A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Manual Técnico de Roteiro

Pré-visualização | Página 1 de 4

MANUAL TÉCNICO
“Quem faz e quem assiste à tevê estão no mesmo barco. São cúmplices. E é essa 
cumplicidade que a gente deve buscar o tempo todo. Quer dizer, temos de entender para quem 
estamos falando e de quem estamos falando.”
Daniel Filho – Diretor de TV e Cineasta
Nos dias de hoje querer produzir Filmes, Vídeos Documentários, Programas para TV e 
através deles conseguir obter veiculação e resultados de audiência significa PLANEJAMENTO 
PRÉVIO.
Não se pode distorcer ou confundir o que dizia o grande cineasta baiano Glauber Rocha 
“Uma idéia na cabeça e uma câmera na mão”.
Para que um projeto aconteça de verdade é necessário muito planejamento prévio, que 
neste caso significa:
1º Projeto ou Roteiro Uma concepção ou a idéia formada sobre aquilo que se quer 
filmar
2º Produtor Pessoa responsável pelo andamento do processo de produção
3º Diretor A figura responsável pelo acompanhamento de todas as 
etapas de produção e pela concepção do produto final
4º Pré-Produção Preparação antecipada para a filmagem
5º Produção Período de Filmagem
6º Pós-Produção Decupagem, edição, criação de trilhas sonoras, finalização de 
imagem e mixagem de áudios
7º Veiculação do produto Exibição em TV aberta, TV a cabo, salas de cinema e festivais 
de Cinema e Vídeo 
1º Projeto ou Roteiro
A importância de se pesquisar, analisar e conhecer o que vai ser filmado é indispensável. 
Por tanto elaborar um pré-roteiro ou até mesmo uma escaleta é uma das primeiras etapas do 
projeto, e para isso se faz necessário a pesquisa.
A pesquisa do conteúdo que será filmado possibilitará a construção de um roteiro que 
mostre e relate de forma completa a sua visão sobre aquele fato ou acontecimento.
Abaixo estarão descritas uma Escaleta que é o primeiro passo para um Roteiro e dois 
tipos de roteiros, o roteiro Literário e o roteiro Técnico.:
Escaleta > Nada mais é do que um resumo do roteiro, nela teremos a 
estrutura do roteiro sem muitos detalhes técnicos ou de 
conteúdo. 
Exemplo: - Imagens da cidade com fundo musical
- Letreiro Título do Vídeo em tela preta
- Depoimento de Fulano de Tal
- Imagens do acontecimento (evento)
- Em off depoimento de Cicrano
- Encerramento (créditos finais)
Roteiro Literário > Aquele onde se descreve uma história ou um acontecimento. 
No roteiro literário você escreverá sobre a história que quer contar e traçará uma forma de contar 
esta história. Por exemplo, a minha idéia é filmar a Festa do Divino Espírito Santo, e por ser uma 
manifestação popular e religiosa optei por contar a história através da manifestação de fé da 
comunidade, e usei uma voz off para explicar a origem da festa e demais dados como situar o 
local, a importância desta manifestação cultural e religiosa e outras informações sobre a cidade e 
pontos que pudessem exigir uma reflexão sobre algum acontecimento.
Mesmo sendo um roteiro literário, se faz necessário escrever todas as suas intenções 
quanto ao filme, momentos indispensáveis ao filme e outras coisas que se façam necessárias.
Roteiro Técnico > Este será o roteiro final usado nas filmagens, nele conterão 
informações técnicas necessárias como: divisão de seqüências, cenas, referência a ambientes 
internos e externos e descrição dos planos (enquadramentos, movimentos de câmera e etc.) para 
que toda a equipe de forma descentralizada possa executar o que for necessário para a filmagem 
dos planos.
