EXERCICIOS PREVIDENCIÁRIO AULAS 1 A 4
11 pág.

EXERCICIOS PREVIDENCIÁRIO AULAS 1 A 4


DisciplinaDireito Previdenciário6.246 materiais68.662 seguidores
Pré-visualização4 páginas
Exercício: CCJ0067_EX_A1_ 
	
	Aluno(a): 
	Data: 04/09/2016 20:30:03 (Finalizada)
	 1a Questão (Ref.: 201201305190)
	 Fórum de Dúvidas (1 de 3)       Saiba  (0)
	
	Tício, marido de Martha, faleceu em julho de 2004, desempregado. Havia trabalhado como empregado durante 20 anos para a empresa Carro dos Sonhos Ltda, tendo terminado seu contrato de trabalho com a referida empresa em julho de 1999. Em agosto de 2004 Martha formulou requerimento administrativo de pensão por morte em uma agência da previdência social e teve seu pedido indeferido. A correta justificativa para o indeferimento da pensão por morte nesse caso é:
		
	 
	Perda da qualidade de segurado do instituidor da pensão.
	
	O fato de o período de carência fixado por lei para a concessão de pensão por morte não ter sido cumprido.
	
	O fato de que Martha não comprovou a sua dependência econômica de Tício, requisito este indispensável para a qualificação de cônjuge como dependente.
	
	O fato de Martha não ser segurada do Regime Geral de Previdência Social.
	
	Ausência de inscrição de Martha como dependente designada por Tício, antes do seu falecimento.
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201201969402)
	 Fórum de Dúvidas (3)       Saiba  (0)
	
	Segundo a Comissão Econômica para América Latina (CEPAL), citada por Boschetti (2008), a Reforma da Previdência brasileira, no que diz respeito à sua natureza, pode ser classificada como
		
	 
	paramétrica.
	
	global
	
	progressista
	
	estrutural
	
	Recessiva
	 3a Questão (Ref.: 201201342957)
	 Fórum de Dúvidas (1 de 3)       Saiba  (0)
	
	Com relação à manutenção da qualidade de segurado, independentemente de contribuições, na forma da Lei nº 8213/91, é correto afirmar:
		
	
	mantém-se a condição de segurado até 10 (dez) meses após cessar a segregação, o segurado acometido de doença de segregação compulsória.
	
	mantém-se a condição de segurado até 24 (vinte e quatro) meses após o livramento, o segurado retido ou recluso.
	
	mantém-se a condição de segurado até 3 (três) meses após a cessação das contribuições, o segurado facultativo.
	
	mantém-se a condição de segurado até 6 (seis) meses após o licenciamento, o segurado incorporado às Forças Armadas para prestar serviço militar.
	 
	mantém-se a condição de segurado até 12 ( doze ) meses após a cessação das contribuições, o segurado que deixar de exercer atividade remunerada abrangida pela Previdência Social ou estiver suspenso ou licenciado sem remuneração.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201201905615)
	 Fórum de Dúvidas (1 de 3)       Saiba  (0)
	
	Maria trabalhou de 02 de janeiro de 1990 até 02 de fevereiro de 2005 como empregada de uma empresa, desligando-se do emprego para montar um salão de beleza. Apesar de ter passado à categoria de contribuinte individual, deixou de recolher contribuições para a Previdência Social durante dois anos, até fevereiro de 2007. Nessa situação, o período de graça de Maria é de,
		
	
	36 meses
	
	48 meses
	 
	24 meses
	
	60 meses
	
	12 meses
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201201969386)
	 Fórum de Dúvidas (3)       Saiba  (0)
	
	Marque a opção correta quanto a evolução história da Previdência Social no Brasil?
		
	
	Em 1931 o Presidente Luis Inácio Lula da Silva determinou a intervenção nas caixas previdenciárias até então existentes em face de problemas de gestão e efetivação da proteção. Foi determinado um novo modelo previdenciário para o Brasil. O Decreto n.º 20.465/31 veio a lume prevendo um amplo leque de proteção cobrindo os já existentes riscos de invalidez, velhice e morte, bem como obedecendo o outras prestações. No modelo criado em 1931, a gestão passa a ser estatal (autarquias previdenciárias) e a proteção por segmentos profissionais (por categorias profissionais).
	
