Poderes administrativos aula 04
59 pág.

Poderes administrativos aula 04


DisciplinaDireito Administrativo I55.876 materiais1.017.755 seguidores
Pré-visualização20 páginas
e criar direitos, obrigações, proibições e medidas punitivas. 
33. (Cespe - AUFC/AGO/TCU/2013) Se, ao editar um decreto de natureza 
regulamentar, a Presidência da República invadir a esfera de competência do Poder 
Legislativo, este poderá sustar o decreto presidencial sob a justificativa de que o 
decreto extrapolou os limites do poder de regulamentação. 
34. (Cespe - Escrivão/PC BA/2013) Por ser ato geral e abstrato, a expedição do 
regimento interno de determinado órgão público, cuja finalidade é a regularização da 
funcionalidade do órgão, decorre do poder hierárquico. 
35. (Cespe ± Agente Administrativo/Suframa/2014) Em decorrência do poder de 
polícia, a administração pode condicionar ou restringir os direitos de terceiros, em prol 
do interesse da coletividade. 
36. (Cespe - Procurador/PGE-BA/2014) Constitui exemplo de poder de polícia a 
interdição de restaurante pela autoridade administrativa de vigilância sanitária. 
37. (Cespe ± Analista Judiciário/CNJ/2013) O objeto do poder de polícia 
administrativa é todo bem, direito ou atividade individual que possa afetar a 
coletividade ou pôr em risco a segurança nacional. 
67231195334
67231195334 - LUDMILLA SILVA MIRANDA CAVALLINI
Administração Pública e Direito Administrativo p/ Senado 
Analista Legislativo (Processo Legislativo) 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Herbert Almeida ± Aula 4 
 
 
Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br Página 55 de 58 
38. (Cespe ± Analista Judiciário/TJDFT/2013) No que se refere ao exercício do 
poder de polícia, denomina-se exigibilidade a prerrogativa da administração de 
praticar atos e colocá-los em imediata execução, sem depender de prévia 
manifestação judicial. 
39. (Cespe - AUFC/TCU/AGO/2013) As licenças são atos vinculados por meio dos 
quais a administração pública, no exercício do poder de polícia, confere ao 
interessado consentimento para o desempenho de certa atividade que só pode ser 
exercida de forma legítima mediante tal consentimento. 
40. (Cespe - TJDFT/2013) Considere que determinado agente público detentor de 
competência para aplicar a penalidade de suspensão resolva impor, sem ter atribuição 
para tanto, a penalidade de demissão, por entender que o fato praticado se encaixaria 
em uma das hipóteses de demissão. Nesse caso, a conduta do agente caracterizará 
abuso de poder, na modalidade denominada excesso de poder. 
41. (FGV ± Administrador/Senado Federal/2008) No que concerne à 
administração pública, não é correto afirmar que: 
a) a finalidade do poder regulamentar é a de complementar as leis para o fim de 
possibilitar a sua execução. 
b) o poder discricionário propicia a prática de atos administrativos insuscetíveis de 
controle pelo Poder Judiciário. 
c) o poder de polícia retrata prerrogativa estatal que restringe e condiciona a liberdade 
e a propriedade. 
d) o Chefe do Poder Executivo expede decretos e regulamentos para exercer o poder 
de regulamentação das leis. 
e) nas atividades discricionárias o administrador público não está inteiramente livre 
para decidir sobre qual a melhor opção a ser feita em relação aos objetivos da 
Administração. 
42. (FGV ± Advogado/Fundação Pro Sangue/2013) Dentre as prerrogativas da 
administração pública encontram\u1e6se os poderes administrativos. Assinale a alternativa 
que indica um exemplo de exercício do poder disciplinar. 
a) Aplicação de multa a uma empresa concessionária de serviço público decorrente 
do contrato. 
b) Aplicação de multa a um motorista que avança o sinal. 
c) Aplicação de multa, em inspeção da ANVISA, a uma farmácia. 
d) Proibição de funcionamento de estabelecimento de shows devido a não satisfação 
de condições de segurança. 
e) Aplicação de multa por violação da legislação ambiental por particular sem vínculo 
com a administração. 
43. (FGV ± Analista Judiciário/TJ AM/2013) A administração pública, ao 
desempenhar suas atribuições com a finalidade de atender ao interesse público, pode 
67231195334
67231195334 - LUDMILLA SILVA MIRANDA CAVALLINI
Administração Pública e Direito Administrativo p/ Senado 
Analista Legislativo (Processo Legislativo) 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Herbert Almeida ± Aula 4 
 
