RESUMO Hagedorn 15
3 pág.

RESUMO Hagedorn 15


DisciplinaProcessos Grupais em Terapia Ocupacional6 materiais207 seguidores
Pré-visualização2 páginas
HAGEDORN cap. 15 \u2013 TRABALHAR COM GRUPOS
DIFERENTES TIPOS DE TRABALHO EM GRUPO
-Todo o trabalho em grupo requer o uso avançado de habilidades interativas e o uso terapêutico do self. 
Grupo Psicoterapêutico:
- Usados para capacitar o cliente a explorar seus sentimentos, reações, experiências, conflitos, ou autopercepções em um ambiente seguro e de apoio. \u2013 muito usado em Saúde Mental
-Frequentemente verbais, mais podem possuir uma tarefa específica ou meio projetivo com artes ou teatro.
-Diferencia-se dos grupos de atividades, educacionais e dos mais gerais (de diversão, sociais ou recreativos)
-Dinâmicas do comportamento grupal são complexas: terapeuta necessita de treinamento prévio adicional
-Existem vários estilos de liderança de grupo.
Grupo Educacional:
-Objetivo principal: ensinar algo aos participantes
-pode ser sobre: aspectos da vida-diária, da saúde, ou habilidades específicas (ex: manejo da ansiedade, resiliência)
-Ênfase em conhecer mais, saber como e o porquê, ou praticar nova habilidade, enquanto no grupo de atividades a ênfase está em \u2018estar envolvido em alguma coisa\u2019.
Grupo de Diversão ou Recreativo:
-Pode ser organizado por qualquer membro da equipe ou clientes.
-Não há um significado implícito: objetivo é simplesmente participar e divertir-se com a atividade.
-Pode ser terapêutica no sentido geral, mas não carece de T.O, basta um organizador com habilidade suficiente.
GRUPO DE ATIVIDADES:
-Terapeuta envolve um número pessoas simultaneamente em uma ou mais tarefas ou atividades produtivas, criativas ou sociais, para um propósito terapêutico específico.
-Usado com diferentes populações: saúde mental, idosos, deficientes físicos, ou com déficits aprendizagem.
-Para conduzir o grupo, T.O deve reunir habilidades centrais primárias da prática, avaliação, adaptação do ambiente, adaptação ocupacional e uso terapêutico do self.
-TRÊS ASPECTOS: Propósito, Processo e Produto.
-PROPÓSITO: sua clara razão de existência; explicitamente terapêutico;
-Os clientes devem estar cientes do propósito geral
-PROCESSO: a experiência da ação grupal, as interações, ações e reações dos membros entre si e com o T.O
-Por meio do processo de envolvimento no grupo que os indivíduos trabalham na direção dos objetivos terapêuticos
-PRODUTO: É o resultado claro e observável. Tanto objetos feitos quanto experiências compartilhadas, decisões e soluções dos problemas.
-O TO pode focar nos três aspectos (propósito, processo ou produto) ou mesclá-los.
Estruturas dos Grupos:
-Situação com 3 ou mais pessoas envolvidas em uma atividade: trabalho em grupo.
-grupos pequenos podem se sentirem vulneráveis ou um membro assumir controle X grupos grandes são difíceis de manejar e trabalhar terapeuticamente.
-Ocorrem tipicamente em bases regulares: cria-se relações e papéis e desenvolvem-se atividades
-Pode ser continuado (novos membros entram e saem membros) ou por número preestabelecido de sessões.
-Grupos contínuos permitem o desenvolvimento e o progresso em dinâmicas interpessoais e desafios da atividade.
-Podem ser abertos para todas as pessoas ou fechados para um numero de membros com um numero de sessões.
Tipos de Grupos de Atividades:
GRUPO MISTO:
-Por razões práticas ou terapêuticas reúnem-se indivíduos com diferentes necessidades e metas
-Se envolvem em várias tarefas relacionadas a objetivos individuais, na companhia de outros envolvidos.
-Cada membro pode trabalhar em um projeto diferente, ou em parte de um projeto compartilhado.
-O Funcionamento não se configura como o de grupo verdadeiro, no sentido aceito.
GRUPO HOMOGÊNEO:
-Pessoas com objetivos e necessidades similares compartilhando um conjunto de atividades ou experiências.
-As necessidades do indivíduo são de alguma forma subordinadas às necessidades do grupo
-O \u201cobjetivo implícito\u201d pode ser muito mais importante do que o Objetivo explícito.
