A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
25 pág.
apostila aulaorj OABdeBolso

Pré-visualização | Página 5 de 9

de clara hipótese de 
litispendência, existindo duas causas 
idênticas com as mesmas partes, o mesmo 
pedido e a mesma causa de pedir. 
 
Fundamento Legal: arts. 286, II, e 486, 
CPC/15. 
 
Comentário: Na questão foi ajuizada uma 
ação de reconhecimento de união estável 
com posterior desistência do processo. 
Paula, autora, preferiu acabar com a 
pendência da causa e obteve uma sentença 
que não apreciou o mérito, de modo que 
ingressou com nova ação. Esta nova ação é 
legítima, visto que não houve qualquer 
pronunciamento judicial acerca da união 
estável anteriormente requerida. A nova 
demanda deverá ser distribuída por 
dependência para evitar a tentativa de violar 
o princípio constitucional do juiz natural, 
cláusula que compõe o devido processo 
legal, consoante o art. 5º, LIII da 
Constituição Federal. Por tal motivo, pode 
ajuizar com a nova ação, distribuída por 
dependência (art. 486 c/c 286, II, CPC). 
 
Tutela de urgência – Cautelar 
 
13 
www.espacojuridico.com 
08. O arresto e o sequestro constituem 
procedimentos cautelares específicos. 
Portanto, constituem medidas 
concedidas mediante cognição sumária, 
nas quais o juiz, para a sua concessão, 
deve verificar a existência de fumus 
boni iuris e periculum in mora. 
 
No que tange a estas medidas cautelares, 
assinale a afirmativa incorreta. 
 
A) O arresto busca garantir a efetividade da 
futura execução de pagar quantia certa, 
consistindo na apreensão de bens 
indeterminados do patrimônio do devedor. 
B) No sequestro, considerando que o 
objetivo é assegurar a entrega de coisa, 
sempre haverá certeza sobre quem é o dono 
da coisa. Ou seja, no sequestro a coisa não é 
e nunca será litigiosa. 
C) A futura execução garantida pelo 
sequestro não precisa ser desenvolvida, 
necessariamente, por meio de processo 
autônomo, sendo admitida que esta seja 
desenvolvida através de mera fase 
procedimental (cumprimento de sentença). 
D) O sequestro tem por objetivo assegurar a 
eficácia de futura execução para a entrega 
de coisa, consistindo na busca e apreensão 
de determinado bem do patrimônio do 
requerido. 
 
Fundamento legal: art. 301, CPC. 
 
Comentário: O CPC/15 não prevê mais o 
procedimento específico para algumas 
cautelares, sendo todas as modalidades 
tratadas igualmente pelo legislador. 
Entretanto, essencial saber diferenciar 
arresto e sequestro para resolver a questão 
acima. No sequestro, o bem será sempre 
litigioso, visto que é determinado, sempre 
recairá sobre este bem o litígio; enquanto o 
arresto tem a finalidade da garantir quantia 
certa, sem nenhum bem determinado. Visa, 
por exemplo, garantir uma quantia em 
dinheiro, razão pela qual pode ser 
substituído, por exemplo, por uma fiança ou 
caução. Importante ainda lembrar que o 
arresto aqui previsto não se confunde com o 
arresto executivo. 
 
Recursos – efeitos, requisitos de 
admissibilidade. 
 
09. Maria e Pedro, demandados em ação 
em trâmite sob o rito sumário, são 
intimados, por seus respectivos 
procuradores, da sentença de 
procedência do pedido. No 23º dia 
seguinte à intimação, Maria ingressa 
com recurso de apelação. 
 
Considerando os critérios quanto à 
tempestividade e efeitos, é correto afirmar 
que o recurso será 
 
A) inadmitido por restar extemporâneo e a 
decisão competirá ao juízo ad quem. 
B) recebido apenas no efeito devolutivo, já 
que incabível a atribuição do duplo efeito 
para o recurso em tela, tempestivo. 
C) declarado intempestivo pelo juízo a quo, 
que deixará de intimar o recorrido a 
apresentar suas contrarrazões. 
D) admitido por restar tempestivo e recebido 
no duplo efeito, em regra, face à natureza 
do recurso, salvo exceções legais. 
 
