A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Análise do filme O GERMINAL

Pré-visualização | Página 1 de 1

Análise do filme O GERMINAL
DAVID MARTINS OLIVEIRA
 LURDINEA SANTOS CANTANHEDE
MILITÃO CARDOSO PINHEIRO JUNIOR
THIAGO DOS INOCENTES BRASIL
 “O GERMINAL” expressão que significa no primeiríssimo estágio de desenvolvimento (origem) baseia-se nas ideias marxistas referentes ao materialismo e ao socialismo cientifico, envolto também em uma parcela do Iluminismo. Apoiando-se no uso da razão contra o antigo regime e pregava maior liberdade econômica e política. Movimentos que promoveu mudanças políticas, econômicas e sociais, baseado nas ideias de liberdade, igualdade e fraternidade.
 Explicitando a força do capitalismo, onde todo o sistema trabalhista era voltado para o favorecimento e enriquecimento da burguesia. Um bom exemplo do filme é a parte em que os trabalhadores estão tentando negociar com o “chefe”, já organizados nesse momento, buscando uma forma de aumento salarial, explicando que estão passando muitas dificuldades até mesmo fome, sem condições para sustentação de suas famílias, pois não conseguem comprar nem pão para se alimentarem, enquanto que a burguesia come “biscoito” todos os dias, mesmo alegando que estão passando por uma crise financeira.
 Nesse período devido à opressão, exploração por parte da burguesia, que além de gratificar seus trabalhadores de forma descaradamente improporcional, cobrava taxas abusivas por serviços dos mesmos (multas) chegando assim ao ápce para que haja uma revolução da classe. No filme uma forma de se livrarem da responsabilidade dos escoramentos das paredes das minas, estavam responsabilizando os mineiros pelos sinistros, aumentando a taxa de multa no acaso de algum incidente, uma taxa que já é alta para abusiva. Os mineiros não se submeteriam a essa nova imposição e começariam a se estruturar para mudar aquela realidade.
 Com o agravamento das questões sociais em que os trabalhadores se encontravam, surgem os movimentos sindicais a fim de amenizar os fatos dentre eles a miséria, exploração em geral, etc. 
“A ideia era que os trabalhadores pudessem contribuir com uma taxa para poder se manter durante o período da greve, como uma contribuição sindical.”
 A sociedade tinha seus valores distorcidos, viviam alienados em virtude das condições impostas pelo capitalismo, que não possui responsabilidade social. A questão estrutural do filme nos evidência que a classe burguesa não se preocupa com a realidade social, alicerçados no seu próprio egoísmo, a única preocupação era com a produção de forma rápida e lucrativa. O resultado não poderia ser outro, bairros sem nenhum tipo de saneamento, não havia escolas, nenhum tipo de estrutura voltada para o ensino do conhecimento, apenas o religioso.
 O capitalismo não fornece meios para a melhoria social, pelo contrário, ele subtrai todas as formas que o trabalhador encontra ou até mesmo cria. Ele reconhece claramente que o trabalho é a forma mais eficaz de se obter lucro, baseando-se nisso aliena a população e a prende nessa prisão sem grades, se possível pelo resto da vida.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.