EXERCICIOS DE DIREITO CIVIL PARTE GERAL
325 pág.

EXERCICIOS DE DIREITO CIVIL PARTE GERAL


DisciplinaDireito Civil I77.896 materiais966.743 seguidores
Pré-visualização50 páginas
quando importar diminuição permanente 
da integridade física, ou contrariar os bons costumes\u201d, 
correspondendo à hipótese da letra \u201cD\u201d, que está correta. 
Ao dispor sobre o direito ao nome, como espécie de direito de 
personalidade, o art. 12 do CC estabelece que \u201ctoda pessoa tem 
direito ao nome, nele compreendidos o prenome e o sobrenome\u201d. A 
alternativa \u201cE\u201d, pois, está correta. 
 
(ADVOGADO-ELETRONORTE-2005) 
25. A Parte Geral do Código Civil normatiza os Direitos da 
Personalidade em capítulo próprio. Quanto a esses direitos, é 
correto afirmar que: 
 
A) a exigência de cessar ameaça ou lesão aos Direitos da 
Personalidade somente é concebível com referência a pessoa viva; 
B) são intransmissíveis e irrenunciáveis, não podendo o seu exercício 
sofrer limitação voluntária, salvo previsão legal; 
CURSO ON-LINE - DIREITO CIVIL EM EXERCÍCIOS 
PROFESSORA CHRISTIANNE GARCEZ 
 
www.pontodosconcursos.com.br 22
C) é válida a disposição onerosa do próprio corpo, no todo ou em 
parte, para depois da morte; 
D) o nome da pessoa não pode ser empregado por outrem em 
publicações que a exponham ao desprezo público, salvo ausência de 
intenção difamatória; 
E) ninguém pode ser constrangido a submeter-se a intervenção 
cirúrgica, salvo com risco de vida. 
 
COMENTÁRIOS: 
 
O direito de exigir que cesse a ameaça ou lesão a direito de 
personalidade, em se tratando de morto ou ausente, transmite-se ao 
cônjuge sobrevivente ou a qualquer parente em linha reta, ou 
colateral até o quatro grau. A alternativa \u201cA\u201d está incorreta. 
Os direitos de personalidade, regra geral, são intransmissíveis e 
irrenunciáveis, não podendo o seu exercício sofrer limitação 
voluntária, salvo nos casos excepcionados por lei (art. 11 do CC). A 
alternativa \u201cB\u201d está correta. 
A disposição do próprio corpo, post mortem, só é válida se feita 
gratuitamente (art. 14, caput, do CC), tornando incorreta a 
alternativa \u201cC\u201d. 
O nome de uma pessoa não pode ser usado por terceiros em 
publicações que a exponham ao desprezo público, ainda que não 
haja intenção difamatória. (art. 17 do CC). A alternativa \u201cD\u201d está 
incorreta. 
Ninguém pode ser obrigado a se submeter a tratamento médico ou 
intervenção cirúrgica, ainda que com risco de vida. (art. 15 do 
CC). A alternativa \u201cE\u201d está incorreta. 
 
(VUNESP)(TRF-ANALISTA JUDICIÁRIO-EXECUÇÃO DE 
MANDADOS-CE) 
 
26. Os Territórios Federais integram: 
 
(A) a União. 
(B) os Estados. 
(C) os Municípios. 
(D) as Capitais dos Estados. 
(E) a Capital Federal. 
 
COMENTÁRIOS: 
 
Os territórios federais são previstos no Código Civil (art. 41, II) como 
pessoas jurídicas de direito público. Integram a União, sendo 
considerados como autarquias desta. A alternativa correta é, pois, a 
\u201cA\u201d. 
 
CURSO ON-LINE - DIREITO CIVIL EM EXERCÍCIOS 
PROFESSORA CHRISTIANNE GARCEZ 
 
www.pontodosconcursos.com.br 23
(OAB/SP/125º/2005) 
27. No que diz respeito às pessoas jurídicas, é INCORRETO 
afirmar: 
 
