A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
AV2 MATERIAIS ELÉTRICOS 2014.02

Pré-visualização | Página 1 de 2

1a Questão (Ref.: 201307188016)
	Pontos: 0,8  / 1,5
	Determine a variação da resistência de um material condutor de l = 40 cm de comprimento, resistividade ρ=10Ωm e área da seção reta do condutor A = 1m², quando a área se dilata de0,003m².
		
	
Resposta: Temos que R=p.lA e (deltaR)/(deltaA) = -(rho*l)/(A^2)= -(10.0,4)= - (4 Omega)/(m2) Como variação é de 0,003 m2, temos que a variação da resistencia foi de: -4(0,003)=0,02 "omega"ohns
	
Gabarito:
Temos que R=ρ.lA  e (deltaR)/(deltaA) = - (rho*l)/(A²) = - (10.0,4)/1 = - (4 Omega)/(m²).
Como a variação é de 0,003 m², temos que a variação da resistência foi de :-4(0,003)=0,012Ω
	
Fundamentação do(a) Professor(a): Resposta incorreta.
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201307255031)
	Pontos: 1,5  / 1,5
	Explique sucintamente o que é diamagnetismo.
		
	
Resposta: O diamagnetismo é o termo utilizado para designar o comportamento dos materiais serem ligeiramente repelidos na presença de campos magnéticos fortes, o mesmo existe em todos os materiais, mas é tão fraco que normalmente não pode ser observado quando material possui uma das outras duas propriedade: ferromagnetismo ou paramagnetismo.
	
Gabarito:
Diamagnetismo: é uma forma muito fraca de magnetismo que persiste somente durante a aplicação de um campo magnético externo, H. Os dipolos magnéticos induzidos são contrários ao campo magnético e estritamente pequenos. A permeabilidade magnética é ligeiramente inferior a 1 e a susceptibilidade magnética é negativa.
	
Fundamentação do(a) Professor(a): Resposta aceita.
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201307254036)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Considere que você tenha comprado um forno para tratamento térmico em metais e deseja instalá-lo. Sabendo que você não pode alterar o comprimento do fio a ser utilizado, considere a opção mais adequada ao contexto descrito anteriormente.
		
	
	Como a resistividade não varia com as dimensões do condutor, não importa a área da seção reta do fio a ser comprado e nem o seu volume.
	
	Deverá ser comprado o fio de menor área de seção reta, uma vez que este apresentará menor resistividade e, portanto, permitirá a fácil passagem de elétrons.
	 
	Deverá ser comprado o fio de maior área de seção reta, uma vez que este apresentará menor resistência a passagem de elétrons e, portanto, apresentará menor perda energia por Efeito Joule (geração de calor).
	 
	O fio que apresentar menor seção reta é o mais indicado, uma vez que quanto menor o volume para o trânsito dos elétrons, mais ordenados estes estarão na formação da corrente elétrica e mais rapidamente transitarão em seu interior.
	
	Deverá ser comprado o fio de menor área de seção reta, uma vez que quanto menor esta área, menor a quantidade do material a ser utilizado e menor o custo da instalação, não importando a área da seção reta do fio utilizado.
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201307254060)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Um campo elétrico aplicado a um material condutor, motiva os elétrons a se movimentarem de forma ordenada, criando o que conhecemos como corrente elétrico.  Contudo, este deslocamento não é ordenado e muito menos retilíneo, mas sim com os elétrons sofrendo espalhamento em imperfeições microscópicas e na própria rede cristalina do condutor. O conceito que melhor descreve este fenômeno é:
		
	 
	Mobilidade elétrica.
	
	Resistividade elétrica.
	
	Supercondutividade elétrica.
	
	Resistência elétrica.
	 
