Avaliando de Processo penal I
20 pág.

Avaliando de Processo penal I


DisciplinaDireito Processual Penal I19.360 materiais141.594 seguidores
Pré-visualização8 páginas
Aluno(a): ANA NILSA
	Desempenho: 0,3 de 0,5
	Data: 03/10/2016 19:17:46 (Finalizada)
	
	 1a Questão (Ref.: 201401915228)
	Pontos: 0,0  / 0,1
	Assinale a alternativa que corresponde a um dos traços característicos do sistema acusatório formal:
		
	
	Concentração de funções processuais na pessoa do julgador
	 
	O juiz atua presidindo a apuração de elementos de informação necessários à propositura da ação
	
	Embora exista separação entre as funções de acusar e julgar, há resquícios de gestão de prova em poder do juiz
	 
	Rígida separação entre as funções dos sujeitos processuais
	
	Atuação do juiz pautada na busca da verdade real
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201401423899)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	VIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO Um Delegado de Polícia determina a instauração de inquérito policial para apurar a prática do crime de receptação, supostamente praticado por José. Com relação ao Inquérito Policial, assinale a afirmativa que não constitui sua característica.
		
	
	Formal.
	
	Inquisitório.
	 
	Indispensável.
	
	Escrito.
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201401960547)
	Pontos: 0,0  / 0,1
	A lei processual penal não regula o fato criminoso, mas, sim os procedimentos relacionados com o fato criminoso, razão pela qual, os atos processuais realizados sob o amparo da lei anterior consideram-se válidos e os realizados sob guarida da lei nova têm aplicação imediata. Com base nestas informações assinale a seguir a alternativa que julgar correta:
		
	
	À norma processual penal serão aplicados identicamente os princípios aplicáveis ao direito material, ou seja, aplica-se os princípios da norma penal
	
	Em razão do princípio da retroatividade da lei da lei mais benéfica, a lei processual penal poderá retroagir para beneficiar o acusado, em face da imposição contida na Constituição Federal
	
	Estão corretas as alternativas ¿a¿, ¿b¿ e ¿d
	 
	A lei processual penal poderá ter efeito retroativo, caso o juiz, fundamentadamente, perceba que se trata de norma procedimental mais benéfica
	 
	Em razão do princípio da irretroatividade a lei processual penal jamais retroagirá, pouco importando ser mais benéfica ao acusado
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201401342024)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	(MPU/MPDFT/Prom. Just. Adjunto/2002) O art. 5º, inciso LV, da Constituição da República assegura aos acusados em geral o contraditório e a ampla defesa, com os meios e recursos a ela inerentes. Com apoio nesse dispositivo, o acusado
		
	 
	Tem direito de estar pessoalmente presente nos atos processuais, além do interrogatório, como exercício da sua autodefesa.
	
	Tem direito a ser previamente informado, durante o inquérito policial, da decretação de medidas cautelares, entre as quais a busca e apreensão domiciliar
	
	Poderá, se o requerer, usar a palavra pelo dobro do tempo destinado aos debates, no julgamento pelo tribunal do júri.
	
	Poderá dispensar a presença de advogado na audiência de inquirição das testemunhas arroladas na denúncia, por ser a defesa técnica um direito disponível nos atos de instrução.
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201401325377)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	ENADE 2006
Alguém publica em uma página pessoal na rede mundial de computadores, fotos de crianças e adolescentes (entre 8 e 16 anos) nuas ou em situações que denotam atividade sexual. O Ministério Público não conseguiu, ainda, desvendar a identidade do autor, mas tem provas de que as fotos estão disponíveis em um site controlado por uma empresa
estrangeira. Conseguiu provar, também, que foram disponibilizadas na rede mundial de computadores por meio de um computador situado no Brasil e que todos os acessos a tais fotos ocorreram por meio de computadores também situados no Brasil.
Com base nos dados acima, é possível afirmar que o crime
		
	
	não está sujeito à aplicação da lei brasileira, já que praticado no país da sede da empresa estrangeira.
	
	não está sujeito à aplicação da lei brasileira, já que praticado por estrangeiro no Brasil.
	
	está sujeito à aplicação da lei brasileira, já que praticado por brasileiro no exterior.
	
	está sujeito à aplicação da lei brasileira, já que o Brasil se obrigou a reprimi-lo por meio de um Tratado Internacional.
	 
	está sujeito à aplicação da lei brasileira, já que praticado no Brasil, independentemente da nacionalidade do agente.
		
