LIVRO SELFCOACHING 5ª EDICAO   SUPREMACIA CONCURSOS
382 pág.

LIVRO SELFCOACHING 5ª EDICAO SUPREMACIA CONCURSOS


DisciplinaConcursos136.547 materiais371.263 seguidores
Pré-visualização50 páginas
- Leia atentamente o enunciado da questão, muitas vezes existem pegadinhas, 
ou a resposta está no próprio enunciado ou em questões seguintes. Por isso, é 
necessária a máxima atenção. A perfeita interpretação da questão é fundamental 
para sua resolução. 
- Comece pelas matérias que você tem mais facilidade e depois passe para as 
demais; 
- Se você acha determinada questão difícil e demorada, pule para a próxima e 
volta naquela ao final da prova, garanta pontos importantes com as fáceis; 
Em suma, o aluno precisa planejar a sua prova. Trace um planejamento prévio, 
incluindo o tempo de prova, qual disciplina será realizada primeiro, quanto tempo 
para cada matéria. 
Vai ter questão que vai dar branco e questão que você vai ter mais chances de 
errar por falta de atenção. Não brigue com a questão. Não procure cabelo em ovo. 
Exemplo: 
Seu tempo de prova deve servir para: 
1. Ler e responder as objetivas 
2. Ler e responder a subjetiva 
 
http://www.supremaciaconcursos.com.br/ 
contato@supremaciaconcursos.com.br 
https://www.facebook.com/supremaciaconcursos 
 
 209 
3. Refazer as objetivas 
4. Refazer a subjetiva 
5. Passar a limpo a subjetiva 
6. Passar a limpo o gabarito da objetiva. 
7. Anotar o gabarito (anote sempre, você se esforçou e merece tanto levar a 
prova para casa quanto saber o que marcou). 
Não deu tempo para tudo isso? Realmente, raramente é possível seguir esses 7 
passos. Nesse caso, priorize! Recomendo começar sempre pelas mais fáceis, assim o 
risco de errar por falta de atenção é bem reduzido. 
Não se pode errar a marcação do cartão-resposta. Logo, separe no mínimo 20 
minutos para preencher seu cartão tranquilamente. 
Nos casos de tempo curto, ou de escrita lenta, recomendo montar o esqueleto 
da redação e já partir para a escrita definitiva, sem rascunhos. Isso, claro, você 
aprende bem a fazer nas fases de resolução de questões exaustivamente trabalhadas 
nos meses anteriores a sua prova. Além disso, é nessa fase de resolução de questões 
que você percebe o modo como as pegadinhas das questões são colocadas nas 
assertivas e o nível ótimo de interpretação de cada questão. 
Geralmente as bancas não permitem a troca do cartão resposta, caso haja 
penalização na resposta errada, e você assinalou errado, siga este exemplo: o cartão 
de respostas do Cespe tem como opções: "C" e "E". Se você assinalar uma das 
opções e depois perceber que deveria ter marcado a outra, preencha as duas. Isso 
significa que você não pontuará e nem perderá ponto, pois a questão estará sendo 
anulada. Da mesma forma, se você não preencher nenhuma das duas opções, a 
questão também será anulada. Portanto, se você acertar 60 questões e deixar as 
outras 60 em branco, ganhará 60 pontos. Sem perder pontos. 
Resolva primeiro as questões que você considera que sabe. Deixe as questões 
que tiver dúvidas, ou que você não sabe, para o final, mas já faça uma marcação na 
sua prova. Escreva ao lado da questão "dúvida", e a provável resposta, ou "não sei", 
ou um símbolo de interrogação. 
Deixe questões que envolvem contas por último. Elas demandam muito tempo 
e é perigoso fazê-las antes das questões que exigem apenas leitura. Se não, você 
pode acabar não conseguindo fazer várias questões simples, porque perdeu tempo 
em questões complicadas. 
Aceite um fato: haverá questões que você "terá certeza" de que acertou, mas 
errará, bem como acertará questões que estava em dúvida. 
 
http://www.supremaciaconcursos.com.br/ 
contato@supremaciaconcursos.com.br 
https://www.facebook.com/supremaciaconcursos 
 
