A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Av Parc HISTÓRIA DA ÁFRICA DO SÉCULO XX   1,2 e 3

Pré-visualização | Página 1 de 4

HISTÓRIA DA ÁFRICA DO SÉCULO XX
	Avaiação Parcial: CEL0510_SM_ V.1 
	  
	
	
	Acertos: 9,0 de 10,0
	Data: 24/10/2016 
	
	 1a Questão (Ref.: 201505229560)
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	A ampliação e intensificação do comércio de cativos africanos na Época Moderna está relacionado à: I. Implementação e consolidação do sistema colonial mercantilista. II. Legitimação da escravidão pela Igreja Católica oficializada na "Bula Dum Diversas" de 1452. III. Chegada do Islamismo ao continente africano.
		
	
	As afirmativas I, II, e III estão corretas. 
	
	Nenhuma das afirmativas estão corretas.
	
	As afirmativas II e III estão corretas.
	
	As afirmativas I e II estão corretas.
	
	As afirmativas I e III estão corretas.
		
	
	
	 2a Questão (Ref.: 201504884628)
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	¿Deus Todo Poderoso colocou diante de mim dois grandes objetivos , a supressão do Tráfico de Escravos e a Reforma dos Valores morais¿. William Wilberforce ¿ parlamentar britânico, líder da campanha que culminou no Ato contra o comércio de escravos, em 1807, na Inglaterra. O combate ao tráfico negreiro na África provocou alguns impactos em algumas regiões organizadas em torno dessa atividade econômica, entre os quais NÃO podemos considerar: 
		
	
	A absorção de africanos, que seriam vendidos como escravos, como mão-de-obra assalariada mais barata nas indústrias inglesas, na Europa. 
	
	A substituição do comércio de escravos por gêneros tropicais , como: açúcar, amendoim, cacau, dendê, entre outros, para sustentar as negociações com comerciantes europeus.
	
	Fragmentação de sociedades costeiras da África, facilitando a interiorização de europeus, em especial por meio do comércio de produtos industrializados.
	
	Enfraquecimento político de algumas sociedades cuja unidade política se mantinha graças ao tráfico de escravos, com a cobrança de impostos para a não escravização, por exemplo.
	
	Instabilidade social provocada por conflitos entre grupos étnicos que disputavam a soberania em uma determinada região, a exemplo dos Zulus e africânderes na parte sul da África.
		
	
	
	 3a Questão (Ref.: 201504858835)
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	"Simultaneamente, missionários católicos franceses na bordadura do Senegal, desde 1848, fizeram inúmeros protestos contra o aprisionamento e a escravidão. Sob o argumento de que era preciso "salvar as almas selvagens" e "pôr termo ao massacre de negros"." (HERNANDEZ, Leila Leite. A África na sala de aula: visita à história contemporânea. São Paulo: Selo Negro, 2005, p. 53.) Aponte qual era o principal objetivo dos missionários que adentraram a África no século XIX:
		
	
	Impedir que o islamismo se propagasse entre as sociedades da África subsaariana
	
	Salvar os africanos que ainda eram escravizados
	
	Conhecer quais eram as práticas religiosas dos diferentes povos africanos e reportar suas descobertas para os países europeus
	
	Fazer a salvação das almas dos africanos, que eram considerados infiéis desde o século XV
	
	Construir igrejas na África subsaariana
		
	
	
	 4a Questão (Ref.: 201504890849)
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	Durante as chamadas Grandes Navegações (séculos XV - XVI) a presença de cristãos no continente africano, passou a ser cada vez mais constante. No entanto, foi a partir do século XIX que os contatos aumentaram significativamente. Esse aumento significativo da presença de missionários europeus na África, se deveu sobretudo: I) À necessidade da conversão para a fé cristã II) Ao desejo dos missionários em introduzir o africano à cultura européia III) Aumentar, na África, o consumo dos produtos manufaturados na Europa. Marque a opção correta: 
		
	
	Somente a afirmativa III é verdadeira;
	
	somente a afirmativa I é verdadeira;
	
	somente a afirmativa II é verdadeira;
	
	AS afirmativas II e III são verdadeiras.
	