Fundamento Legal: art. 229 c/c 1.012, 
CPC/15. 
 
 
14 
www.espacojuridico.com 
Comentário: Tratando-se de tempestividade 
e dos efeitos do recurso, a ação tramitar 
pelo rito sumário ou ordinário é indiferente. 
O recurso apresentado é tempestivo, ainda 
que apresentado no 23º dia de prazo, visto 
que a apelação tem prazo de 15 dias, mas o 
presente caso traz hipótese de litisconsórcio 
com procuradores distintos (art. 229, CPC), 
que traz a incidência do prazo em dobro, 
levando o prazo a 30 dias. Além disso, a 
apelação em regra é dotada do duplo efeito 
(art. 1012), exceto de previsto em lei 
hipótese que incida apenas o efeito 
devolutivo, o que não é o caso da questão 
em tela. 
 
Sujeitos da relação processual 
 
10. “Toda pessoa que se acha no exercício 
dos seus direitos tem capacidade para estar 
em juízo”, estabelece o Código de Processo 
Civil, e os incapazes serão assistidos ou 
representados por seus pais, tutores ou 
curadores. 
A respeito do tema estão corretas as 
afirmativas a seguir, à exceção de uma. 
Assinale-a. 
 
A) O curador especial, nomeado em caso de 
executado citado com hora certa revel, tem 
legitimidade para opor embargos à 
execução. 
B) Ao curador especial não se aplica o ônus 
da impugnação especificada dos fatos 
articulados pelo autor. 
C) O juiz dará curador especial ao réu revel 
citado por edital, mas não àquele citado com 
hora certa. 
D) O juiz dará curador especial ao incapaz, 
ainda que tenha representante legal, quando 
houver colisão de interesses entre este e o 
representado. 
Fundamento legal: art. 72, II, CPC/15. 
 
Comentário: Como prevê a súmula 196 do 
STJ, o curador especial para executado com 
hora certa que permaneceu revel, pode 
interpor embargos à execução. Além disso, 
ao curador especial é permitida a 
impugnação geral dos fatos, como prevê o 
art. 341, parágrafo único, bem como mesmo 
contraditório alguém representar 
processualmente outra pessoa se os 
interesses de ambas fossem colidentes, 
como previsto no art. 72, I. Por fim, será 
concedido curador especial ao réu revel 
citado por edital e por hora certa, por 
previsão expressa do art. 72, II. 
 
Processo Penal: Bruno Trigueiro 
 
Marque Certo ou Errado 
01. Caberá recurso em sentido estrito da 
decisão, despacho ou sentença que 
__ pronunciar o réu. 
__ receber a denúncia ou a queixa. 
__ decretar a prescrição ou julgar, por outro 
modo, extinta a punibilidade. 
__ denegar a apelação ou a julgar deserta. 
02. __ O inquérito policial pode ser 
arquivado, de ofício, pelo juiz, por membro 
do Ministério Público ou pelo delegado de 
polícia, desde que fique comprovado que o 
indiciado agiu acobertado por causa 
excludente da antijuridicidade ou da 
culpabilidade. 
03. __ Em qualquer fase da investigação 
policial ou do processo penal, caberá a 
prisão preventiva decretada pelo juiz, de 
 
15 
www.espacojuridico.com 
ofício, se no curso da ação penal, ou a 
requerimento do Ministério Público, do 
querelante ou do assistente, ou por 
representação da autoridade policial. 
04. __ A citação é admissível por hora certa, 
estabelecendo a legislação processual penal 
forma específica e determinada. 
05. __ A autoridade policial somente poderá 
conceder fiança nos casos de infração cuja 
pena privativa de liberdade máxima não seja 
superior a 5 (cinco) anos. 
06. __ São proibidas de depor as pessoas 
que, em razão de função, ministério, ofício 
ou profissão, devam guardar segredo, salvo 
se, desobrigadas pela parte interessada, 
quiserem dar o seu testemunho. 
07. __ A confissão será divisível e retratável, 
sem prejuízo do livre convencimento do juiz, 
fundado no exame das provas em conjunto. 
 
Direito Penal: Ricardo Galvão 
QUESTÕES: