A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Exercícios resolvidos para Geologia

Pré-visualização | Página 1 de 2

Exercício
Conceitue os termos abaixo:
O cunhamento do gelo:
Abertura de fissuras no gelo.
Alteração esferoidal:
Fraturamento e desprendimento de lascas curvas de um matacão geralmente esférico em uma escala pequena.
Bauxita:
Minério composto de hidróxido de alumínio. É a principal fonte de alumínio.
Caulinita:
Argila de cor branca a creme produzida pela alteração do feldspato.
Erosão:
Conjunto de processos que desagregam e transportam solo e rochas morro abaixo ou na direção do vento.
Esfoliação:
Processo de intemperismo físico no qual grandes lâminas planas ou curvas da rocha fraturam-se e são destacadas do afloramento.
Estabilidade química:
Medida da tendência que uma substância tem de resistir numa dada forma química, ao invés de reagir espontaneamente para tornar-se uma substancia química diferente.
Hematita:
O mais abundante óxido de ferro da superfície terrestre.
Hidrólise:
Deslocamento da aderência através da água.
Horizonte A:
Camada superior do solo, com espessura de 1 a 2 metros, comumente mais escura, contendo maior concentração de matéria orgânica.
Horizonte B:
Camada onde a matéria orgânica é esparsa. Nesta camada os minerais solúveis e os óxidos de ferro podem ter se acumulado em pequenas tiras, lentes e crostas.
Horizonte C:
Substrato rochoso levemente alterado, fragmentado e decomposto, misturado com a argila do intemperismo químico. A transição de um horizonte para outro geralmente é indistinta.
Húmus:
Matéria orgânica no solo.
Intemperismo:
Processo geral pelo qual as rochas são destruídas na superfície da terra.
Intemperismo químico:
Ocorre quando os minerais de uma rocha são quimicamente alterados ou dissolvidos.
Intemperismo físico:
Ocorre quando a rocha sólida é fragmentada por processos mecânicos que não mudam sua composição química.
Junta:
Fragmentos ao longo de planos regulares de fraturas, espaçados desde um até vários metros.
Laterito:
Alta velocidade que ocorre o intemperismo químico gera o laterito, que é o solo vermelho profundo no qual o feldspato e outros silicatos foram completamente alterados, deixando para trás, predominantemente, óxidos de ferro, alumínio e hidróxidos.
Oxidação:
Combinação de um elemento com o oxigênio.
Regolito:
Produtos de intemperismo que permanecem sobrepostos ao substrato rochoso.
Solo:
Solo é o corpo tridimensional, natural e dinâmico da crosta terrestre, que resulta da ação conjugada do clima e organismos vivos sobre a rocha, sendo esta ação condicionada pelo relevo ou topografia e que é uma função do tempo.
O que as diversas rochas utilizadas nos monumentos podem nos dizer sobre intemperismo?
O desgaste ou esmaecimento de inscrições gravadas em lápides ou monumentos antigos é causado principalmente pelo intemperismo químico. Os escombros de colunas e blocos de pedras que eram partes de imponentes templos da Grécia antiga resultaram principalmente do intemperismo físico, que causou também rachaduras e fraturas de antigos túmulos e monumentos no Egito.
Quais os minerais formadores de rocha que se encontra em rochas ígneas alteram-se para argilominerais?
Feldspato, mica, anfibólio, montmorillonita, bauxita.
Como a chuva abundante afeta o intemperismo?
Chuvas intensas aumentam a taxa de crescimento de organismos, e a água dissolve os minerais.
Qual das duas rochas altera-se mais rápido: O granito ou o calcário?
O calcário. As diferenças entre a alteração do granito e do calcário resultam das distintas composições mineralógicas dessas rochas.
Como o intemperismo físico influencia o intemperismo químico?
Quanto menores os blocos produzidos pelo intemperismo físico, maior a superfície disponível para a ação do intemperismo químico.
Como o clima influencia o intemperismo químico?
Quanto mais quente e úmido for o clima, mais as rochas sofrem alterações químicas.
Quais são os principais fatores que controlam a formação dos diferentes tipos de solo?