	Condutividade elétrica.
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201307254078)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Do ponto de vista tecnológico,  a fabricação de transistores a partir de semicondutores dopados, foi estrategicamente decisivo para a evolução da eletrônica moderna. Os primeiros transistores apresentavam desempenho insatisfatório devido a impurezas como o Ouro e o Cobre, devido às precárias técnicas de refinamento da década de 1950. Foi somente em 1954, que um pesquisador da Bell Laboratories, William G. Pfann, engenheiro metalúrgico, desenvolveu um método adequado para a requerida purificação destes materiais (MEYER HERBERT W., A History of Electricity and Magnetism , Burnby Library, Connecticut, Norwalk, 1972, Chapter 17).
Com relação aos semicondutores, é possível afirmar que:
		
	 
	A concentração de impurezas determina se um semicondutor é extrínseco do tipo-n ou extrínseco do tipo-p.
	 
	A resistividade do semicondutor aumenta com a concentração de impurezas.
	
	Qualquer impureza oriunda de elementos de boa qualidade servem para dopar semicondutores.
	
	A temperatura não altera as propriedades elétricas dos semicondutores.
	
	Os semicondutores intrínsecos possuem impurezas que acrescentam portadores de carga negativas ou portadores de carga positivas.
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201307180389)
	Pontos: 0,5  / 0,5
	Qual é a principal característica dos materiais semicondutores?
		
	 
	São condutores e isolantes.
	
	São somente supercondutores.
	
	São somente condutores
	
	São somente isolantes
	
	Não são condutores e isolantes.
 
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201307254155)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	Capacitância é uma grandeza física associada a dispositivos denominados de capacitores e que possuem a finalidade de armazenar carga. Do ponto de vista quantitativo, define-se capacitância, C, de um capacitor como a razão entre a sua carga, Q, e a diferença de potencial, V, ao qual o mesmo está submetido, ou seja, C=Q/V. No sistema internacional de unidades (SI), a capacitância é medida em Farad (F). Considerando o exposto, determine a opção correta.
		
	 
	Um capacitor submetido a 120V e que tenha acumulado uma carga de 0,008C possui capacitância igual a 0,00007 F.
	
	Dois capacitores idênticos submetidos respectivamente a diferenças de potencial iguais a 2V e V/2 terão 2C e 1C de carga respectivamente.
	 
	Um capacitor que possui capacitância igual a 0,06F e está submetido a uma diferença de potencial igual a submetido a 2V acumula uma carga de 0,003C.
	
	Um capacitor que tenha acumulado uma carga de 0,010C e que possui capacitância igual a 2F está submetido a uma diferença de potencial igual a submetido a 0,05V
	
	A capacitância do capacitor sempre varia com a corrente elétrica do circuito, como mostra a expressão C=Q/V.
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201307254163)
	Pontos: 0,0  / 0,5
	A característica básica dos materiais isolantes é a péssima capacidade de conduzir corrente elétrica. Devido a esta característica, são utilizados como dielétricos de capacitores e constituintes de equipamentos de proteção individual.
Assinale o item que contenha informações corretas sobre esses materiais:
		
	 
	Os cerâmicos representam os materiais mais abundantes na natureza. Possuem condutividade elétrica e térmica baixas, além de apresentarem fragilidade a choques mecânicos.
	
	Os polímeros são compostos de pequenas cadeias de carbono e são geralmente isolantes. Possuem boa ductilidade e alta temperatura de fusão.
	
	Os materiais isolantes, cerâmicos ou poliméricos, possuem muitos elétrons livres que não promovem condução elétrica por estarem presos a rede cristalina.
	 
	Os isolantes apresentam baixa resistividade elétrica e são raramente encontrados na natureza.
	
	Geralmente a carga elétrica cedida a um isolante espalha-se por todo sua extensão, não permitindo a sua condução.
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201307334947)
	Pontos: 0,0  / 1,0
	Após completar a disciplina Materiais Elétricos, você compreende os parâmetros que determinam a resistência elétrica de um material. Desta forma, desejando aumentar a resistência elétrica de uma bobina em 20% através da diminuição da seção reta do condutor que a compõe (mantendo-se o comprimento do fio), expresse a diminuição porcentual da nova seção reta em relação a seção reta original.