A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
Odontogênese e suas fases

Pré-visualização | Página 1 de 1

Odontogênese
Formação do dente
Se inicia com a interação do Epitélio Oral Primitivo com o Ectomesênquima
Ectomesênquima(Ecto-Migrou das cristas neurais/mesênquima-célula tronco do Tecido Conjuntivo)- Pode se transformar em qualquer outro tipo de célula
Depois dessa interação, ela se divide em duas partes:
Lâmina Dentária
Lâmina Vestibular(a qual quando se degenera vira o Vestíbulo Oral)
Primeira Fase da Odontogênese
Botão/Broto
Vem a partir do crescimento da lâmina dentária
Nessa fase ocorre a condensação do ectomesênquima(na região inferior do Botão)
Possui as seguintes estruturas:
Lâmina dentária
Ectomesênquima
Condensação do ectomesênquima
Segunda Fase da Odontogênese
Capuz
Nesta fase começa a formação do órgão do esmalte
Onde era o broto, começa a crescer, englobando a condensação do ectomesênquima, o qual está muito condensado e não tendo como invadir esse espaço, formando um capuz
A região onde era a condensação do ectomesênquima vai se transformar na papila dentária(a qual futuramente vai originar a dentina e a polpa dentária)
Envolta onde tinha o ectomesênquima vai ser o folículo dentário(o qual futuramente vai originar o periodonto-osso alveolar, cemento e ligamento periodontal-)
Estruturas presentes nessa fase:
Lâmina dentária
Retículo estrelado
Epitélio externo e interno do órgão do esmalte
Papila dentária
Folículo Dentário
Ectomesênquima
Terceira Fase da Odontogênese
Sino/Campânula
É a fase morfogenética e de diferenciação
Ocorre a diferenciação da forma da futura coroa
A diferença dela para a fase de capuz é que surgiu o estrato intermediário, o qual fica entre o retículo estrelado e o epitélio interno, e uma junção entre o epitélio externo e interno que é a alça cervical
A lâmina dentária começa a se degenerar nessa fase, formando o germe dentário
Na alça epitelial pode surgir um novo botão, sendo que de um dente permanente, mas isso não acontece com os molares e pré-molares, pois eles surgem direto do epitélio oral primitivo
Forma da Futura coroa
As células do epitélio interno começam a sofrer uma inversão de polaridade
O núcleo das células deveriam estar em contato com a lâmina basal, mas com a inversão de polarização, elas vão se distanciando e se transformando em ameloblastos, que vão gerar o esmalte
Com isso, as células da papila dentária vão começar(forçadas) a se diferenciar em odontoblastos
Estruturas presentes nessa fase:
Lâmina dentária
Retículo estrelado
Epitélio externo e interno do órgão do esmalte
Papila dentária
Estrato intermediário
Alça cervical
Lâmina Basal
Quarta Fase da Odontogênese
Coroa
A lâmina dentária desaparece nessa fase e dá lugar ao canal gubermecular
O epitélio interno se transforma em ameloblastos, o qual produz o esmalte
Possui as seguintes estruturas
Retículo estrelado
Epitélio externo do órgão do esmalte
Estrato intermediário
Ameloblastos(epitélio interno se transforma em ameloblastos)
Matriz do esmalte(formação centrífuga-do centro para fora-)
Dentina
Pré-dentina
Odontoblastos(formação centrípeta-de fora pro centro-)
Papila dentária
Quinta Fase da Odontogênese
Raiz
Nesta fase há o colapso do esmalte
A alça cervical começa a se transformar para que ocorra a formação da raiz
surgindo duas estruturas:
Bainha epitelial de Hertwing, a qual secreta matriz que estimula os odontoblastos na produção de dentina
Diafragma epitelial
Quando a Bainha epitelial de Hertwing se rompe, deixa a dentina em contato com o folículo dentário, a dentina estimula o folículo a se transformar nas três regiões do periodonto(osso alveolar, cemento e ligamento periodontal)
Possui as seguintes estruturas:
Epitélio externo do órgão do esmalte
Retículo estrelado
Ameloblastos
Esmalte
Dentina
Pré-dentina
Odontoblastos
Papila dentária
Bainha epitelial de Hertwing
Diafragma epitelial
Folículo dentário
Obs: Esmalte é de origem epitelial e a dentina é de origem conjuntiva