A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
12 pág.
Prova de neuroanatomia. PEDRO LINS -Medicina UFPE Turma 134

Pré-visualização | Página 1 de 5

QUESTÕES SISTEMA NERVOSO 
 
http://www.youtube.com/watch?v=nMk_vFzLuDs&feature=BFa&list=UUEamgiVk3Ev3ih3bNrT-
H7Q 
TRONCO ENCEFÁLICO 
 
1) O tronco encefálico (TE) participa de funções vitais sendo considerado uma estrutura 
anatomicamente compacta e funcionalmente diversa apresentando assim grande importância clínica. 
De maneira que lesões no TE, geralmente de natureza vascular, tumoral, traumática ou derivada de 
processos degenerativos, podem conduzir o paciente a morte ou a estado graves de coma. Desta forma 
explique quais as possíveis sintomatologias se as seguintes estruturas anatômicas do TE foram 
lesionadas: 
 
a)Pirâmides bulbares acima da decussação – Tracto C.E. 
paralisia contralateral do corpo 
 
b)Núcleos grácil e cuneiforme 
perda de propriocepção, tato epicrítico e sensibilidade vibratória ipsilateralmente 
 
c)Locus coeruleus 
distúrbios do sono, dificuldade para dormir 
 
d)Substância negra 
perturbações motoras; Doença de Parkinson (hipertonia, oligocinesia, tremores de repouso) 
 
e)Núcleo rubro 
tremores e movimentos anormais (contralateral). 
 
2) Uma menina de 10 anos foi levada ao médico, devido ao fato de sua mãe ter notado que o lado 
direito de sua face estava enfraquecido (parecia não reagir às emoções). Também foi observado que 
sua boca estava ligeiramente puxada para esquerda. A menina também confirmou que a comida 
geralmente ficava grudada na interior da sua bochecha direita. A mãe tinha observado as alterações 
faciais três meses atrás, todavia estava piorando progressivamente. Durante o exame o médico 
verificou fraqueza bem definida dos músculos faciais do lado direito, em contrapartida do lado 
esquerdo estavam normais. A sensibilidade cutânea da face também estava normal. Ao ser testado os 
movimentos oculares constataram-se dificuldades em deslocar o globo ocular lateralmente para 
direita. A paciente também apresentava leve fraqueza para realizar movimentos do braço e da perna 
do lado esquerdo. Usando os seus conhecimentos de neuroanatomia relacione os sinais e sintomas a 
uma lesão do tronco encefálico. 
 
A hemiparesia facial pode indicar uma lesão do nervo facial (ipsilateral). A dificuldade para deslocar 
o globo ocular lateralmente é resultante da hemiparesia (do músculo reto lateral), o que indica que 
pode haver uma lesão do nervo abducente ipsilateralmente. A fraqueza para a realização de 
movimentos do braço e da perna indica que houve lesão do tracto córtico-espinal; essa hemiparesia é 
contralateral, por isso que ocorre no lado oposto ao das outras lesões. Houve, portanto, uma lesão na 
base da ponte estendida lateralmente (Síndrome de Millard-Gubler). 
 
3) As afirmativas abaixo sobre a superfície anterior do bulbo estão corretas, EXCETO: 
a) As pirâmides se afilam inferiormente, originando a decussação das pirâmides. 
b) O nervo hipoglosso emerge entre as pirâmides e as olivas bulbares. 
c) O nervo vago emerge entre a oliva e o pedúnculo cerebelar inferior 
d) Em cada lado da linha mediana, existe uma dilatação ovóide denominada oliva, que contém fibras 
córtico-espinhais. 
e) O nervo facial emerge entre a ponte e o bulbo medialmente ao nervo vestíbulo-coclear. 
 
Letra C. O nervo vago emerge entre a oliva e o funículo lateral (no sulco lateral posterior) 
 
4) Em relação à superfície posterior da ponte o que é não CORRETO afirmar? 
a) A área vestibular fica lateral ao sulco limitante. 
b) A estrutura alongada, situada lateralmente ao sulco mediano é a eminência média. 
c) O colículo facial é formado pelo teto do nervo abducente, que se enrola em torno em torno do 
núcleo do nervo facial. 
d) A área postrema está localizada inferiormente as estrias medulares 
e) O trígono do hipoglosso está infero-medialmente a área vestibular 
 
Letra C. O colículo facial é formado pelo teto do nervo facial, que se enrola em torno do núcleo do 
nervo abducente. 
 