	1a Questão (Ref.: 201401811208)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	Acerca da aplicação da lei processual penal no tempo e no espaço, assinale a opção correta.
		
	 
	De acordo com o princípio da imediatidade, serão exercidos sob a disciplina de legislação superveniente os atos processuais de processo em andamento ainda não iniciados.
	
	Em relação à aplicação de lei processual penal no espaço, o princípio da territorialidade é a regra geral, exceto em caso de crime contra a vida ou a liberdade do presidente da República, crime contra a administração pública e de delito de genocídio cometidos no estrangeiro.
	
	Os prazos iniciados na vigência de determinada norma processual penal, em nenhuma hipótese, poderão ser afetados por norma processual posterior.
	
	A lei processual penal posterior que, de qualquer modo, favoreça o agente deverá ser aplicada aos fatos anteriores, ainda que decididos por sentença condenatória transitada em julgado.
	
	De acordo com o entendimento majoritário, a lei processual penal posterior e mais gravosa ao réu não deve ser aplicada a fatos cometidos na vigência de norma anterior, em decorrência do princípio tempus regit actum.
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201401960822)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	5. Ernestina Pedreira, ao chegar na sua residência situada na região praiana constatou que as janelas foram violadas e alguns objetos haviam sido subtraídos. Dirigiu-se a Delegacia local e registrou uma notícia do fato delituosos. O Delegado de Polícia, registra o fato e instaura o respectivo inquérito policial, por portaria, e determina que os investigadores e peritos se desloquem à casa de Ernestina e façam o levantamento do local de crime. Envidados todos os esforços que estavam ao seu alcance a autoridade não consegue identificar o autor dos fatos e nem mesmo recuperar os objetos furtados. Diante da assertiva acima assinale a alternativa correta:
		
	
	A autoridade policial, diante da poder discricionário poderá determinar, imediatamente, o arquivamento do Inquérito Policial, sem que haja a intervenção do Poder Judiciário e, neste caso, poderá reabrir o Inquérito policial caso surgirem novas provas, conforme prevê o artigo 18 do Código de Processo Penal
	
	Elaborar o relatório com as respectivas conclusões e requerer o arquivamento, ao Secretário de Segurança, tendo em vista, ser este a autoridade superior com atribuições exclusivas para proceder o arquivamento do Inquérito Policial, na forma da lei
	
	Nenhuma alterativa está correta.
	 
	Elaborar o relatório com as respectivas conclusões e requerer o arquivamento, ao Juiz, que encaminhará ao Promotor de Justiça para que analise de se for o caso promova o pedido de arquivamento, o que não obrigará o juiz ao arquivamento
	
	Suspender as investigações, e arquivar provisoriaente, até que surjam novas provas, e, neste caso, estará sujeitos ao prazo prescricional do crime investigado
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201401305032)
	Pontos: 0,1  / 0,1
	(35º Exame da OAB/RJ) Acerca dos sujeitos processuais, assinale a opção correta.
		
	 
	A vítima pode intervir no processo penal por intermédio de advogado, como assistente da acusação, depois de iniciada a ação penal e enquanto não transitada em julgado a decisão final.
	
	O juiz deve declarar-se suspeito caso seja amigo ou inimigo das partes, esteja interessado no feito
Robson
Robson fez um comentário
Se garante. ;)
0 aprovações
Carregar mais