A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
17 pág.
Descongestionantes Nasais

Pré-visualização | Página 1 de 1

FACULDADE DE EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE 
 
 
Descongestionantes Nasais 
 
 
 Discente: 
 Aine Cristina M. de Oliveira 
 
 
 
Componente Curricular: Farmacologia Docente: Jucelia da Silva Nunes 
CONGESTÃO NASAL 
 
 A congestão da mucosa nasal pode ser causada por 
infecções, inflamações, alergias ou reações 
emocionais. 
 
 Os sintomas causados por esses estímulos são 
sempre os mesmos: uma combinação em proporção 
variável de espirros, rinorréia e obstrução nasal. 
 
 
 
 
 DELUCIA, R.; OLIVEIRA-FILHO, R. M.; 2004. 
DESCONGESTIONANTES NASAIS 
 
 Os descongestionantes nasais conferem quase sempre um 
alívio rápido e certo, embora temporário dos sintomas 
(DELUCIA, R.; et al. 2007). 
 
 Os principais compostos com atividade 
descongestionante nasal são a efedrina, epinefrina, 
fenilefrina, fenoxazolina, nafazolina, oximetazolina, pseudo-
efedrina, xilometazolina e o tuaminoeptano (LARINI, 
Lourival. 2008). 
 
DESCONGESTIONANTES NASAIS 
Principio Ativo 
Forma Farmacêutica 
Quantidade 
Laboratório 
DESCONGESTIONANTE NASAL 
Indicação de Uso 
NEOSORO 
(Cloridrato de Nafazolina) 
 
I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: 
 NEOSORO cloridrato de nafazolina 
 
 APRESENTAÇÃO 
 Solução gotas. 
 Embalagem contendo 1 frasco com 30mL. 
 
 VIA DE ADMINISTRAÇÃO: NASAL 
 USO ADULTO 
 
 COMPOSIÇÃO 
 Cada mL (30 gotas)* da solução gotas contém: 
 Cloridrato de nafazolina.......................................0,5mg 
 Veículo q.s.p............................................................1mL 
 (Cloreto de benzalcônio, cloreto de sódio e água). 
 
 *Cada gota contém 0,017mg de cloridrato de nafazolina. 
II - INFORMAÇÕES TÉCNICAS 
 
 INDICAÇÕES 
 NEOSORO tem ação como descongestionante nasal. 
 
 RESULTADOS DE EFICÁCIA 
 A lavagem ou irrigação da cavidade nasal com solução salina 
(fisiológica) promove uma limpeza mucociliar através da 
lubrificação da cavidade nasal removendo o material cristalizado. 
Esta prática é amplamente utilizada por adultos e crianças, sendo 
considerada eficaz e segura. 
 A nafazolina é eficaz também quando utilizada como 
descongestionante nasal no alívio dos sintomas da gripe comum, 
alergias em geral e sinusite. 
 
 CONTRAINDICAÇÕES 
 NEOSORO é contraindicado em pacientes com 
hipersensibilidade conhecida a quaisquer dos componentes 
da fórmula. 
 É contraindicado seu uso em inaloterapia. 
 O uso da nafazolina é contraindicado em pacientes com 
glaucoma de ângulo agudo e hipersensibilidade a agentes 
adrenérgicos. 
 
*Este medicamento é contraindicado para menores de 12 
anos. 
ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES 
Não deve ser administrado concomitantemente com 
antidepressivos tricíclicos. 
 
Deve ser utilizado com cautela em pacientes com problemas 
cardiovasculares e hipertireoidismo, diabetes mellitus, 
hipertrofia prostática e pacientes que apresentem forte reação 
a agentes simpatomiméticos, evidenciada por sinais de insônia 
ou vertigem. 
 
Este medicamento não deve ser utilizado ininterruptamente 
por longos períodos. 
 
O frasco não deve ser utilizado por mais de uma pessoa com a 
finalidade de diminuir o risco de contaminação e transmissão 
do processo infeccioso. 
 INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS 
 
Recomenda-se precaução no uso do produto nos pacientes em 
tratamento com inibidores da monoaminoxidase. 
 
O uso concomitante de NEOSORO com antidepressivos tricíclicos 
pode levar a uma potencialização dos efeitos pressóricos da 
nafazolina. 
 
O uso concomitante com levalbuterol pode potencializar os efeitos 
cardiovasculares da nafazolina. 
 
Observação: Embora estas reações não sejam específicas da 
nafazolina, a possibilidade de interação medicamentosa deve ser 
considerada. 
CUIDADOS DE ARMAZENAMENTO DO 
MEDICAMENTO 
 
Conservar em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). 
Proteger da luz. 
Validade: 24 meses. 
Neosoro apresenta-se como líquido límpido, incolor e 
isento de partículas em suspensão. Antes de usar, observe 
o aspecto do medicamento. 
 POSOLOGIA E MODO DE USAR: 
 
 NEOSORO destina-se ao uso tópico nasal. 
 Gotejar 2 a 4 gotas em cada narina, 4 a 6 vezes ao dia. 
 A dose máxima diária não deverá ultrapassar 48 gotas. 
 O intervalo de tempo entre as administrações não deve 
ser menor do que 3 horas. 
 A duração do tratamento dependerá da gravidade do 
quadro e da prescrição médica. 
 REAÇÕES ADVERSAS 
 Pode ocorrer irritação local passageira (queimação, ardência, 
espirros), pacientes diabéticos podem ter o valor da glicemia 
elevado com o uso crônico da nafazolina. O uso crônico do 
NEOSORO pode apresentar congestão nasal por efeito rebote e 
seu uso prolongado pode acarretar rinite medicamentosa. 
 
 SUPERDOSE 
 Nos casos de superdosagem com NEOSORO, podem ocorrer 
arritmias cardíacas, cefaleia, náuseas e vômitos, bradicardia, 
hipotensão ou hipertensão, hiperemia nasal e depressão do 
sistema nervoso central. 
REFERÊNCIAS 
 
 ANVISA. NEOSORO (Cloridrato de Nafazolina). 
Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/ 
 
 DELUCIA, Roberto.; OLIVEIRA-FILHO, Ricardo Martins. 
FARMACOLOGIA INTEGRADA. 2º Edição. Livraria e 
Editora Revinter Ltda., 2004. 
 
 DELUCIA, R.; OLIVEIRA-FILHO, R. M.; PLANETA, C. S.; 
GALLACCI, M.; AVELLAR, M. C. W. FARMACOLOGIA 
INTEGRADA. 3º Edição. Livraria e Editora Revinter 
Ltda., 2007. 
 
 LARINI, Lourival. FÁRMACOS & MEDICAMENTOS. 
Artmed Editora S.A., 2008.