-Isso deve ser explícito para o terapeuta, que deverá estruturar as atividades e o ambiente p/ o objetivo pretendido.
GRUPO DE ATIVIDADES CONDUZIDAS PELO CLIENTE:
-Em alguns ambientes os clientes podem ser encorajados a selecionarem ou conduzirem suas próprias atividades ou eventos, sem a intervenção do terapeuta. \u2013 Podendo ser terapêutico também de forma geral
-Geralmente são caracterizados como grupos sociais, recreativos ou criativos. (podem ser somente por diversão)
-O terapeuta só viabiliza os recursos, podendo ser convidado a participar ou não da atividade.
-Ganhos em termos da organização pessoal, habilidades de liderança, comunicação e auto-estima.
Classificação dos Grupos de Atividade de Mosey:
-Propõe que, no contexto de saúde mental, existem 6 grandes categorias de grupos de atividades
-Mosey segue uma perspectiva desenvolvimentista, estruturando grupos para pacientes com diferentes níveis de habilidades interpessoais e de comunicação.
-No grupo de atividade, a atividade é central e está focado no \u201caqui e agora\u201d, e o foco é estreito.
-No grupo verbal pode não haver foco na atividade, preocupa-se com o imediato e o foco é mais geral.
-Enfatiza a importância do planejamento detalhado e da estruturação dos grupos de atividades para alcançar os objetivos específicos dos membros do grupo.
GRUPOS DE ATIVIDADES DE MOSEY:
-Grupo de Avaliação: Para acessar aspectos do desempenho do cliente ou a capacidade e função em um grupo.
-Grupo Tarefa-orientado: projetado para ajudar membros a se tornarem mais conscientes de suas necessidades, valores, ideias, e sentimentos conforme influenciam as ações.
-Grupo Desenvolvimentista: Satisfazer as necessidades dos clientes em diferentes níveis do desenvolvimento da habilidade social (são descritos seis tipos).
- Grupo Temático: foco no aumento do conhecimento, habilidades e atitudes necessárias para o domínio de componentes do desempenho e desempenhos ocupacionais específicos.
-Grupo Atual: um grupo de discussão que foca as atividades que ocorrem fora do grupo \u2013 isso pode envolver atividades antecipadas ou aquelas que estão acontecendo atualmente.
-Grupo Instrumental: satisfazer às necessidades de saúde e manter a função e o bem-estar.
Grupos de Atividades relacionados aos Níveis Ocupacionais:
NÍVEL DESENVOLVENTE:
-Projetado, modificado e conduzido pelo terapeuta.
-Escolhas limitadas e parâmetros controlados que satisfazem os requisitos terapêuticos e refletem as capacidades daqueles envolvidos em fazer escolhas.
-Preocupação com o desenvolvimento de habilidades
-Grupo pequeno, 4~8 pessoas, dependendo da capacidade, e supervisão próxima e atenção particular.
NÍVEL EFETIVO:
-A maioria dos grupos anteriores corresponde a este nível.
-Significados situacionais, relações complexas e solução de problemas reais entram em jogo.
\u201cFLUXO\u201d E \u201cIMPROVISO\u201d COMO EXPERIÊNCIA GRUPAL:
-Uma atividade pode fornecer meios de despertar autoabertura para o grupo e avaliação das experiências pessoais.
-Fluxo: Tipo de envolvimento focado onde torna-se completamente absorvido em uma ocupação e perde-se a consciência de si e da passagem do tempo.
-Ocorre quando desafios da atividade são suficientes para estimular respostas, e não grandes ao ponto de estressar.
-Fluxo tem sido chamado de improviso: \u201ca satisfação é simplesmente alcançada por agir junto a outros. O sentido é co-construido na interação social e o controle pessoal é resgatado pelo fazer.\u201d
-São atividades tipicamente mais estruturadas, com regras que dependem mais das habilidades físicas.
-pouca ou nenhuma informação pessoal precisa ser trocada.
- Experiência rara e de difícil reprodução deliberada e artificialmente (ex: musicais, mímicas, jogos e esportes)
-O grupo tende a formar um laço forte como resultado do improviso junto, mesmo quando são pessoas diferentes.
HABILIDADES BÁSICAS PARA CONDUZIR GRUPOS:
*O terapeuta precisa: Conhecer as teorias de Grupos + Repertório básico de habilidades pessoais e de comunicação + Habilidades específicas abaixo:
Repertório de Habilidades Pessoais:
-Terapeutas NÃO PODEM se responsabilizar pela analise e adaptação terapêutica,