5) Homem com 65 anos queixando-se de dificuldade para engolir, com rouquidão em sua voz e 
tonteiras (vertigens) foi avaliado pelo neurologista. Todos os sintomas começaram rapidamente há 
quatro dias. Durante exame físico verificou-se ausência do reflexo do engasgo no lado esquerdo, 
analgesia facial esquerda e paralisia à esquerda da corda vocal. Baseado na história clínica e nos 
resultados do exame físico qual o diagnóstico mais provável? Justifique. 
a) Tumor no mensencéfalo 
b) Síndrome Bulbar Lateral, no lado esquerdo 
c) Síndrome Bulbar Medial, no lado esquerdo 
d) Síndrome Bulbar Lateral, no lado direito 
e) Síndrome Bulbar Medial, no lado direito 
 
Letra B. Essa síndrome acomete o bulbo, pois, os sintomas e o exame físico propiciaram essa 
conclusão. É na parte lateral lesada do bulbo que se observa dificuldade para engolir, vertigens, 
disfonia, etc. Nesse caso é o lado esquerdo pois ela acomete o lado lesado, é ipsilateral. É chamada 
também de síndrome de Wallenberg. 
 
6) Descreva resumidamente as estruturas abaixo e dê o seu respectivo significado funcional. 
 
a) Fascículo Longitudinal Medial 
O fascículo longitudinal medial irá formar as vias de associação. Esse fascículo liga todos os núcleos 
motores dos nervos cranianos, sendo importantes suas conexões com os núcleos dos nervos 
relacionados com o movimento do bulbo ocular e da cabeça. Ele é responsável pela realização de 
reflexos que coordenam os movimentos da cabeça com os do olho, além de vários outros reflexos 
envolvendo estruturas situadas em níveis diferentes do tronco encefálico. 
 
b) Núcleo Ambíguo 
Situa-se no bulbo, dá origem as fibras que inervam os músculos da laringe e da faringe, saindo pelos 
nervos glossofaríngeo, vago e raiz craniana do acessório. Função -> relaciona-se com a deglutição e 
fonação. 
 
c) Núcleo do Trato Solitário 
Situa-se no bulbo, é uma região de aferência de fibras que trazem a sensibilidade visceral, geral e 
especial, que entram pelos nervos facial, glossofaríngeo e vago. Função -> recepção de estímulos dos 
nervos citados e auxilia na recepção de estímulos gustativos 
 
d) Colículo Inferior 
Colículo Inferior: constituído por uma massa delimitada de substância cinzenta, o núcleo do colículo 
inferior. Esse núcleo recebe as fibras auditivas que sobem pelo lemnisco lateral e manda fibras ao 
corpo geniculado medial através do braço do colículo inferior. Função -> importante relé das vias 
auditivas. 
 
 
 
e) Decussação das pirâmides 
Decussação das pirâmides: localiza-se no bulbo e é definida como um cruzamento oblíquo das fibras 
que formam o tracto piramidal. Função -> junto com as pirâmides bulbares, levam fibras nervosas 
eferentes do cérebro até a medula. 
 
7) A que estruturas anatômicas do tronco encefálico podem-se atribuir os sintomas abaixo listados? 
a) náuseas e vômitos 
Bulbo (parte lateral) 
 
b) vertigens 
Bulbo (parte lateral) 
 
c) analgesia facial direita 
Bulbo (parte lateral), Ponte (nervo trigêmeo) 
 
d) deficiência de propriocepção consciente 
Bulbo (núcleo grácil e cuneiforme), Ponte (nervo trigêmeo). 
 
e) dificuldade para escrever 
Mesencéfalo (lesão do núcleo rubro), Bulbo (lesão do pedúnculo cerebelar inferior). 
 
8) Diferencie origem aparente e real dos nervos cranianos? 
 
A origem real corresponde ao local onde estão localizados os corpos dos neurônios cujas fibras 
constituem os nervos; e a origem aparente, ao ponto de emergência ou entrada do nervo no SNC. 
 
9) Apesar das diferenças anatômico-estruturais em que se assemelham os sistemas nervosos, 
segmentar e supra-segmentar? 
 
Assemelham-se por serem protegidas por ossos, possuírem meninges (ainda que de características 
diferentes), são axiais e possuem neurônios

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.