	Em 2015 foi criado o Sistema Integrado Nacional de Previdência e Assistência Social ¿ SINPAS que não era integrado a Dataprev, INPS, Funabem, Inamps, Ceme, Iapas e LBA.
	 
	Em 1923 a Lei Eloy Chaves (Decreto Legislativo 4.682, de 24 de janeiro de 1923). É considerado o marco inicial da proteção previdenciária no Brasil. Com ela foram criadas as caixas de aposentadoria e pensão. Eram privadas, realizadas pela própria empresa e vinculadas a seus empregados. Previam proteção aos riscos de doença, invalidez, idade e morte.
	
	A primeira reforma constitucional do sistema previdenciário brasileiro ocorreu em 1500.
	
	Em 1945 a Presidente Dilma criou uma lei que extinguiu a Previdência Social no Brasil.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201201969389)
	 Fórum de Dúvidas (3)       Saiba  (0)
	
	Acerca da evolução histórica do direito previdenciário brasileiro, assinale a opção correta.
		
	
	O Decreto Legislativo n.º 4.682/1923, também conhecido como Lei Eloy Chaves, é considerado um marco do direito previdenciário brasileiro, devido ao fato de, por meio dele, ter sido criado o Ministério da Previdência e Assistência Social
	
	A Constituição Federal de 1934 é considerada retrocedente quanto à proteção ao trabalhador, haja vista terem sido dela excluídos os benefícios de proteção à maternidade e os provenientes de acidente de trabalho.
	
	Ao longo de décadas, o Estado brasileiro deixou de concedeu diversos direitos sociais a seus cidadãos, tendo sido instituídos benefícios previdenciários ao trabalhador apenas com a promulgação da CF.
	 
	O ordenamento jurídico brasileiro coexistiu com inúmeros regimes previdenciários específicos até a edição do Decreto-lei n.º 72/1966, mediante o qual foram unificados os institutos de aposentadorias e centralizada a organização previdenciária no INPS.
	
	Ocorreram inúmeras modificações na organização administrativa previdenciária brasileira ao longo de seu desenvolvimento, tais como a transformação do Fundo de Assistência e Previdência do Trabalhador Rural em INPS e, em seguida, mediante a CF, a transformação deste em INSS.
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201201897088)
	 Fórum de Dúvidas (3)       Saiba  (0)
	
	Considerando o conceito, a organização e os princípios da seguridade social no Brasil, assinale a opção correta:
		
	
	Apesar de ser regida pelo princípio da universalidade da cobertura e do atendimento, a seguridade social só é acessível a brasileiros que residem no país.
	
	O princípio da uniformidade e equivalência dos benefícios e serviços às populações urbanas e rurais sempre norteou a seguridade social brasileira, e, desde a criação da previdência social no país, não há discriminação entre trabalhadores urbanos e rurais.
	 
	A assistência social atende os hipossuficientes, por meio da concessão de benefícios, independentemente de contribuição.
	 
	Para que o usuário possa usufruir dos serviços públicos de saúde será necessária a contribuição mensal ao SUS.
	
	No Brasil, a seguridade social é caracterizada por uma administração democrática e descentralizada, mediante gestão quadripartite, com participação, nos órgãos colegiados, dos trabalhadores, empregadores, pensionistas e do governo.
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201201986384)
	 Fórum de Dúvidas (3)       Saiba  (0)
	
	O INSS, autarquia federal, resultou da fusão das seguintes autarquias:
		
	
	FUNABEM e CEME
	
	IAPAS e INAMPS
	
	INAMPS e SINPAS
	
	DATAPREV e LBA.
	 
	IAPAS e INPS.
	
	
	Exercício: CCJ0067_EX_A2 
	
	Aluno(a): 
	Data: 30/10/2016 14:04:34 (Finalizada)
	 1a Questão (Ref.: 201201969400)
	 Fórum de Dúvidas (0)       Saiba  (0)
	
	Com relação às características do regime público de previdência específico dos titulares de cargos efetivos, julgue os itens abaixo considerando os dispositivos constitucionais e legais que regulam a matéria, e assinale a opção correta. I. A existência de um plano de benefícios pré-definido caracteriza esse regime.