As propriedades da rocha matriz, o clima, a presença ou a ausência do solo e o tempo de exposição das rochas à atmosfera.
O que acelera a construção do solo?
Uma vez iniciada a formação do solo, ele funciona como um agente geológico, que acelera a alteração da rocha.
Qual das duas rochas você esperaria que se alterasse mais rápido: O granito ou o basalto? Que fatores influenciariam sua escolha?
O basalto. Porque o granito é formado por quartzo, um mineral que não se altera e nem sofre intemperismo, deixando assim o granito mais forte e resistente por um tempo mais longo.
Como se pareceria o mundo se não tivesse o intemperismo?
Explique porque algumas rochas meteorizam-se mais rápido do que outras.
Porque a maneira e a taxa que isso ocorre em cada uma é distinta devido a fatores que controlam a desintegração e a decomposição, como: as propriedades da rocha matriz, o clima, a presença ou a ausência do solo e o tempo de exposição das rochas à atmosfera.
Explique como a natureza da rocha matriz controla o intemperismo.
A natureza da rocha matriz controla o intemperismo porque os minerais alteram-se com taxas diferentes e a estrutura das rochas influencia sua suscetibilidade de fraturar-se e fragmentar-se.
Explique como as taxas de intemperismo atuam no clima frio e no clima quente.
Altas temperaturas e chuvas intensas aumentam o intemperismo químico. O frio e a aridez, por seu turno, impedem esse processo. Já o intemperismo físico age com mais intensidade no clima árido do que no clima úmido.
Explique porque a produção do solo é um processo de retroalimentação progressiva.
Uma vez iniciado o processo de formação do solo, ele funciona como um processo em cadeia que acelera a alteração da rocha. O solo retém a água da chuva e hospeda diversos vegetais, bactérias e outros organismos. Essas formas de vida geram um ambiente ácido, que, juntamente com a umidade, promove o intemperismo químico, o qual altera e dissolve os minerais. Raízes de plantas e cavidades feitas por organismos no solo promovem o intemperismo físico, pois ajudam a criar fraturas na rocha. O intemperismo químico e mecânico, por sua vez, leva a formação de mais solo.
Diferencie intemperismo de erosão.
O intemperismo é a desagregação dos minerais formadores da rocha tanto por processos químicos quanto por processos físicos. Mas isto é in sito, ou seja, no exato lugar em que a rocha se encontra. Erosão é o transporte de sedimentos pelos rios, ventos, geleiras. Geralmente são sedimentos já intemperisados, inconsolidados. Logo, intemperismo não é erosão, mas é anterior a esta.
Explique o processo que transforma o sedimento em rocha sedimentar.
Formada a partir da compactação e/ou cimentação de fragmentos produzidos pela ação dos agentes do intemperismo e pedogênese sobre uma rocha preexistente e após serem transportados pela ação dos ventos, das águas que escoam pela superfície, ou pelo gelo, do ponto de origem até o ponto de deposição. A formação de uma rocha sedimentar pode ser a partir dos sedimentos que foram intemperizados de uma rocha ígnea ou metamórfica ou mesmo outra sedimentar.
Diferencie as rochas sedimentares clásticas das rochas sedimentares químicas e bioquímicas.
Rocha sedimentar clástica: Quando a rocha sedimentar é constituída de partículas preexistentes, pode ser classificada como clástica e podem apresentar tamanho variado de suas partículas, sendo facilmente reconhecidas pela sequência de camadas horizontais em espessuras variáveis. Ex.: arenito, quartzito, siltito, argilito, folhelho, etc.
Rochas sedimentares químicas ou não-clásticas: Formadas pela precipitação dos radicais salinos que foram produzidos pelo intemperismo químico; possuem compostos químicos dissolvidos que formam os sedimentos químicos.
Relacione dois tipos de rochas sedimentares onde são encontrados petróleo e gás. Descreva as suas características.
Explique o processo de diagênese.
Transformação dos sedimentos inconsolidados (p.ex. areia) em rochas sedimentares

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.