 210 
Ao se deparar com alguma que gere dúvida, pense se você não sabe a resposta 
ou apenas está em dúvida. No caso de apenas estar em dúvida, vale a pena arriscar, 
considerando que você se preparou bem para a prova e, portanto, há uma 
probabilidade grande de acertar a maioria das questões que gerem dúvida. Marque! 
Já no caso de realmente não saber a resposta, vale a pena deixar a questão em 
branco para não perder ponto. 
Numa prova de 120 questões, tente não deixar mais do que 10 em branco. 
Duas são as razões para um candidato deixar muitas questões em branco: ou ele não 
está suficientemente preparado, ou está com muito medo de marcar. O primeiro caso 
não tem jeito. Você terá que estudar mais para o próximo concurso, mas o segundo 
caso é que preocupa. Porque ele sabe a matéria, mas "amarela" na hora da prova. 
Não faça isso! O único jeito de ser aprovado é fazendo muitos pontos e perdendo 
poucos. Você precisa fazer pontos e, se deixar muitas questões em branco, não terá 
pontos suficientes para passar. 
Por mais que você estude, nunca conseguirá gabaritar uma prova do Cespe. 
Normalmente o primeiro colocado nos concursos organizados por essa banca fazem 
80% dos pontos. Sendo assim, mesmo que você esteja sabendo muito bem a 
matéria, não se desespere ao se deparar com questões que você não sabe. Isso é 
normal. 
Reserve uma hora para fazer a redação e vinte minutos para marcar a folha de 
respostas. Marque na folha de respostas todas que você tiver certeza. Se der tempo, 
revise as questões que você teve dúvida e marque-as também. 
 
7. BIZÚS DE PROVAS 
 
É muito importante ler atentamente o enunciado e todas as opções ou 
itens a serem julgados. 
 
\uf0b7 Leia cada opção cuidadosamente duas vezes. 
\uf0b7 Leia todas as assertivas antes de marcar sua resposta. 
\uf0b7 Não leia demais as perguntas. Não pense demais sobre o que o 
examinador está realmente querendo. Muitas vezes você pode até ser 
penalizado por saber demais. 
\uf0b7 Comece pelos problemas mais fáceis. Resista ao desejo de resolver as 
questões em seqüência, apenas porque elas são numeradas. Isto não 
só irá melhorar sua confiança, como poderá refrescar sua memória com 
 
http://www.supremaciaconcursos.com.br/ 
contato@supremaciaconcursos.com.br 
https://www.facebook.com/supremaciaconcursos 
 
 211 
algumas informações que você pode coletar nas outras questões. Essa 
tática vai garantir que você ganhe os pontos fáceis primeiro. Você não 
deve desperdiçar uma grande quantidade de tempo em um problema 
difícil no início do tempo de prova (e que no final pode até estar errado 
ou ser anulado) e depois fazer, na pressa, questões fáceis que 
poderiam ter sido resolvidas com calma antes. 
\uf0b7 Seguindo a mesma linha recomendação anterior, não comece a prova 
pela primeira matéria - geralmente, língua portuguesa. Comece pela 
matéria que você mais domina. 
 
 
Palavras de sentido absoluto como: \u201cnunca\u201d, \u201csempre\u201d, \u201cnão\u201d merecem 
cuidado especial, porque podem esconder uma pegadinha e tornar a afirmação 
incorreta nos casos em que houver exceção. 
 
Resolver muitas provas de concursos anteriores da banca examinadora 
do concurso que o candidato pretende prestar (o que só se sabe com certeza após a 
divulgação do edital) é uma boa forma de conhecer o estilo e as preferências da 
banca e isso pode \u201csalvar\u201d uma questão. 
 
Uma decisão precipitada pode levar o candidato ao erro. Por exemplo, uma 
prova com perguntas de múltipla escolha, há casos em que uma das respostas 
parece certa, mas outra está mais certa ainda. Ou seja, a letra \u201ca\u201d está correta, 
mas a \u201cb\u201d também, e a \u201cc\u201d, e só então o candidato percebe que o enunciado pedia 
a afirmativa incorreta. Na prova de itens para julgamento, a pressa também pode 
fazer com que detalhes passem despercebidos pelo candidato, induzindo-o ao 
equívoco. 
 
Se o candidato não conseguir escolher a alternativa, não deve gastar mais 
tempo naquela questão, e sim passar para a seguinte a fim de resolver o 
máximo de questões no mínimo de tempo. Depois vai retornar ao que não tiver 
sido respondido ainda. 
 
Depois