A) As pessoas jurídicas de direito público são civilmente responsáveis 
pelos atos de seus agentes que nessa qualidade causem danos a 
terceiros, ressalvado direito regressivo contra os causadores do dano, 
se houver, por parte destes, culpa ou dolo. 
B) Começa a existência legal das pessoas jurídicas de direito público 
com a inscrição do ato constitutivo no registro pertinente, decaindo 
em cinco anos o direito do particular interessado pleitear a anulação 
de seus atos constitutivos. 
C) São pessoas jurídicas de direito público externo os Estados 
estrangeiros e todas as pessoas que forem regidas pelo direito 
internacional público. 
D) Obrigam a pessoa jurídica os atos dos administradores, exercidos 
nos limites de seus poderes definidos no ato constitutivo. 
COMENTÁRIOS: 
A responsabilidade civil objetiva das pessoas jurídicas de direito 
público já estava prevista na Constituição Federal de 1988 (art. 37, § 
6º), tendo sido reproduzida no CC de 2002, no art. 43, que prevê: 
\u201cas pessoas jurídicas de direito público interno são civilmente 
responsáveis por atos dos seus agentes que nessa qualidade causem 
danos a terceiros, ressalvado direito regressivo contra os causadores 
do dano, se houver, por parte destes, culpa ou dolo\u201d. A alternativa 
\u201cA\u201d está correta. 
As pessoas jurídicas de direito público são criadas por lei, a partir de 
quando adquirem personalidade jurídica. O registro do ato 
constitutivo no órgão competente, para a aquisição da personalidade 
jurídica, é exigido apenas para as pessoas jurídicas de direito privado 
(art. 45 do CC). No caso destas, o prazo decadencial para se pleitear 
a anulação do ato constitutivo é de três anos (art. 45, parágrafo 
único do CC). A alternativa \u201cB\u201d está integralmente incorreta, devendo 
ser a assinalada. 
As pessoas jurídicas de direito público externo estão previstas no art. 
42 do CC, e são os Estados estrangeiros e as demais pessoas que 
forem regidas pelo Direito Internacional Público. A alternativa \u201cC\u201d 
está correta. 
Os atos praticados pelos administradores de pessoa jurídica, desde 
que exercido dentro dos limites conferidos pelo ato constitutivo 
obrigam a pessoa jurídica. Esta só não será responsabilizada se o 
administrador exorbitar de seus poderes, caso em que este 
CURSO ON-LINE - DIREITO CIVIL EM EXERCÍCIOS 
PROFESSORA CHRISTIANNE GARCEZ 
 
www.pontodosconcursos.com.br 24
responderá pessoalmente pelos atos praticados. A alternativa \u201cD\u201d 
está correta. 
(ESAF/AFTN/98) 
28. O Instituto Nacional do Seguro Social - INSS é 
a) pessoa jurídica de direito público interno de administração indireta 
b) pessoa jurídica de direito público interno de administração direta 
c) associação 
d) pessoa jurídica de direito privado 
e) fundação particular 
COMENTÁRIOS: 
 
As pessoas jurídicas de direito público interno subdividem-se em: da 
administração direta e da administração indireta. São da 
administração direta: a União, os Estados, o Distrito Federal, os 
Territórios e os Municípios. Da administração indireta fazem parte as 
autarquias e demais entidades de caráter público criadas por lei. 
O INSS é uma autarquia, que caracteriza-se por ser pessoa jurídica 
de direito público interno, da administração indireta, criada por lei, 
com capital e patrimônio exclusivamente do Estado, para a execução 
de serviços públicos típicos, outorgados pelo Estado, com capacidade 
de auto governo e orçamento próprio. 
A alternativa correta é a letra \u201cA\u201d. 
(CESPE/TCU/95) (ADAPTADA) 
29. Há pessoas jurídicas no Direito brasileiro: 
(1) que não são uma unidade de pessoas naturais, com vistas à 
consecução de certos objetivos, reconhecidas pela ordem jurídica 
como sujeitos de direitos e de obrigações. 
(2) que, assim como as pessoas físicas, possuem nacionalidade e 
domicílio. 
(3) cuja personalidade não se adquire com o registro público de seus 
atos constitutivos. 
CURSO ON-LINE - DIREITO CIVIL EM EXERCÍCIOS 
PROFESSORA CHRISTIANNE GARCEZ 
 
www.pontodosconcursos.com.br 25
(4) que, assim como as pessoas físicas, estão sujeitas a morte 
natural. 
COMENTÁRIOS: 
A questão exige que se analise cada alternativa, atribuindo C ou E 
para cada uma delas. 
As pessoas jurídicas são doutrinariamente classificadas, quanto à sua 
estrutura, em universitas personarum (união de pessoas para a 
consecução de finalidades comuns) ou universitas bonorum (união de 
bens, de patrimônio). As fundações fazem parte desta última 
categoria, já que é pessoa jurídica composta pela organização de um 
patrimônio instituído com destinação específica. É pois, um acervo de 
bens, e não uma união de pessoas. Assim, o item 1 está certo, pois 
há determinadas pessoas jurídicas que não constituem uma união de 
pessoas, e sim um acervo de bens. 
As pessoas jurídicas, assim como as pessoas naturais, possuem 
domicílio e nacionalidade,