	As afirmativas I e II são verdadeiras;
		
	
	
	 5a Questão (Ref.: 201504890925)
	Acerto: 0,0  / 1,0 
	O fenômeno do Imperialismo ou Neocolonialismo no século XIX, que determinou a partilha da África, pelas potências européias, foi resultado da expansão do próprio capitalismo e da sua necessidade, sempre constante, de ampliação de mercados e áreas fornecedoras de matérias-primas e gêneros alimentícios. Assim sendo, é correto afirmar que a expansão imperialista: 
		
	
	encontrou facilidades para se concretizar, em virtude das sangrentas lutas internas, travadas pelos povos africanos e da disposição das elites dirigentes de entregar o poder às potências européias para se beneficiarem economicamente.
	
	manteve as estruturas políticas e sociais dos povos africanos conquistados com a estratégia de garantir-lhes a autonomia para a obtenção de maiores lucros e benefícios econômicos pelas potências européias.
	
	deu-se com a elaboração de fortes justificativas ideológicas que enfatizavam a necessidade da missão civilizadora dos europeus sobre os povos conquistados, considerados cultural e racialmente inferiores.
	
	deu-se por meios pacíficos, porque os povos africanos não possuíam uma tradição guerreira e, em poucos casos, conseguiram resistir a penetração européia. 
	
	ocorreu em virtude da necessidade de se levar, para as novas áreas conquistadas, as grandes levas de trabalhadores desempregados pela crescente tecnologia.
		
	
	
	 6a Questão (Ref.: 201505428210)
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	A conquista da Ásia e da África, durante a segunda metade do século XIX, pelas principais potências imperialistas objetivava:
		
	
	o impedimento da evasão em massa dos excedentes demográficos europeus para aqueles continentes. 
	
	a implantação da política econômica mercantilista, favorável à acumulação de capitais nas respectivas Metrópoles. 
	
	a busca de matérias primas, a aplicação de capitais excedentes e a procura de novos mercados para os manufaturados. 
	
	a necessidade de interação de novas culturas, a compensação da pobreza e a cooperação dos nativos. 
	
	a implantação de regimes políticos favoráveis à independência das colônias africanas e asiáticas. 
		Gabarito Comentado.
	
	
	 7a Questão (Ref.: 201504903025)
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	As lideranças religiosas tiveram um papel fundamental nos movimentos de resistência à incursão européia na África, no século XIX. Sua importância centrava-se:
		
	
	Na negação à religião católica na África impedindo a incursão dos europeus pela ação dos missionários. 
	
	Na mediação entre europeus e africanos contra a eclosão de conflitos entre eles.
	
	Na pregação de ideias pacifistas que dificultavam a entrada dos europeus no continente.
	
	Na conversão dos europeus às religiões africanas, dificultando as ações colonialistas.
	
	Na unificação de diferentes povos e etnias contra um inimigo comum, os europeus.
		
	
	
	 8a Questão (Ref.: 201504903027)
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	Quais países da África conquistaram vitória em suas lutas de resistência e não foram colonizados pelos europeus?
		
	
	Madagascar e Sudão
	
	Zimbábue e Marrocos
	
	Congo e Tanzânia
	
	Egito e Eritréia
	
	Libéria e Etiópia
		
	
	
	 9a Questão (Ref.: 201505280519)
	Acerto: 1,0  / 1,0 
	No processo de colonização da África pelos europeus, o período entre 1885 e 1919 é conhecido como "Período da Pacificação". Esta denominação caracteriza: 
		
	
	O fim das guerras civis entre as tribos no continente Africano possibilitando um ambiente propício para a colonização europeia.
	
	O período em que as guerras entre as potências europeias acabaram e elas finalmente puderam se dedicar à colonização efetiva de suas possessões na África.
	
	O momento no qual os europeus efetivaram a ocupação