 
Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br Página 56 de 58 
usar o poder hierárquico e o poder de polícia. Em relação a esses poderes, analise as 
afirmativas a seguir. 
I. O Poder Hierárquico tem incidência sobre os agentes que se encontram dentro na 
Administração Pública em relação de subordinação dentro da mesma pessoa 
jurídica. 
II. o Poder de Polícia incide de forma geral sobre toda a coletividade. 
III. o Poder Hierárquico será aplicado na relação entre uma autarquia e o ente 
criador. 
 
Assinale: 
a) se somente as afirmativas I e II estão corretas. 
b) se somente as afirmativas I e III estão corretas. 
c) se somente as afirmativas II e III estão corretas. 
d) se somente a afirmativa III estiver correta. 
e) se todas as afirmativas estiverem corretas. 
44. (FGV ± Técnico de Gestão Administrativa Legislativo/AL MA/2013) Os 
poderes administrativos nascem com a administração pública e se apresentam 
diversificados segundo as exigências do serviço público. O poder que é concedido à 
administração pública, de modo implícito ou explícito para a prática de atos 
administrativos, com liberdade na escolha de sua conveniência, oportunidade e 
conteúdo, é denominado 
a) poder vinculado. 
b) poder hierárquico. 
c) poder disciplinar. 
d) poder regulamentar. 
e) poder discricionário. 
45. (FGV ± Analista Judiciário/TJ AM/2013) A autoridade competente pratica um 
ato administrativo que ultrapassa os limites de suas atribuições ou se desvia de suas 
finalidades administrativas. O fragmento indica 
a) uso do poder. 
b) abuso de poder. 
c) exercício do poder vinculado. 
d) exercício do poder hierárquico. 
e) exercício do poder de polícia. 
46. (FGV - AFRE RJ/2009) Assinale a alternativa que defina corretamente o poder 
regulamentar do chefe do Executivo, seja no âmbito federal, seja no estadual. 
a) O poder regulamentar confere ao chefe do Executivo a atribuição para criar direitos 
e obrigações, dentro de sua respectiva esfera de competência. 
b) O poder regulamentar confere ao chefe do Executivo a competência legislativa 
exclusiva para reparar inconstitucionalidades realizadas pelo legislador ordinário. 
67231195334
67231195334 - LUDMILLA SILVA MIRANDA CAVALLINI
Administração Pública e Direito Administrativo p/ Senado 
Analista Legislativo (Processo Legislativo) 
Teoria e exercícios comentados 
Prof. Herbert Almeida ± Aula 4 
 
 
Prof. Herbert Almeida www.estrategiaconcursos.com.br Página 57 de 58 
c) O poder regulamentar confere ao chefe do Executivo a competência para assegurar 
a fiel execução da Constituição. 
d) O poder regulamentar é uma forma atípica de competência legislativa conferida ao 
chefe do Executivo para suprir omissões do Poder Legislativo. 
e) O poder regulamentar confere ao chefe do Executivo a competência para assegurar 
a fiel execução das leis, não podendo inovar o mundo jurídico. 
47. (FGV - AJ I/TJ AM/2013) Em regra, o poder regulamentar deve ser exercido 
pelo chefe do Executivo, tendo como base de sustentação uma lei prévia. No entanto, 
a Constituição da República permite que o Presidente da República faça uso do 
chamado decreto autônomo, que é editado sem fundamento em uma lei anterior. 
Assinale a alternativa que apresenta o caso em que esse decreto poderá ser utilizado 
sem que se configure uma ofensa à separação de poderes. 
a) Na criação de cargos públicos. 
b) Na criação de órgãos públicos. 
c) Na extinção de órgãos e cargos públicos vagos. 
d) Na extinção de cargos públicos vagos. 
e) Na alteração da organização da administração pública, ainda que