Com o roteiro técnico em mãos o produtor executivo do vídeo pode analisar com o diretor 
e criar um plano de filmagem onde serão divididas as seqüências em diferentes dias de 
filmagem, possibilitando um cronograma de trabalho e tornando possível saber quais 
equipamentos serão necessários para um determinado dia, quais pessoas da equipe precisarão 
fazer parte deste dia e o que necessitará ser pré-produzido para este dia de filmagem. Assim 
será possível repassar tarefas para o produtor de base, o diretor de fotografia, o assistente de 
direção e demais pessoas envolvidas com o processo. Dessa forma o trabalho poderá ter um 
número de dias para ser executado, determinando custos e prazos de execução.
2º Produtor
A concepção de produtor no Brasil é diferente de outros paises. Nos Estados Unidos e 
paises da Europa, o produtor é a pessoa que desenvolve projetos para a TV e cinema, com 
esses projetos prontos ele busca grandes estúdios e canais de TV que queiram produzir o seu 
filme ou documentário. Em alguns casos o próprio produtor banca a produção de seus projetos e 
depois os vende para canais de TV.
Aqui no Brasil nós temos o produtor executivo que no caso do cinema é a pessoa 
responsável pela escolha de projetos, equipe, formatos de captação, e divulgação. O produtor 
executivo é diretamente responsável por todas as etapas de produção:
- Escolha do assunto a ser filmado (roteiro);
- Escolha do Diretor e demais membros da equipe;
- Formato que o projeto deve ser filmado;
(Mini-DV / DV-Cam / HDV / etc.)
- Acompanhamento das filmagens e coordenação dos produtores de base;
- Providenciar formulários de direitos de imagem;
- Controlar se os tempos pré-determinados para a filmagem estão sendo executados;
- Acompanhamento do processo de Pós-Produção;
- Divulgação do vídeo.
Produtor executivo: Normalmente um representante, se não o proprietário, da empresa que está 
produzindo o filme, apesar que o título pode ser dado honorariamente ao maior investidor. É, 
essencialmente, quem cuida da parte financeira do projeto. 
Diretor de produção: Dirige a produção e os demais produtores, com autoridade de agir em nome 
do time de produção. É ele quem gerencia as necessidades práticas e, juntamente com os outros 
diretores, que organiza um orçamento e o cronograma a ser aprovado pelo executivo. 
Produtor de Set: Um representante da produção designado a estar no set executando tarefas
Produtor de Locação: Responsável pela locação assim como acha-la e autorizá-la.
O produtor de set que é subordinado ao diretor de produção é o responsável durante os dias 
filmagem, a ele cabe providenciar e executar:
- Controle sobre a verba de produção;
- Transporte, Alimentação e Hospedagem da equipe;
- Preenchimento dos formulários de direitos de imagem;
- Controle sobre fitas já gravadas (identificação e envio a ilha de edição);
- Decupagem das fitas durante as gravações;
(ficha de decupagem em anexo);
- Contatos prévios para marcar entrevistas e liberações para gravações em locais 
públicos e particulares.
3º Diretor
O diretor é a figura central dentro da produção de um vídeo, seja ele filme, documentário 
ou programa para a TV. Cabe ao diretor o controle da cena e da equipe, geralmente a equipe de 
um documentário feito em vídeo tem 05 (cinco) pessoas, o diretor, produtor, diretor de fotografia 
que também opera a câmera, o assistente de câmera e o técnico de som.
Como peça central do trabalho, o diretor acompanha todas as etapas do processo de 
produção que vão desde a captação (filmagem) até a pós-produção (edição e finalização de 
imagem e som).
Os períodos de filmagem variam de acordo com o que se pretende filmar e a figura do 
diretor se torna também importante neste aspecto. Quando a equipe sai para campo e iniciam os 
trabalhos, também se iniciam os imprevistos, e é esperado de um bom diretor não somente a 
capacidade de executar com primor uma cena ou uma entrevista, mas também a capacidade de 
contornar dificuldades e junto com a produção superar os problemas que variam desde a falta de 
orçamento até divergências entre a equipe.
Um bom diretor também tem que ter ouvidos abertos e a capacidade de aceitar opiniões 
da equipe, mas lembrando que só há um diretor, de forma que só uma pessoa controla, se o 
diretor perde o controle sobre o trabalho ou mesmo deixa de ouvir as opiniões dos demais 
membros da equipe, os problemas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.