.2	Contabilidade de Custos Industriais	�
52.2.1	Principais terminologias utilizadas na Contabilidade de Custos e Industrial como base para o desenvolvimento dessas duas contabilidades	�
62.2.2	Formação do Preço de Venda com base nos custos	�
72.2.3	Formação do Preço de Venda com base no mercado	�
82.3	O Mercado Financeiro	�
82.3.1	O gestor industrial deve analisar a atuação do mercado financeiro no seu negócio? O que exatamente deve ser analisado?	�
82.3.2	Como uma indústria pode aplicar os recursos excedentes (Lucros)?	�
92.3.3	Cite dois exemplos de capital de terceiros comentando sobre eles	�
92.4	Importância da Gestão de Custos na Indústria	�
92.4.1	Escreva sobre a análise da margem de contribuição e ponto de equilíbrio na Contabilidade	�
112.4.2	Discorra sobre o quanto a Gestão de Custos, quando bem aplicada, pode interferir nas decisões de preço, rentabilidade do produto e gerenciamento de seu custo.	.....................................................................................................................�
123.	cONsideraçõES FINAIS	�
13REFERÊNCIAS	�
�
�
INTRODUÇÃO

A contabilidade tem papel fundamental no sucesso de uma organização. Através das informações reunidas nos demonstrativos financeiros e demais relatórios que o contabilista pode desenvolver, o gestor é capaz de tomar decisões com segurança, para então alcançar o principal objetivo da empresa, a maximização de seu patrimônio.

Nas indústrias, gerir os custos de forma adequada é determinante para que ao final do período a empresa consiga um resultado positivo, é através da gestão de custos que o administrador forma o preço de seus produtos, de modo que este tenha uma margem de contribuição eficaz e que seja suficiente para ultrapassar o ponto de equilíbrio da empresa e a partir de então gerar lucros significantes.
O mercado exige do gestor atenção constante, pois alterações no mercado financeiro como a variação nas taxas de juros, no mercado de câmbio, o surgimento de novas linhas de financiamento podem influenciar diretamente nos resultados esperados e na estratégia comercial da empresa. É importante ressaltar o quanto a contabilidade de custos é importante para a boa administração das empresas, em especial das indústrias, cuja característica principal é a transformação de um determinado material em um produto acabado e cujo processo envolve muitas etapas e tipos de custos.

DESENVOLVIMENTO
 A Contabilidade na atualidade e a Indústria

 Setor Industrial na atualidade

Nos últimos anos a contabilidade tem ocupado lugar de destaque dentro das organizações por conter informações que são determinantes para o administrador nos momentos de tomada de decisão. Especialmente nas indústrias, por conterem em seus processos muitas etapas e alocação de custos. No Brasil existe ainda nos dias atuais a concentração industrial nas regiões centrais do país, entretanto as demais regiões vêm se desenvolvendo e atraído investimentos.
O Brasil é um país industrializado com a concentração das indústrias, em sua maioria esta na região sudeste, no entanto nos últimos anos este quadro vem sofrendo mudanças e outras regiões vêm se destacando com a instalação de indústrias.

A Contabilidade como ferramenta de geração de valor para as Indústrias

A contabilidade além de transformar os fatos em informações, torna possível valorar não apenas o patrimônio tangível da empresa, mas também os intangíveis, como por exemplo, o valor intelectual, a criatividade e a rotatividade dos empregados, as promoções, o número de dias sem acidentes de trabalho, o sucesso no recrutamento de empregados, a qualidade dos produtos, o nível de satisfação dos clientes e a evolução participativa no mercado. Uma das funções da contabilidade em tempos de crise ou de diminuição de investimentos como tem se mostrado o ano de 2015 é controlar os custos e índices econômicos de modo a maximizar o lucro da empresa, minimizando as perdas e os desperdícios. Ao analisar as despesas e os custos de produção o gestor tem a oportunidade de evitar gastos desnecessários e controlando os impactos externos em sua gestão.
Demonstrativos Contábeis Obrigatórios

Através dos demonstrativos contábeis, obrigatórios ou não, o contabilista consegue reunir as informações financeiras da empresa, demonstrando de forma clara e objetiva a atual situação da empresa, podendo também prever resultados futuros com demonstrativos projetados. Dentre estes podem ser destacados os seguintes demonstrativos: Balanço patrimonial; Demonstrativo do Resultado do Exercício (DRE); Fluxos de Caixa – atual e projetado; Livro Razão; Livro Diário e Demonstrativo dos lucros ou prejuízos acumulados.
 Contabilidade de Custos Industriais

Principais terminologias utilizadas na Contabilidade de Custos e Industrial como base para o desenvolvimento dessas duas contabilidades

Para que haja organização e clareza nas alocações das despesas ocorridas nos processos de produção, a contabilidade faz uso de algumas terminologias, sendo as mais utilizadas:
Gasto: Sacrifício financeiro com que a entidade arca para a obtenção de um produto ou serviço qualquer, sacrifício esse representado por entrega ou promessa de entrega de ativos (normalmente dinheiro). (AULA 01 – CONTABILIDADE DE CUSTOS)

Custos: Gastos relativos a bem ou serviço utilizado na produção de outros bens ou serviços. (AULA 01 – CONTABILIDADE DE CUSTOS)

Despesas: Gasto com bens ou serviços utilizados nas áreas administrativa, comercial e financeira, que direta ou indiretamente visam à obtenção de receita. (AULA 01 – CONTABILIDADE DE CUSTOS)

Perda: Bem ou serviço consumido de forma anormal e involuntária. (AULA 01 – CONTABILIDADE DE CUSTOS)

Investimento: Gasto ativado em função de sua vida útil ou de benefícios atribuíveis a futuro(s) período(s). (AULA 01 – CONTABILIDADE DE CUSTOS)

Desembolso: Pagamento resultante da aquisição do bem ou serviço. (AULA 01 – CONTABILIDADE DE CUSTOS)
Desperdício: São gastos que podem ser eliminados ou reduzidos sem prejuízo da qualidade e quantidade da produção de bens, serviços ou receitas; (AULA 01 – CONTABILIDADE DE CUSTOS).
A contabilidade de custos possibilita uma formação de preços coerentes e competitivos, de modo que consigam arcar com os custos dos produtos e gerar lucro para a empresa. Os métodos de formação de preços mais utilizados e comuns são: Formação do Preço de Venda com base nos custos e Formação do Preço de Venda com base no mercado.

Formação do Preço de Venda com base nos custos

Dentro da estratégia competitiva de uma empresa, a formação do preço de venda dos produtos e serviços possui grande relevância, podendo ser um diferencial competitivo, fazendo com que a empresa e seus produtos se destaquem no mercado. Para tanto é necessário conhecimento dos diversos fatores envolvido, como por exemplo: demanda do mercado, ações de marketing, preços de concorrentes, custos de produção e venda, entre outros.

O preço pode ser conceituado como uma expressão do valor de troca entre empresa e cliente, onde um entra com o bem desejado e o outro com o valor monetário que custeará as obrigações assumidas e gerará o lucro almejado. Tal valor monetário (preço) deverá ser suficiente para cobrir todos os gastos e obter certo lucro.

Para que este valor monetário (preço) seja fixado é preciso conhecer os custos envolvidos na composição do produto (preço de compra ou de fabricação). Tais custos são os gastos efetuados no processo de fabricação de bens ou de prestação de serviços. No caso industrial, são os fatores utilizados na produção, como matéria